Connect with us

cinema

Crítica “Dois Caras Legais”

“Dois Caras Legais” é o típico filme que quando você lê a sinopse não espera nada demais. Aquele longa que caso não tenha outra opção melhor, você irá assistir. Conselho: não tenha esse pensamento. O filme tem um enredo super organizado e um elenco com uma sincronia excelente.

A trama se passa na década de 70, e começa quando a filha de uma funcionária de alto escalão do Departamento de Justiça dos Estados Unidos é sequestrada. Jackson Healy (Russell Crowe) é um brutamonte que acaba se envolvendo no caso. Com métodos não tão gentis, o grosseiro detetive e seu inseparável soco inglês começam a “interrogar” suspeitos, até que ele se depara com o atrapalhado e pai solteiro Holland March (Ryan Gosling), que calha de ser um detetive particular também envolvido nesse sequestro mal explicado.

doiscaraslegaisfilme4

Depois de uma conversa “amigável”, os dois começam a trabalhar juntos, e é aí que o filme tem um desenrolar natural e direito. O diretor Shane Black foi direto ao ponto. Não temos enrolação e conversa fiada. Cada cena do longa se amarra com uma informação anterior e leva o espectador a desvendar as pistas junto com Crowe e Gosling. Apesar de não ser um roteiro genial, “Dois Caras Legais” faz jus à época em que se passa a trama, relacionando uma trilha sonora da época com figurinos e algumas características dos anos 70, como o alto índice de drogas nas elites e a ascensão das empresas automobilísticas, que acabam se entrelaçando no roteiro.

A dupla principal apresenta uma sincronia incrível em cena. Apesar de ser uma trama policial, também temos muita comédia no filme. Russell Crowe como sensato e sério da dupla e Ryan Gosling como o debochado e totalmente sem responsabilidade da trama. Os diálogos são bem pensados e bem reproduzidos, e como resultado temos uma boa atuação dos protagonistas e um filme que proporciona boas risadas.

doiscaraslegaisfilme6 (2)

A filha de March, interpretada por Angourie Rice, também quer ajudar no caso do sequestro e acaba se metendo em encrenca. Além de meter o nariz onde não é chamada, a jovem acaba tendo um papel importante na trama, quando traz à tona os principais medos dos protagonistas. Com sua simpatia e astúcia, a personagem de Rice inverte as principais características dos detetives, trazendo um Jackson Healy emotivo e um Holland March responsável e acima de tudo, pai.

 “Dois Caras Legais” estreia dia 21 de julho nos cinemas.

Continue Reading
Click to comment

Basta usar o cupom CDLLOJADCCOMICS

O CDL é hospedado pela DreamHost

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.