Connect with us

Fandom

SHERLOCK – A Dedução que conquistou o mundo

LOJA DC 4

Inspirada na obra literária de Sir. Arthur Conan Doyle, a série SHERLOCK conta a vida do mestre da dedução, Sherlock Holmes, numa versão ambientada no século 21. A série tem conquistado os fãs desde o começo. Produzida pela emissora BBC, a série elava Sherlock a outro nível mostrando não apenas sua arte para deduzir, como também seus problemas pessoais tais como o uso de drogas, dando uma humanidade ao personagem interpretado por Benedict Cumberbacht. No elenco também temos:

Martin Freeman (DR. Watson), Mark Gatiss (Mycroft Holmes), Andrew Scott  (Moriarty),  Amanda Abbington  (Mary), Rupert Graves (inspetor Lestrade), Louise Brealey (Molly), Una Stubs (sra.hudsun).

Todos dão um show de atuação! A trilha sonora ajuda você a mergulhar nas cenas sejam elas de perseguições ou Sherlock tendo ideias em sua mente. Cada episódio tem duração de uma hora e vinte minutos (1h 20m). Sherlock possui uma produção sensacional que torna a série surpreendente  e incrível de se assistir na TV, algo que até então só existia no cinema. Cada episódio é uma obra-prima digna de ser assistida. Cada episódio faz você se apaixonar mais pela série! .

A série atualmente conta com 4 temporadas de 3 episódios cada, além de um episódio especial. As 3 primeiras temporadas, juntamente com o especial, estão disponíveis na Netflix.

Se você acha que por serem poucos episódios Sherlock não passaria por grandes apuros, acredite, você se enganou!  Em cada episódio Sherlock passa por um perigo maior que o outro. Desde ser baleado pela esposa de seu melhor à ter que fingir sua própria morte.

A primeira temporada começa com o curioso caso de um assassino em série e Sherlock fazendo amizade com seu futuro melhor amigo John Watson. Também somos apresentados ao irmão de Sherlock, Mycroft Holmes, um personagem que costuma roubar a cena quando aparece. E não podemos esquecer do grande vilão, Moriarty.

Na segunda temporada, somos chocados com a morte de Moriarty durante mais um de seus planos para derrotar Sherlock, que felizmente não saiu como planejado, dando tudo certo para o o nosso detetive que apenas precisou fingir a própria morte por um tempo.

Em sua terceira temporada, temos o casamento de Jhon Watson, no qual Sherlock é o padrinho de casamento. Durante o evento Sherlock conta sobre suas aventuras e descobre que queriam assassinar o antigo comandante de Jhon na época do exército. Também descobrimos que a mulher de Watson, na verdade, é um ex-assassina que pertencia há um grupo de assassinos treinados.

Logo no começo da quarta temporada, no primeiro episódio, alguém do passado de Mary volta para tentar matá-la: um ex-membro do grupo de assassinos que ela fazia parte. Ele a culpou por uma traição que provocou a morte de integrantes do grupo durante uma missão. Mary escapa dele após ele ser morto, mas a felicidade durou pouco. Pouco tempo depois, Mary morre levando um tiro no lugar de Sherlock. No segundo episódio descobrimos que Sherlock tem uma irmã.

Nesse último domingo foi transmitido pelo canal BBC One o último episódio da quarta temporada, levando o coração dos fãs a loucura desde a cena do detetive pregando uma peça em Mycroft para saber de verdade se ele tem uma irmã à cena na qual Sherlock e Watson pulam da janela do apartamento 221b da Rua Baker enquanto uma granada explode a suas costas, tudo em slow motion.

O episódio levou Sherlock a conhecer coisas de seu passado, coisas que ele achava que eram reais, mas que, na verdade, não eram. Sherlock coloca muita presão em certos momentos do episódio, como por exemplo, quando ele precisa decidir entre matar seu irmão Maycroft ou seu melhor amigo Watson… Enquanto tenta ajudar uma criança a não deixar um avião cair, já que os passageiros e os pilotos dormiram.

O episódio também mostra os planos de Moriarty. O próprio vilão tem uma ótima cena dele descendo do helicóptero ao som de “I WANT TO BREAK FREE” da banda Queen. O episódio desfruta o tom da primeira temporada, o que me deixou animado. Um leve toque de nostalgia no ar, que de certa forma, pode causar desespero aos fãs da série, pois há rumores de que esta pode ter sido a última temporada… ou um longo hiatos de 3 anos até a próxima.

Já que o final do episódio parece uma despedida, um fechamento de núcleo, e a BBC ainda não se pronunciou sobre a renovação da série, esperava-se que esse episódio recuperasse a audiência, que teve uma queda brusca de audiência em seu segundo episódio. Muitos fãs têm a esperança de que SHERLOCK seja renovada para sua quinta temporada, porém isso ainda é incerto já que as gravações da 4ª temporada passaram por muitas dificuldades sendo uma delas a agenda dos atores e outra a queda de audiência, o futuro de Sherlock Holmes é incerto. Será que o jogo terminou para o mestre da dedução?

Talvez nos encontremos novamente, no Anemoi. Nas cartas de créditos é típico para os editores destacar certas letras. A sequência final produz apenas uma única palavra — Anemoi, o lugar de reunião dos quatro ventos.

Enquanto o final amarra as pontas soltas e recria as cicatrizes que afetam os personagens, parece mais como um início do que um final.

Sherlock pode ou não retornar.

Comments