Connect with us
LOJA DC 4

Tem horas em que a gente fica sem ânimo pra nada. A cabeça simplesmente não funciona e você só quer ficar em casa e fazer o dia passar o mais rápido possível, mas nem sempre a internet ajuda. O Twitter tá cheio de indireta pra ex, o Facebook tá lotado de corrente e o Instagram só dá foto do céu. Já aquele livro comprado há três meses te encara no topo da prateleira, mas só de se imaginar tendo que se concentrar nas letras pra entender aquela trama você já revira os olhos.

Logo pensa “Vou assistir a alguma série… Mas qual?!”. Nesses dias a gente não quer nem pensar em diálogos medievais maçantes, mistérios científicos, conspirações políticas norte-americanas, segredos de um assassinato, e muito menos em dramas familiares do século XIX. Então, pensando nessas horas de morgação tão especiais que todo mundo tem direito uma vez ou outra, fizemos* uma listinha de séries em que você simplesmente pode dar play e deitar. Elas fluem sem que você precise, digamos… se esforçar muito. Relaxa e vai.

1- New Girl

ng_30_bath_group_1_2813_R2.jpg

A série relata a mudança de vida da professora Jessica Day (Zooey Deschanel), que depois de uma decepção amorosa sai do interior e vai morar em New York com três caras solteirões: Schmidt (Max Greenfield), um “ex-loser” de faculdade que reverteu sua situação e se tornou o amigo mulherengo de sucesso… ou quase isso. Suas manias de controle e limpeza atrapalham um pouco, mas garante umas boas risadas, Nick (Jake Johnson), o preguiçoso e irritadinho bartender da galera, e Winston (Lamorne Morris), um ex-jogador de basquete meio atrapalhado. Ainda tem a amiga gata e bem resolvida, a Cece (Hannah Simone) que é um ótimo ombro para as frustrações de Jessica. Juntos, os cinco se envolvem nas situações mais constrangedoras e engraçadas que você possa imaginar.

2- Modern Family

modern

Modern Family não tem nada a ver com a chatice de família tradicional brasileira, pode ter certeza. Na verdade, essa galera é bem cabeça aberta para a diferença. Tem coroa casado com colombiana quase 30 anos mais nova (e muito felizes, obrigado!), casal gay com filha adotada, e uma mãe de três que volta e meia dá uns surtos. A série acompanha o dia a dia dessa família e suas enrascadas cômicas, discussões familiares e confusões gigantes, mas que sempre acabam da melhor forma possível. Destaque para as moças Sofia Vergara interpretando a maravilhosa Gloria e Julie Bowen na pele de Claire.  <3

3- Unbreakable Kimmy Schmidt

UNBREAKABLE1

Imagine que você seja vítima de um lunático manipulador te convencendo a participar de uma seita religiosa. Uma vez integrante dela, você passa a morar em um bunker (aquelas estruturas construídas debaixo da terra) porque ele te faz acreditar que o mundo lá fora foi destruído por uma enorme explosão nuclear que dizimou todos os seres vivos. Quinze anos se passam até que finalmente descobrem a loucura e te resgatam desse buraco no chão. Quinze anos!

Pois é, é exatamente isso que conta ‘Unbreakable Kimmy Schmidt’, a produção da Netflix. Nela, Kimmy (Ellie Kemper) redescobre o mundo depois de quinze anos isolada com um lunático e mais três moças vítimas do cara. Agora imagine passar esse tempo todo sem contato com a vida exterior e depois ir parar em New York! Óbvio que Kimmy enlouquece (de um jeito bem meigo e engraçado) com todas as novidades de uma das maiores cidades do mundo. A série relata o processo de redescoberta da vida de Kimmy, sua adaptação e novas amizades.

4- Parks and Recreation

Leslie Knope (Amy Poehler) é uma mulher que ama seu trabalho em uma repartição pública, a de Parques e Recreação. Mas o que ela ama mais ainda é fazer o bem para os amigos. Ela é tida como a mãezona no grupo. Mas isso não quer dizer que seja um poço de discernimento… Leslie é mega afobada e atrapalhada. Além disso, lida com as situações de pressão de forma bem cômica. Bom, pelo menos pra gente. A série ainda conta o chefe turrão e mal-humorado mais engraçado que você já viu, uma secretária antissocial que exala sarcasmo e vive de má vontade quanto ao trabalho, mas que você vai se apaixonar em dois tempos, e um assistente que jura ser o cara mais estiloso da cidade, mas só passa vergonha. A série acabou esse ano, mas vale muito a pena conferir as 7 temporadas. Amy Poehler como Leslie Knope talvez tenha sido uma das coisas que mais me agradou na comédia nos últimos anos, e se você gostou do Chris Pratt todo másculo e herói da nação em ‘Jurassic World‘, vai se apaixonar na versão abobalhada dele dando vida ao personagem Andy Dwyer.  E a vantagem de a produção da série já ter sido encerrada é que não há preocupação quanto ao atraso de episódios e você pode assistir a tudo no seu tempo.

5- Friends

Por último, mas, sem dúvidas, não menos importante, Friends foi um dos sitcoms mais bem-sucedidos da história da TV. Foram 10 anos seguindo as histórias hilárias de Rachel (Jennifer Aniston), Monica (Courteney Cox), Phoebe (Lisa Kudrow), Ross (David Schimmer), Joey (Matt LeBlanc) e Chandler (Matthew Perry). Confesso que eu só comecei a assistir a série esse ano (!!!). Sei que isso é quase um crime, mas, se isso te faz se sentir melhor, eu cheguei a assistir uns episódios soltos por aí. Só faltava o empurrão final pra eu começar tudo do zero, e então ele veio e me arrependo amargamente de não ter começado antes.

A história dos 6 amigos é envolvente, às vezes emocionante, de fácil identificação e muito, muito engraçada. Além do apelo cômico, a série é muito leve e dá para assistir vários episódios de uma vez sem se sentir cansado daquilo tudo. É ótimo para fazer o tempo passar mais rápido ou dar uma relaxada depois de um dia estressante.

Tá aí a sua lista para dias de preguiça ou para aquela segunda-feira que não acaba nunca.
Porque não é sempre que a gente acorda querendo ser produtivo, né?

635699256328035983-713000440_hate mondays

*Texto com colaboração de Dowlgas Braga.

Estudante de jornalismo geralmente perdido em algum canto do Spotify ou Netflix. Se não estiver em nenhum dos dois, procura lá no twitter: @pdrmaroni

Comments