Connect with us

e-Sports

Mundial 2017| Uzi supera Rekkles e RNG avança para semifinais

LOJA DC 4
No jogo dos melhores atiradores do mundo entre Fnatic e Royal Never Give Up, Zihao “Uzi” Jian levou a melhor sobre Martin “Rekkles” Larsson, levando seu time para a semifinal do campeonato mundial. O próximo desafio dos vencedores será enfrentar a tricampeã mundial, SK Telecom T1 de Faker.

JOGO 1 – Fnatic 0 x 1 Royal Never Give Up

Em um bom picks e bans, os dois times fizeram boas escolhas para o estilo de jogo de cada um. A Fnatic veio com uma composição focada no começo do jogo, garantindo muita mobilidade com Janna e Sivir, já do outro lado, os chineses optaram por um jogo mais lento e focado no fim do jogo com Ryze e Cho Gath e Soraka.

O começo do jogo era da Fnatic com capacidade de colocar muita pressão e foi o que fez, buscando boas jogadas na parte inferior do mapa, focando a falta de mobilidade do suporte da RNG “Ming”, conseguindo alguns abates. Já o caçador “Mlxg” se preocupou com a parte superior do mapa, dando vantagem para seu top laner “LetMe” com o Cho Gath, garantindo a primeira torre do jogo.

Apesar do bom começo de jogo, a Fnatic errou em deixar dragões de graça para a equipe chinesa e deixar o Cho Gath de “Letme” livre para farmar e garantir acúmulos em sua ultimate, tornando o split push muito forte para a RNG, garantindo vantagem em torres sempre e consequentemente vantagem no ouro global, o que adiantou o crescimento da composição chinesa.

Com a vantagem no ouro global sempre favorável para a RNG, os chineses aceleraram o jogo por volta dos 25, 30 minutos garantindo um pick off no atirador “Rekkles” com barão em seguida, disparando a vantagem para a RNG e deixando o jogo bem encaminhado.

Após o barão, a RNG apenas administrou sua vantagem pressionando rota a rota, levando os 3 inibidores da Fnatic encerrando o jogo aos 43 minutos e abrindo vantagem na série melhor de 5.

Destaque: Apesar de ótimas jogadas do atirador “Uzi”, o jogador determinante para o jogo dos chineses foi “LetMe”, com seu Cho Gath gigantesco.

JOGO 2 – Fnatic 0 x 2 Royal Never Give Up

Com um jogo completamente diferente, a Fnatic fez um incrível picks e bans, conseguindo garantir sejuani para seu caçador “Broxah” e Cho Gath para o top laner “sOAZ”, usadas anteriormente pela RNG, mas o que realmente chamou a atenção foi a escolha de Vayne para o atirador da Fnatic, “Rekkles”. E os primeiros minutos do jogo foram quase idênticos a primeira partida, com o primeiro gank por parte da Fnatic na parte inferior garantindo o First Blood em cima da Soraka do suporte “Ming” e por parte da RNG o primeiro gank foi na rota superior, mas diferentemente do primeiro, a eliminação não saiu e o “sOAZ” não foi tão pressionado por conta disso.

A Fnatic dominou toda metade do jogo controlando melhor os objetivos com torres e dragões, garantindo uma boa vantagem no ouro global, além de executar muito bem as rotações da composição, com ultimates muito melhores por parte do baby faker “Caps” em relação a primeira partida com uma atuação tímida.

Além do domínio de objetivos e de rotações dos europeus, o domínio de visão garantiu um barão facilmente apenas controlando o terreno com a ult da Talyah do mid laner “Caps”. Garantindo torres de nível 2 e quase uma de nível 3 na parte inferior com o buff do barão, a vantagem da Fnatic aumentou de forma preocupante, chegando quase a 6 mil.

Apesar da larga vantagem, o time europeu demonstrou uma gigantesca dificuldade para entrar na base da RNG, dando tempo o suficiente para o time chinês recuar, farmar e estender o jogo para aumentar o potencial da composição e, consequentemente, a tristana de “Uzi”.

O jogo começou a virar a partir de uma série de “apagões” por parte da Fnatic, perdendo um barão mesmo com todos os recursos disponíveis, inclusive a ult do Cho Gath que não foi utilizada, em um roubo do caçador “Mlxg”, da RNG. A partir desse momento, a vantagem conquistada pelos europeus foi drasticamente reduzida, perdendo torres e deixando o jogo todo igual.

Mesmo perdendo o barão, a Fnatic garantiu um belo dragão ancião, mas não tirou nenhum proveito por falta de proatividade. Continuando os constantes apagões, os europeus perderam o controle do mapa, deixando um segundo barão de graça, ficando completamente perdidos no jogo e a RNG tomando o controle absoluto do jogo desde então.

A partir desse momento, a RNG impôs o seu ritmo de jogo, abusando do forte cerco a torres com a syndra de “Xiaohu” e o alcance limitado da Vayne de “Rekkles”, foi fácil para o time chinês oprimir e finalizar o jogo, garantindo a segunda vitória da série para a RNG aos 45 minutos.

Destaque: RNG “Mlxg”, que garantiu o roubo essencial para manter seu time vivo na partida.

Jogo 3 – Fnatic 1 x 2 Royal Never Give Up

O jogo mais equilibrado da série melhor de 5, com dois barões para cada lado, 9 inibidores destruídos, dois dragões anciões e 19 torres destruídas. A Fnatic arranca vitória em pequenos erros da Royal Never Give Up. Um jogo tão emocionante que só assistindo!


Destaque: Fnatic “Rekkles”

Jogo 4 – Fnatic 1 x 3 Royal Never Give Up

Último jogo da série foi padrão, um jogo sem muitas vantagens e mais estudado. Mas com estrategias similares aos anteriores. A Fnatic de novo insistindo na pressão pela rota inferior, com dives e abusando dos dois teleportes para buscar dar uma vantagem para seu atirador “Rekkles”.

Mas a Royal Never Give Up voltou a sua estratégia inicial, com uma composição voltada para o fim do game, com um twitch, shen e corki. Os chineses voltaram a se concentrar no farm e na busca por objetivos controlando melhor os dragões, executando um dragão ancião com segurança na primeira oportunidade que tiveram.

A Fnatic utilizou bem a sua composição conseguindo executar um barão, mas erraram, de novo, em não dar um atirador com um potencial de carregar nas mãos de “Rekkles”, apesar de uma composição bruta e resistente, o Varus não foi a melhor escolha e faltou dano para que o atirador da Fnatic pudesse realmente carregar e causar um grande impacto na partida.

Na sequência do barão para a Fnatic, o mid laner “Caps” acabou sendo eliminado, abrindo o espaço necessário para a equipe chinesa executar o dragão ancião com segurança. Quando o top europeu, “sOAZ”, em uma jogada muito estranha acabou iniciando uma luta na tentativa de fugir após quase ser pego em um pick off logo após o dragão da RNG, dando tudo errado para a Fnatic, resultando em um ace e fim da série melhor de 5, com a vitória da Royal Never Give Up.

LOJA DC 4