Connect with us

A noite carioca se prepara para receber no próximo fim de semana, dia 3 de outubro, um evento que promete inovar na noite carioca, trazendo o Universo Marvel para salvar a noite do Rio do mais do mesmo. A Marvel Party chega para ficar.

Uma noite para salvar o mundo

Posted by Cabana do Leitor on Domingo, 27 de setembro de 2015

O produtor Zé Mario Portela, em entrevista, contou detalhes do evento e sinalizou como requisito principal, atender às exigências de um público apaixonado. A começar pela comunicação da festa que foge das baladas convencionais e traz um aspecto singular: introduz o público em um mundo cada vez mais real.

Como todos os heróis, o projeto também passou por seus desafios, pois mesmo tendo surgido na sala da sua casa e contando com um capital já delimitado, conseguiu repercutir.

A fim de expandir o evento, a ideia de levar para locais maiores e com maior visibilidade está em pauta assim como a data de uma segunda edição.

CDL: De onde surgiu a ideia de fazer esse evento?

Zé Portela: A Marvel Party surgiu da minha sala, depois de ver o que estava rolando na cena alternativa percebi que o que estava bombando era festa pra fã. Depois de pensar quais fãs não tinham sido atingidos e o que eu gosto, dentro das possibilidades vi que a Marvel está em alta e tem fãs pra caramba. Enfim, foi juntar uma necessidade do mercado com algo que eu já gostasse, assim nasceu a Marvel Party.

CDL: Você já realizou alguma festa parecida com esse tema?

Zé Portela: Não, o mais próximo que realizei foi uma festa que já era existente de rock e Drinking Games que eu coloquei com o tema do Star Wars.

CDL: Qual a diferença de realizar uma festa comum do que essa para um público especifico?

Zé Portela: Quando se mexe com fã, eles são muito mais exigentes, principalmente com decoração, com a forma como se comunica com eles. O primeiro passo que dei foi para montar a festa, foi procurar pessoas que são muito ligadas ao Universo Marvel. Então,  a diferença dessa festa para uma festa comum era essa preocupação com o Universo que estava sendo montado ali, com enfoque na decoração, ou seja é uma festa idealizada por fãs para fãs.

18712_1482469005410582_5501337995928296382_n

CDL: Qual foi o seu maior desafio na produção do evento e como você fez para envolver todos da equipe na realização dele?

Zé Portela: O maior desafio até hoje foi conseguir montar a estrutura de decoração que a gente queria, porque era muita coisa que se queria fazer e pouco dinheiro para fazer dentro da pré-disposição de um orçamento para uma festa. Investimos e a festa está linda, contratamos cenógrafos, produtores de outras festas, entramos no Universo Marvel de uma maneira que os fãs vão amar.

CDL: Você produziria uma festa para DC ?

Zé Portela: Produziria (rs), por que não? A Marvel Party é o nosso carro chefe, mas não tem porquê não produzir uma festa para a galera da DC, se pintar oportunidade a gente produz, é um Universo maneiro, incrível também, não teria motivo de abrir mão. Mas hoje, nosso foco é Marvel.

CDL: Você pretenderia levar esse tipo de festa para locais maiores e com maior público?

Zé Portela: A ideia é essa, fazer em locais bem maiores na verdade, outros estados, até mesmo países,  por que não? Quem sabe montar uma estrutura aqui, desenhar processos legais, montar uma identidade da festa e espalhar isso? A ideia é crescer.

Zé Mario Portela

Zé Mario Portela

CDL: Você acredita que alcançaram o que  pretendiam com esse evento?

Zé Portela: Estamos a uma semana do evento, mas a nossa expectativa de engajamento do público está bem legal. Alcançamos 210 mil pessoas além de 5.400 confirmados no evento, sem falar dos ingressos que estão voando a ponto que não sabe se vai conseguir manter muitos ingressos para vendas na hora. Mas isso é só uma parte antes do evento, só vamos saber se alcançamos o que a gente quer se o público comentar ” foi maneiro, foi incrivel, queremos segunda edição”. Quando chegar esse momento sim, mas por enquanto vender ingresso e confirmar no evento eh base, não é nada, a experiência que a gente vai criar que vale, e que o público realmente sinta isso.

CDL: Quais atitudes você acredita terem sido essenciais para o engajamento do público no evento?

Zé Portela: Manter uma comunicação foi um passo muito importante, eu estudei muito a comunicação da marca, e a voz que demos a Marvel Party foi baseada na S.H.I.E.L.D que representa a Marvel aqui. Todos que vinham falar com agente por inbox, fornecedores, e até mesmo fotógrafos por exemplo recebiam como resposta “A S.H.I.E.L.D vai verificar a possibilidade mas acredita que o Peter Parker já devera tirar fotos do evento”. O alinhamento da comunicação com a nossa identidade visual fez girar a chave na cabeça dos fãs, mostrar que eles estavam realmente próximos desse Universo  e isso despertou o engajamento.

CDL: Você acredita no futuro dessas festas? Elas vieram para ficar?

Zé Portela: Sim, já estamos com uma segunda edição marcada, eu torço muito para que de certo e que se consiga levar para outros lugares, atingir outros públicos e adapta-los a eles se preciso, pois recebemos muita informação de menores de idade interessados no evento também. Existe grandes possibilidades a se alcançar,  é só trabalhar em cima disso, afinal, deixar isso morrer na primeira edição seria um erro. Se depender de mim, não morre não.

Continue Reading
Click to comment

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.