Connect with us

Anime

Magic-kyun! Renaissance | Típico jogo otome: fofo, porém sem conteúdo

LOJA DC 4

Magic-kyun! Renaissance era inicialmente um jogo de PlayStation Vita que foi adaptado para um série de anime de romance. E como muitos fãs de anime sabem, adaptações de jogos costumam ser produções bem rasas, principalmente de jogos otome, e Magic-kyun não foge muito desse padrão.

O que mais me chamou atenção no anime foram a forma como as “artes” foram representadas. Cada aluno da escola se especializa em um tipo de arte, seja música, teatro, dança, culinária ou até mesmo arranjo de flores como a protagonista, e enquanto estão produzindo essa arte, emitem um certo brilho que expressam seus sentimentos. A proposta até me interessou, mas o roteiro foi previsível e não houve nada surpreendente até o fim. Tudo acontece em uma espécie de harém-reverso, onde não só a protagonista, como todos os personagens são completamente clichês. A evolução deles ao longo da série é mínima e os dilemas internos de cada um não são fortes o suficiente para criar um trama realmente empolgante.

Sobre a qualidade da animação não tem muito sobre o que reclamar, já que o estúdio Sunshine (Cowboy Beebop, Code Geass), não costuma decepcionar com isto. Os traços são bem feitos, os personagens são bonitos, tudo é bem colorido e os efeitos são bem finalizados e compostos, fazendo do visual um dos pontos mais fortes do anime. Alguns episódios têm uma parte musical, mais um vez com visuais incríveis mas com pouca importância para a trama e músicas até bem feitas, mas pouco memoráveis.

O anime parece que se perdeu depois do 10º episódio, onde parecia ser o final da história, porém se esticou por mais 3, introduzindo um assunto completamente novo que chega até a ser interessante, porém desnecessário nesse ponto. Também conhecemos melhor Juri, amiga de Aigasaki, que é uma ótima personagem, mas foi completamente desperdiçada durante o anime.

Caso esteja procurando algum romance leve, sem uma história muito profunda, vale a pena assistir, já que o anime é previsível mas não é de todo perdido. É uma história fofa e descontraída que não me arrependo de ter assistido. Mas caso prefira algo mais bem formulado, com evolução de roteiro e surpresas, talvez esse não seja o ideal.

Magic-kyun! Renaissence foi lançado em outubro de 2016 e tem 13 episódios.

 

Revisado por: Bruna Vieira

 

Designer Gráfica, dona do Canal Pop Up, apaixonada por quadrinhos, animes, games, livros e tudo nerd que tem por aí.

Comments