Connect with us

Colunistas

Semana Especial: Dia Internacional da Mulher l Personagens Marcantes Parte 4 – Harry Potter

LOJA DC 4

Continuando o especial do Dia Internacional da Mulher aqui no blog, agora relembramos aquelas personagens que não eram exatamente as principais, mas conquistaram nosso coração. Particularmente, vamos falar de uma das sagas com mais personagens e que conseguiu desenvolver muito bem as características de algumas mulheres em seu meio, talvez porque sua escritora já soubesse que nós precisaríamos de personagens que nos representassem e nos oferecessem figuras a quem nos espelhar.

Apesar da Saga Harry Potter ter seu foco voltado na luta mortal entre Harry e Voldemort, aparecem muitos personagens ao redor que podem tanto ser exemplos de conduta como odiosos, porém, vamos falar de duas pessoinhas que encantaram o mundo inteiro e, mesmo não sendo as principais, tem uma legião de fãs que leram os livros e se identificaram.

Hermione Jean Granger

Membro do trio de ouro do grande sucesso que foram os livros do Harry Potter, a “bruxinha mais inteligente para a idade dela” como dizia professor Lupin sempre demonstrou que não seria apenas mais uma na multidão de personagens desenvolvidos na trama. A melhor amiga que se pode esperar e aluna mais empenhada que os professores poderiam pedir, Hermione sempre inspirou a vontade de ser grande das meninas que a liam.

No começo um tanto quanto irritante por sua obsessão por estudar, Hermione ao longo dos livros amadurece e descobre que existe muita coisa a ser aprendida fora dos livros grossos da biblioteca, é nessa hora em que vemos sua força. Se não fosse Hermione, Harry não teria passado do último desafio em A Pedra Filosofal, pois ela era a melhor bruxa para pensar de forma lógica e resolver enigmas. Foi ela também que descobriu tudo em Câmara Secreta antes de Harry sequer ter ideia, ela quem salvou o dia com o Viratempo em Prisioneiro de Azkaban e por ai vai… Enfim, sem Hermione, não existiria muita história para contar, e isso foi um lindo presente que J. K. Rowling nos deu, uma imagem extremamente inteligente e audaz para quem as meninas podem crescer e se inspirar.

O que é muito engraçado é que, nos livros, a personagem não é descrita em sua aparência além dos olhos castanhos e o cabelo extremamente cacheado e “ruim”. Todas as outras características são estritamente intelectuais ou de sua personagem forte, o que reforça à todas que você pode sim ser reconhecida, amada e se identificar com outras por quem você é e não como se parece.

Professora Minerva McGonagall

A professora mais admirada e querida de Hogwarts foi uma das primeiras a aparecer nos livros, representando uma figura íntegra e, ainda assim, acolhedora para os alunos recém-chegados a escola de magia e bruxaria, bruxa poderosíssima e uma das poucas animagas que se tem registro, podendo assumir a forma de um gato.

Durante todos os livros, Minerva foi a figura mais correta e digna com quem Harry teve contato, sem nunca perder sua força e coragem. A professora demonstra seu carinho e apreço pelos alunos a todo momento em que cuida para o bem-estar e boa educação deles, em especial os da Grifinória, casa da qual é diretora, porém sem nunca a favorecer. Também era parte da Ordem da Fênix para combater tudo aquilo de mal que ameaçasse o mundo bruxo, e quando confrontada por Dolores Umbridge, ela expressa abertamente seu asco pela forma egoísta e prepotente da outra.

McGonagall foi e continua sendo exemplo de moral e conduta, tanto para os bruxinhos a quem ensina, quanto para as milhares de pessoas que leram os livros. Ela exemplifica como, quando se é integro e capaz, se consegue tudo o que quer, acabando por fim sendo nomeada como Diretora de Hogwarts ao fim dos livros depois da passagem de Dumbledore e Snape pelo cargo.

LOJA DC 4
Comments