Connect with us

séries

A polêmica sobre “Supergirl” a nova série da CBS

Nas últimas semanas, foi lançado um trailer da Supergirl gerando muito opiniões e criticas, negativas em sua maioria, sobre a nova série da CBS. O trailer nos apresenta Melissa Benoist no papel de Kara Zor-El, nome Krytoniano  da heroína Supergirl e que atuará como secretária na empresa CatCo ao lado da atriz Calista Flockhart fazendo o papel de sua chefe, também estão no elenco Mehcad Brooks  Jeremy Jordan, Dean Cain, Helen Slater, entre outros.

O video de duração de 6 minutos parece não ter sido muito bem recebido. E não se enganem não foi o tempo do trailer que desagradou os “fâs”, e sim todo o resto. As criticas vão desde a própria personagem, que para alguns, não passa de uma cópia mal feita de Superman, até o comprimento da saia dela (muito curta). No entanto “a heroína submissa”, como um site da internet colocou em relação a dinâmica mostrada entre ela como secretaria e sua chefe, me chamou mais intenção, não pela sua pertinência mais pela inocência mesmo.

Essa “submissão” vista no trailer, indica mais uma tentativa de mostrar que o poder negativo que a chefe exerce sobre ela servirá de contra ponto ao  seu poder interno e que talvez não possa ser revelado (os poderes kryptonianos no caso), mas que pode ajudar as pessoas, do que uma tentativa de criar propositalmente uma mulher submissa, diante de uma sociedade opressora para reforçar os preconceitos e blá blá blá…supergirl

Se a personagem tivesse sido apresentada em uma abordagem igual ou parecida as séries de Flash e Arow, muito provavelmente a critica série de que ela é masculinizada ou sexualizada demais, que o mercado de entretenimento não dá espaço para personagens femininos fortes e etc. Mas ao contrário disso, o que  vemos é uma série que claramente tenta fazer algo direcionada ao público feminino adolescente, com músicas que o público jovem ouve e com uma protagonista jovem, o que a princípio está longe de ser algo ruim. Só que esse não foi o pensamento de muitos que assistiram. Nas redes sociais, o trailer acabou sendo alvo de criticas como: “será uma comédia romântica ruim” ou “muito mulherzinha” e para Glen Weldon, autor do livro Superman: A biografia não-autorizada (2012) não foi diferente. Ele disse em seu Twitter: ” “Típica CBS. Transformou Supergirl em uma comédia romântica ruim. Por que eles não fazem apenas uma série sobre uma personagem de história em quadrinhos?

É engraçado notar como os critérios da “critica especializada das redes sociais” não se direcionam para as questões mais pertinentes e sim para aquelas que poderão dar mais polêmica e consequentemente gerar muitos views. Digo isso, pois se fizermos um paralelo desse trailer com o  de Lúcifer, ambos criados em universos de personagens maiores (Superman e Sandman), na mesma editora (DC Comics), iremos notar que o trailer de Lúcifer é de extremo mal gosto e descaracteriza quase que completamente o personagem. Os elementos em comum com a HQ´s parece que só uma desculpa para falta de criatividade de seus produtores. Mas falar isso daria polêmica? Traria views? Acho que não…

Continue Reading
6 Comments
  • Pingback: "Supergirl" vaza na internet e... Vaza? Pura jogada da CBS? acho sim!()

  • paulo joão

    Realmente é triste tanta raiva contra a séria que não estreiou.Acho que tirando algumas histórias dos X-men,da She Hulk e outras aqui e ali,personagens femininas não são retratadas como mulheres e sim versões dos homens ou vitimas(mesmo com poderes) nos quadrinhos.Não tem sentido usar os quadrinhos como verdade absoluta.E o mesmo pessoal que critica, são os mesmos que aguentaram dez anos de Smallville com um Superman que não voava e com destaque total no romance(que nunca se concretizava), mas ele sendo homem é mais aceitável, ninguém vai ser acusado de assistir serie de mulherzinha.São os mesmos que aceitam uma Viúva Negra psicopata pagando de Crepúsculo com o Hulk no ultimo Vingadores.Mas a Supergirl não pode ter uma série leve e nem parecer com o Super(e todos não são derivados dele?).

    • Realmente Paulo, infelizmente, pelo fato do universo de quadrinhos ser ainda visto como algo masculino, acabamos tendo opiniões como essa inevitavelmente.

    • lucasvilanovag

      Cala a boca seu feminista de merda e dai se elas não são retratadas como deveria quem sustenta essa mídia somos nos homens mulher tem é que ir pro fogão seu merda.

    • lucasvilanovag

      Tudo pra essa bosta é psicopata pqp deve ser um pacifista de merda.

    • lucasvilanovag

      Escravoceta é foda vive pra mulher esses bostas manginas do caralho e ainda defendeu a porra do filme Mad Max que colocou o personagem que dá nome a franquia como coadjuvante só pra agradar as feministas que não lavam a buceta e que sentem falta de rola.

Basta usar o cupom CDLLOJADCCOMICS

O CDL é hospedado pela DreamHost

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.