Connect with us

e-Sports

Black Dragons vence Merciless Gaming e se classifica para as semifinais do Brasileirão Rainbow Six

Team Fontt confirma sua força e bate a Operation Kino na última rodada do Grupo B

Estão definidos os confrontos das semifinais do Brasileirão Rainbow Six 2017. No terceiro dia de disputas do Grupo B, Black Dragons e Merciless Gaming fizeram um confronto com clima de final, já que apenas quem vencesse avançaria para a próxima fase. Melhor para a BD, que triunfou e agora enfrentará a paiN Gaming na semifinal. Na outra partida do dia, a líder Team Fontt impôs novamente o seu jogo para vencer a Operation Kino, confirmando a melhor campanha da primeira fase do campeonato. No playoff, o time terá um duro duelo contra a BRK E-Sports.

LOJA DC 4

Líder da Chave B, a Team Fontt já estava garantida na fase decisiva, mas mesmo assim buscou de forma implacável a vitória na última rodada da primeira fase e alcançou os nove pontos, com 100% de aproveitamento. A Black Dragons, vencedora do duelo decisivo deste domingo (6), ficou com cinco pontos e também avançou. A Merciless Gaming, com três, ficou em terceiro lugar e se despede da competição, assim como a Operation Kino, que terminou na quarta colocação, sem nenhum ponto conquistado.

Confira a tabela de classificação:

Black Dragons x Merciless Gaming

No confronto que decidiu a última equipe classificada para a próxima fase do Brasileirão, deu Black Dragons. Precisando da vitória para continuar viva na competição, a equipe jogou com Thiago “Thyy” Nicézio, Nino “NinexT“ Pavolini, Pedro “pzdd” Dutra, João ”Kamikaze” Gomes e Gustavo ”Psycho” Rigal. Já a Merciless Gaming, que também jogava pela classificação, foi escalada com Thiago “Bor” Moura, Daniel “Novys” Coelho, Lucas “RCK” Resende, Matheus “PX” Mesquita e Dyjair “Milty” Soares.

No mapa Consulado, o primeiro da tarde, uma virada emocionante. Depois de um ótimo começo da Merciless, abrindo 2 a 0 no placar, a BD conseguiu se reorganizar e reagiu com muita intensidade para vencer o mapa por 5 a 2 e fazer 1 a 0 na partida.

Escolha da Merciless, o mapa Banco não teve o mesmo equilíbrio do Consulado.  Curiosamente, quem dominou as ações foi a Black Dragons, que venceu o mapa escolhido pelo adversário por 5 a 1 e fechou o confronto em 2 a 0, garantindo a classificação para os playoffs do Brasileirão.

“O jogo de hoje desandou no começo. Eles surpreenderam a gente com algumas jogadas no início do primeiro round, mas nós conseguimos adaptar a nossa tática, percebendo o posicionamento que eles buscaram. Acho que isso foi o ponto crucial para conseguirmos a vitória”, comentou Pedro “pzdd” Dutra, da Black Dragons.

Com a classificação assegurada, o jogador também falou sobre a semifinal, quando terão pela frente a paiN Gaming: “O nosso último jogo com a paiN não foi nada fácil, vencemos por 2 a 1 em outro campeonato, mas foi bem complicado porque eles jogam muito soltos, não dá para prever o que cada jogador vai fazer. Basicamente, o que vamos fazer agora é juntar as análises de todos os campeonatos que eles participaram para montar uma tática em cima disso”.

Com a vitória, a BD chegou a cinco pontos e conquistou a segunda vaga do Grupo B para as semifinais do Brasileirão Rainbow Six. Já a Merciless permaneceu com três pontos e encerra sua participação no campeonato na terceira posição do grupo.

Lucas “RCK” Resende, da Merciless, comentou sobre o confronto que determinou a eliminação da equipe no torneio: “Começamos bem a partida, acertando tudo que tínhamos programado para fazer contra eles, mas depois eles fizeram uma boa leitura do nosso jogo e souberam aproveitar isso. Nós também conversamos após o fim do primeiro mapa, porque estávamos errando bastante. Não passamos as calls necessárias durante a partida e isso foi determinante para o resultado. Achamos que perdemos mais para nós mesmos, pelos erros que cometemos”, disse o jogador.

Team Fontt x Operation Kino

Team Fontt e Operation Kino se enfrentaram já sabendo de suas situações finais no grupo antes do início da rodada. A Team Fontt foi escalada com Gabriel “cameram4n” Hespanhol, João “HSnamuringa” DeamLeonardo “Astro” Luis, Rafael “mav” Freitas e Guilherme “Gohan” Alf. Já a OPK contou com Brayam “Docky” Vieira, Vitor “IntacT” Janz, Alef “slasH-” Reis, Marcos “Dryx” Vinicius e Dimas “Pânico” Abreu.

O primeiro mapa de disputas foi o Chalé e, do início ao fim, domínio absoluto da líder do grupo, que não desperdiçou nenhum round e abriu vantagem no duelo com um incontestável 5 a 0 no placar.

No segundo mapa, novamente a Team Fontt mostrou que é uma das favoritas ao título do torneio, impondo seu jogo e demonstrando entrosamento em cada round para emplacar mais um 5 a 0 na OPK e garantir sua terceira vitória em três jogos disputados.

Sobre mais uma vitória conquistada, Guilherme “Gohan” Alf destacou o desejo da equipe em conseguir um resultado positivo em todas as partidas: “O jogo de hoje foi bem tranquilo, em certo ponto. Usamos táticas variadas, trabalhando bastante a comunicação que, mesmo feita de maneira não tão organizada, deu certo no fim das contas. E também, independentemente de já estarmos classificados, queremos sempre a vitória, então viemos focados para conseguir o 2 a 0 e continuar com 100% de aproveitamento na competição”, afirmou Gohan.

Agora, a equipe encara a BRK E-Sports na semifinal, em partida que promete ser de altíssimo nível. De forma descontraída, Guilherme “Gohan” Alf  falou sobre o confronto decisivo: “Espero que o Nesk não venha tão forte para a semifinal, assim teremos um jogo mais tranquilo (risos). Mas, brincadeiras a parte, de qualquer jeito o time deles tem muita qualidade, vem se dedicando bastante também. É só na hora do jogo mesmo que vamos ver qual equipe vai prevalecer”, projetou.

Em seu último compromisso pela competição, a OPK arriscou novas táticas. Sobre o jogo, Marcos “Dryx” Vinicius conta que a partida serviu para a equipe ganhar mais experiência: “No jogo de hoje, não conseguimos render o nosso máximo. Era uma partida que já não valia muita coisa, tanto para nós quanto para a Team Fontt. Agora, temos outros compromissos na temporada também, então tentamos usar outras táticas no jogo de hoje, que acabaram não dando certo, mas serviram para vermos o que podemos e o que não podemos fazer. Bola para frente, faz parte do jogo.”

Editora de Games e E-Sport do site, jornalista, amante das causas minoritárias, participante ativa do movimento negro brasileiro e do feminismo. Para sugestões de pauta enviar para: anaschuchd@hotmail.com

Continue Reading
Click to comment

Conheça nossa comunidade no G+