Connect with us

Livros

Personagens femininas na literatura

LOJA DC 4

A literatura tem o papel de trazer aquilo que vemos no âmbito real para os livros, é como diz o aquele velho ditado: a arte imita a vida. Então fico pensando, será que as mulheres reais são mesmo desse jeito que lemos nos romances atuais? As mulheres são submissas como Ana Steele de Cinquenta tons de cinza? Elas são frágeis e atrapalhadas como a insonsa Bella Swan? Será que elas são frágeis como Julliet de Estilhaça-me? Ou medrosas como Ella de O Segredo de Ella e Micha? E os homens por quem elas se apaixonam? Será que é por esses homens que as mulheres reais se apaixonam? Nós mulheres de carne e osso nos apaixonamos por Christians Greys que decidem que roupa vamos vestir e o que devemos comer? Nos apaixonamos pelo Travis Maddox que acha ok trair mas que não admite que sua garota esteja com outro cara mesmo que ela não seja mais a sua garota? Nós queremos um Maxon, um príncipe que decide que somos especiais e que merecemos a sua atenção até o momento em que não somos mais especiais e depois somos de novo? Será mesmo que isso tudo está certo?

Dando uma breve olhadinha no Skoob e analisando os dados que o site disponibiliza descobri que todos esses livros citados acima foram escritos por mulheres, e que todos os livros citados acima tem como público alvo mulheres. O que me leva a pensar, por que mulheres querem fazer outras mulheres acreditarem que é normal ser retratada como frágil? Por que mulheres querem fazer outras mulheres pensarem que é ok difundir a ideia de que a mulher é mais fraca e que precisa da proteção ou de um guia masculino? Essas autoras, essas mulheres que sofrem tanto para se lançar no mercado editorial acabam reproduzindo machismo e atando as mãos das suas próprias irmãs.

É preciso uma literatura que empodere, que diga que nós mulheres somos fortes, independentes e que NÃO, nós NÃO PRECISAMOS DE UM HOMEM PARA NOS SALVAR! Essas autoras não são o problema, elas são as vítimas, as vítimas da sociedade patriarcal que lavou a cabeça delas, as vítimas do mercado editorial que insiste em dizer que personagens femininas fortes amedrontam os meninos e vendem menos, por que afinal de contas, são os meninos que importam.

Não sei de que mundo vem essas mulheres retratadas nesses livros, mas sei que elas não vem do meu, pois no meu mundo as mulheres trabalham, elas sobrevivem e elas lutam. No meu mundo, atualmente, temos Malala’s, Jolie’s e Chimamanda’s, temos mulheres fortes que não deixam que homens digam a elas o que fazer. Não quero ser fraca, quero ser ouvida e quero que na literatura isso seja retratado. Quero ser Rose Hathaway, quero ser Katniss Everdeen, quero ser Hermione Granger.

Livros citados: 50 tons de Cinza, Saga Crepusculo, Trilogia Estilhaça-me, O Segredo de Ella e Micha, Belo Desastre, Trilogia A Seleção, Série Vampire Academy, Trilogia Jogos Vorazes e Série Harry Potter.

Comments