Connect with us

HQs

Ardian Syaf, desenhista da Marvel que colocou mensagens de ódio escondidas em HQ é demitido

LOJA DC 4

O artista Ardian Syaf foi demitido pela Marvel após uma polêmica causada por um dos quadrinhos da primeira edição de X-Men Gold #1. Na arte, o ilustrador escondeu dois números que denotavam mensagens antissemitas e anti-cristãs.

Syaf tem a prática de esconder referências às figuras políticas nos fundos de sua arte final. No Batgirl (Vol 4) # 9 (julho de 2012), por exemplo, Syaf incluiu um sinal de fachada que referenciava o presidente da Indonésia, Joko Widodo, embora o texto que acompanha a imagem de Widodo seja coberto por uma legenda na final, publicada.

Um dos prédios da cena continha o número 212, que é um código usado na Indonésia para se referir a um protesto contra um governador cristão do país. A camisa de um dos personagens tinha a inscrição “QS 5:51”, referência a uma passagem do Alcorão que diz: “Ó fiéis, não tomeis por amigos os judeus nem os cristãos; que sejam amigos entre si”.

x-men-controversia

Syaf assumiu a culpa em um post deletado na sua página do Facebook:

Olá. Minha carreira está acabada. É uma consequência do que eu fiz e eu a aceito. Por favor, sem mais zombarias, debates ou ódio. Espero que todos estejam em paz. Nessa última chance, quero falar a vocês o verdadeiro significado por trás do QS5:51 e do 212. É o número da JUSTIÇA. E o número do AMOR. Meu amor ao Alcorão, ao último profeta, ao mensageiro e a Alá, o Único Deus. Perdão pelo alarde. Adeus e que Deus abençoe a todos. Amo a todos.”

G. Willow Wilson, da nova versão da Ms. Marvel que é muçulmana, que apontou que “cada um pode interpretar o alcorão como quiser, isso que gera conflitos”

O que acham disso?

LOJA DC 4
Comments