Connect with us

Resenha

American Crime Story: Versace | Review 2×04 “House by the lake”

LOJA DC 4

O quarto episódio começa cavando mais a fundo sobre a vida de Andrew Cunanan, há uma semana do assassinato de Lee Miglin (episódio 3).

O episódio nos situa na casa de David, o então namorado de Andrew. A cena se desenrola normalmente até um terceiro personagem entrar, Jeffrey. David vai buscar Jeffrey na portaria e, quando eles voltam para o apartamento, percebemos que havia sido uma emboscada de Andrew, que mata Jeffrey a marteladas e enrola o corpo num tapete. David assiste tudo e fica em pânico. Insiste em ligar para a polícia e percebemos, pelas falas de Andrew, que ele pretende manipular as histórias para sair impune. Asism, Andrew manipula e chatajeia David a ficar calado.

Pelos próximos minutos temos uma proposta diferente no episódio em relação aos anteriores. São cenas mais focadas nos diálogos entre Andrew e David e tudo se passa num único cenário: o apartamento. Nessas cenas, podemos perceber uma exploração melhor dos jogos de câmeras e ângulos, como nos filmes de pessoas que ficam confinadas.

Porém, no dia seguinte, sua colega de trabalho bate a sua porta, junto com a zeladora do prédio. David, então, se vê obrigado a fugir com Andrew. A zeladora abre a porta do apartamento após ninguém responder e um corpo é descoberto na sala. A polícia, então, é acionada.

Na fuga, Andrew menciona pela primeira vez Lee para David, dizendo que ele era um amigo que os ajudariam a fugir. David está completamente aéreo a viagem inteira. Em uma parada num bar no meio da estrada, enquanto David está no banheiro, temos o turning point do episódio: vemos Andrew chorar. Fica o questionamento se Andrew possui algum sentimento ou se aquilo era lágrimas de crocodilo.

À partir daí, o episódio caminha para o seu final. Nada muda no comportamento doentio de Andrew, mas tudo muda no comportamento de David. Ele deixa de ser um cara aéreo e em choque e passa a ser questionador, questionando todo o comportamento de Andrew, desde que se conheceram até o momento do assassinato. E isso causa o fim do relacionamento dos dois.

Esse episódio foi interessante em diversos aspectos. Fez uso de flashbacks da vida de David para que conheçamos mais o personagem e vejamos o contraste dele com Andrew e aprofundou mais na personalidade de Andrew de uma forma mais interessante e instigante que o episódio anterior. A última cena é genial! Andrew consegue, mais uma vez, nos surpreender. Mal posso esperar para saber o que mais ele é capaz de fazer.

American Crime Story vai ao ar toda quarta-feira, no FX.

Resenha por: Cecília Mouta

Estudante de Jornalismo, apaixonada por escrever, maratonar séries e ouvir música. Caçadora de monstros com Sam e Dean nas horas vagas.

Comments