Connect with us

Fandom

Game of Thrones Season Finale | Enfim, o Inverno chegou a Westeros

O Inverno chegou e a sétima temporada de Game Of Thrones terminou. Vamos fazer umas avaliações sobre este último episódio porque é muita informação, gente. Ainda essa semana, lançaremos uma crítica completa sobre toda a temporada.

Sempre bom avisar:

***************SPOILERS ******************

Depois de muita expectativas sobre esta temporada, Game Of Thrones começou meio devagar, pegou fogo no meio, abusou dos ‘fanservices’ mas no fim, tudo parece ter voltado ao normal.

Tudo bem, o ritmo acelerado ainda estava lá mas pra dizer a verdade, gostei de como as coisas terminaram. De cara, tivemos mais de 80 minutos de amor, ação, suspense, drama, sangue, fogo, dragões e sexo. Ou seja, puro Game Of Thrones.

O episódio começa com os Imaculados e Dothraki se firmando em frente ao Castelo de onde observam Jaime e Bronn. Logo após, aparecem o anão mais amado do mundo, Tyrion e também, Jon Snow. Todos são levados até o Fosso dos Dragões onde tudo parece pronto pra dar merda. Mas, logo chega a Rainha Cersei com a cara de má sinistrona que ela tem. E logo depois chega ela: Daenerys Targaryen em seu momento mais carioca, ou seja, atrasada, cheia de marra e arrasando na entrada.

Temos aquele blá-blá-blá inicial de ‘eu quero que você morra queimada’, ‘eu quero decapitar essa cabeça platinada’, ‘seu anão maldito’ e logo após, aparece o Cão – destaque para o olho no olho com seu irmão Montanha – e traz o soldado zumbi para mostrar a todos sobre a real ameaça além da Muralha. O morto-vivo avança pra cima de Cersei e mesmo sendo partido em dois, ainda tenta lutar.

Jon Snow explica como matá-los e, junto com Tyrion, parece convencê-la da importância da união de todos na única guerra importante. Euron Greyjoy se revela um covarde e decide levar sua frota de volta para as Ilhas de Ferro ao saber que esses zumbis não podem nadar e ainda manda um xaveco pra Dany.

A partir daí temos a impressão de estarmos vendo House Of Cards tamanha as articulações políticas. Sim, porque logo depois somos levados à Winterfell onde Mindinho continua na sua missão de jogar as irmãs Stark uma contra a outra.

Mas, voltemos à King’s Landing. Cersei parece disposta a aceitar trabalhar em conjunto com o pessoal de Daenerys mas é aí que vem o momento tenso do encontro. A Rainha má cria um caô porque Jon Snow é aliado de Daenerys e resolve ficar de mau com geral. Mas,o que esse Jon Snow tem que todo mundo quer o cara?

E aí, entra o nosso querido duende. Tyrion vai pessoalmente conversar com sua irmã mais velha e o momento entre eles é um dos melhores do episódio. Tensa, é verdade, mas mostra como o real objetivo de Cersei é o poder e nada mais. Não há preocupação com o povo, com o reino, com nada a não ser se perpetuar no poder acima de qualquer coisa. Algo como um Michel Temer medieval.

Tyrion consegue mudar a opinião de Cersei e ela concorda em ceder homens para a grande guerra. Mas, Cersei é Cersei, né? Tudo não passa de uma trama para a rainha Lannister, afinal, porque se meter numa guerra se um certo Rei da Noite pode acabar destruindo seus inimigos? Jaime não concorda com isso e a abandona. Corajoso ele.

Enfim, o Time Targaryen volta para Pedra do Dragão e lá acontece um momento importante para outro personagem. Theon Greyjoy recebe um certo perdão de Jon Snow por sua traição e a virada passa a ser a luta contra seu tio Euron na tentativa de salvar a irmã Yara. Bem provável que essa seja a guerra de Theon.

Jon e Dany decidem navegar juntos para Winterfell mesmo com o aviso de Ser Jorah (eterno friendzone) sobre ela ser alvo fácil para os nortistas. Só lembrando que ela é filha do Rei Louco conhecido por ter queimado Starks no passado.

Já em Winterfell, finalmente um momento esperado por muuuuuito tempo. A linda Sansa ‘NUNCA CRITIQUEI’ Stark mostra junto com sua irmã Arya e seu irmão Bran como ser a verdadeira Lady de Winterfell. Aprendemos que a Arya ameaçando a irmã foi parte de um blefe para elas pegarem esse vacilão.

E que momento foi aquele, gente?

“Você é acusado de assassinato, você é acusado de traição. Como você responde a essas acusações…………Lorde Baelish?”

OWWWWWWWWWW…TURN DOWN FOR WHAT!!!!!!

E aí, Sansa dá a ordem e Arya o executa. Pronto. Fim perfeito para um dos maiores pilantras de toda a série.

E o JONERYS, gente? Sim, finalmente ele rolou. E com narração e tudo.

Explico: Samwell Tarly fchega em Winterfell e se encontra com Bran Stark. Eles conversam sobre a hereditariedade de Jon Snow e verdade começa a ser decifrada. Nos é revelado que Jon é filho de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen e que os dois se casaram em segredo por amor. Isso também revela que a Rebelião de Robert Baratheon foi um erro pois Rhaegar nunca raptou Lyanna. Eles se apaixonaram. Isso faz de Jon Snow o herdeiro legítimo do Trono de Espadas. Aegon Targaryen seria seu nome.

E enquanto isso, Jon e Dany começam a se pegar num rala e rola poderoso. Destaque para a bunda branca do João Targaryen das Neves.

Tyrion aparece do lado de fora observando o casal. Ele parece meio bolado. Por quê? Será que foi feito algum acordo entre ele e a irmã? Vamos ter que fantasiar até a próxima temporada

Agora nos encaminhamos pro final e chegamos na Muralha. Tormund e Berric Dondarrion  conversam e observam o outro lado. É quando surgem milhares de caminhantes brancos saindo da mata. E se desgraça pouca é bobagem, toma o Rei da Noite em cima de seu dragão zumbi tacando fogo azul e explodindo a Muralha.

Bom, se os rumores forem verdadeiros, só teremos a continuação (e final) dessa história em 2019.

Eu não aguento. Cadê os hackers quando mais precisamos deles?

Jornalista, boêmio, fanático por futebol, música, Netflix, Homem-Aranha, quadrinhos, cinema nerd e não vejo a hora ou da Khaleesi tacar fogo em Kings Landing ou do Rick arrancar a cabeça do Negan.

Continue Reading
Click to comment

Basta usar o cupom CDLLOJADCCOMICS

O CDL é hospedado pela DreamHost

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.