Connect with us

cinema

Atriz francesa Catherine Deneuve crítica o movimento #MeToo 

Edilson Cândido Rezende

Published

on

LOJA DC 4

A venerada atriz francêsa Catherine Deneuve bateu no que ela chamou de um “puritanismo” provocado por escândalos de assédio sexual.

Deneuve foi uma das cerca de 100 escritoras francesas, artistas e acadêmicas que escreveram uma carta aberta criticando a onda de “denúncias” que seguiu as afirmações de que o produtor de Hollywood Harvey Weinstein estuprou e agredidiu sexualmente mulheres ao longo de décadas.

Eles alegam que a “caça às bruxas” que se seguiu ameaçava a liberdade sexual.

“A violação é um crime, mas tentar seduzir alguém, mesmo persistentemente ou com cautela, não é – nem significa que os homens estão fazendo um ataque machista”, disse a carta publicada no jornal Le Monde.

“Os homens foram punidos sumariamente, forçados a sair de seu trabalho quando tudo o que eles fizeram foi tocar o joelho de alguém ou tentar roubar um beijo”, disse em carta, que também foi assinada por Catherine Millet, autora do bestseller de 2002 The Sexual Life of Catherine M.

Os homens foram levados a lama, argumentaram eles, por “falar sobre assuntos íntimos durante jantares profissionais ou por enviar mensagens sexuais a mulheres que não retornaram suas intenções”.

A carta atacou campanhas feministas de mídia social como #MeToo e seu equivalente francês #BalanceTonPorc, por libertar esta “onda puritana… De purificação”.

Afirmou que “o protesto legítimo contra a violência sexual que as mulheres estão sujeitas, particularmente na vida profissional”, se transformou em uma caçada às bruxas.

“O que começou a libertar as mulheres tornou-se o oposto – intimidamos as pessoas a falarem” corretamente “, gritamos com aqueles que não caíram na linha, e aquelas mulheres que se recusaram a curvar-se [às novas realidades] são consideradas como cúmplices e traidoras “

“Em vez de ajudar as mulheres neste frenesi a enviar esses “porcos” machos para o matadouro, o que realmente esta ajudando são aos inimigos da liberdade sexual – extremistas religiosos e os piores reacionários”

“Como mulheres, não nos reconhecemos neste feminismo, que além de denunciar o abuso de poder assume um ódio aos homens e à sexualidade” disse o coletivo das mulheres que assinaram a carta.

Catherine Deneuve é considerada um modelo de elegância e beleza e uma das mais respeitadas atrizes do cinema francês, mundial e indicada ao Oscar pelo filme A Bela da Tarde.

Fonte: The Guardian

 

LOJA DC 4
Comments