Connect with us

Games

Especial de Fim de Ano – Os 3 melhores games lançados em 2015

Eduardo Vinicius de Oliveira

Published

on

LOJA DC 4

Como vocês, seguidores do cabana e amantes da internet, já devem ter percebido desde o inicio desse mês, a maioria dos sites de noticias pop já decidiram e publicaram seus melhores (ou piores) títulos do ano. Sejam os melhores filmes, melhores livros ou quadrinhos, cada site tem elencado os seus favoritos, e nós do Cabana não poderíamos ficar de fora disso, principalmente na area de games que teve um ano cheio de grandes lançamentos

Portanto, gostaria de apresentá-los com uma lista organizada pela ordem de lançamento de apenas 3 games que me marcaram nesse ano e que possivelmente te marcou – ou marcará – também. Então, sem mais delongas, senhoras e senhores, apresento-lhes os três melhores títulos dos games jogados por este quem vos escreve nesse ano:

    1. The Witcher 3 The Wild Hunt:

 Esse jogo com absoluta certeza não poderia ficar fora da nossa lista, e não faltam motivos do porquê dele estar aqui. Começando pelo tamanho do mapa, ele é enorme – sem exagero – chegando a bater os mapas de Skyrim e The Grand Theft auto V, além de ter maior área do que alguns países, como Vaticano, Bermudas, Mônaco e outros. No entanto, o jogo não se atém apenas em seu tamanho, mas também na organicidade do seu mundo aberto, uma vez que quase tudo dentro dos mapas tem inteligencia artificial, vive, fala e, na maioria das vezes, oferece a você uma quest.

the-witcher-3-wild-hunt-1

Além disso, a história principal é uma das coisas que o deixam ainda melhor, uma vez que diversos personagens dos jogos antigos são bem trabalhados e novos são inseridos, num contexto perfeito de batalhas medievais com pitadas (ou porções mesmo) de magia e caça a monstros. Essa outra parte é uma das melhores coisas, caçar monstros e ganhar experiencie points fazendo isso, porque a forma como essas bestas são colocadas, em seus ambientes de uma maneira natural, nos faz imergir no gameplay e o torna mais emocionante. Ou seja, tudo isso e mais outros pontos não comentados – sistema de progressão e de escolhas –  o torna o melhor jogo do ano e um deleite para os aficionados em um bom RPG.

     2. Batman Arkham Knight:

Outro game que fez jus a expectativa nele depositada foi o capitulo final da franquia Arkham, Batman Arkham Knight. Tudo nesse jogo é incrível; a história é espetacular, digna de ópera, os vilões são fodas, assustadores – claro, são do universo do Batman – e o Batmóvel te faz entrar de vez na pele do justiceiro. Por fala nesses aspectos, uma das características que os potencializou foi a arte e a forma de como a Rocksteady abordou Gotham City, pela primeira vez, em um mundo aberto. A ambientação, que já é característica dos jogos dessa franquia, foi elevada a um outro patamar nesse; os prédios foram bem mais detalhados, cheios de easter eggs, e o game design tornava cada fase uma obra de arte diferente.
batman-arkham-knight-1395933091633_1920x1080

     3. The Raise of Tomb Raider:

Lançado no dia 10 de novembro para Xbox One e 360, Raise of The Tomb Raider tinha a difícil missão de ser um dos exclusivos da Microsoft pelo menos por uma ano, o que acabou sendo ainda mais complicado pelo seu lançamento ter sido na mesma semana de fallout 4, um dos titulos mais esperados do ano. Entretanto, mesmo com um lançamento conturbado, Tomb Raider ainda trouxe uma alegria a mais para quem há quase dois anos esperava por uma continuação da primeira aventura de Lara Croft.

rise-of-the-tomb-raider--dyn--fullviewsize

Alguns aspectos a tornaram especial para mim, estes foram: sua história, mais reveladora sobre seu passado e sobre sua família; seu gameplay, apesar de bem parecido com a configuração do jogo anterior, bem divertido e cheio de novidades – como a corda para balanço e o tiro duplo – além da ambientação que estava incrível – a arte das covas e das florestas ficou impressionante. Ainda mais, o mundo dessa vez estava bem maior e mais perigoso, sendo que dentre os perigos que Lara enfrentou (e se machucou muito, porque já é do seu feitio kk) estavam ursos enormes quase imortais, porque demandavam incontáveis flechas, e o gelo quebradiço que dificultava sua escalada.

Então, esses foram os meus preferidos de 2015, com menção honrosa a Fallout 4 e Metal Gear Solid V que ainda tenho planos para jogá-los. E, como já dito no inicio da publicação, esses games foram os que mais me marcaram no ano, ou seja, são os melhores na minha opinião, logo para você outros podem ter sido bem mais marcantes ou melhores do que estes. Então, se você acha que outros games foram melhores e mereciam estar na lista, escreva abaixo na seção de comentários. Por fim, não esqueçam de acompanhar nosso especial de fim de ano, veja o artigo dos 5 melhores livros lançados nesse ano e a opinião da nossa editora Ana Carolina sobre os jogos que você precisa jogar antes de morrer.

P.S.: Feliz 2016 e um ano cheio de grandes jogos em qualquer plataforma; um desejo de toda equipe de games do cabana do leitor para você.

 

 

 

LOJA DC 4
Comments