Connect with us

cinema

Diretor de Esquadrão Suicida sofreu pressão para deixar o filme com mais “humor”

Edilson Cândido Rezende

Published

on

LOJA DC 4

A maior luta da Warner Bros. para o filme “Esquadrão Suicida” não ocorreu em um set de filmagem – foi travada na sala de edição no estúdio entre o diretor David Ayer e os executivos por trás do seu orçamento de US $ 175.000.000.

Ayer previu a adaptação da DC Comics como uma história sombria de bandidos recrutados pelo governo dos EUA. Mas depois de um fraco desempenho de “Batman vs Superman” do estúdio em março, os executivos insistiram em um tom mais leve para “Esquadrão Suicida”.

Isso serviu para que fossem refilmadas cenas com humor para o filme, e os executivos insistiram para que os editores que trabalharam com Ayer alcançassem uma edição final que satisfizesse o estúdio.

Primeira Crítica do Esquadrão Suicida 

A pressão em torno do filme foi intensa desde o início – em parte porque a Warner deu uma data de lançamento antes de ter um diretor ou script, de acordo com a fonte.

“Não houve nenhum plano para um filme cheio de vilões. Você não tem a lenda do Batman ou do Superman inserida ainda aqui”, disse uma das fontes ao site The Wrap.

Mas foi “Batman v Superman”, estrelado por  Ben Affleck e Henry Cavill, que colocou o aperto em Ayer para fazer o “Esquadrão Suicida” uma experiência de cinema mais divertida. A primeira parte do filme, o que constitui a maior parte das refilmagens, é uma introdução atrevida dos anti-heróis Pistoleiro (Will Smith), Harley Quinn (Margot Robbie) e El Diablo (Jay Hernandez) em suas celas.

Críticos e boa parte dos fãs ridicularizaram “BvS”, e o filme teve uma grande queda no segundo fim de semana de exibição.

Somando-se a pressão para uma tomada mais leve foi o sucesso inesperado da 20th Century Fox de “Deadpool”, um filme relativamente barato sobre um anti-herói interpretado por Ryan Reynolds, que ganhou um impressionante US $ 780 milhões no mundo inteiro.

A Warner Bros. e Ayer agora estão em harmonia, de acordo com os indivíduos que falaram com The Wrap. O diretor e o estúdio disseram em uma declaração conjunta: “Esta foi uma experiência incrível. Nós fizemos um monte de experimentos e colaborações ao longo do caminho. Mas nós dois estamos muito orgulhosos do resultado. Este é um filme de David Ayer e a Warner tem o orgulho de apresentá-lo.”

Um executivo disse que a luta do “Esquadrão Suicida” era por fincar seus personagens no Templo de Filmes de Super-heróis, dizendo que a edição e refilmagens não são incomuns para este tipo de filme, especialmente quando os estúdios estão programando filmes antes da entrega  de roteiros e contratação dos diretores.

A DC Films está agora sob a alçada do estúdio Jon Berg, em parceria com o presidente criativo da DC Comics, Geoff Johns  – que se reporta ao presidente da divisão de quadrinhos Diane Nelson.

Fonte: The Wrap

Revisado por: Bruna Vieira.

LOJA DC 4
Comments