Connect with us

edilson

Porque faz isso Erika Correa?

LOJA DC 4
As vezes nos deparamos com um paradoxo temporal, quando você diz “não vou a balada para ficar com ninguém”, pode ser que aconteça as vezes, algo que nos tira de órbita e faz nossa filosofia procurar um outro meio de sobreviver.
O destino gosta de brincar com a gente, só porque falamos algo que remete ser de competência dele, que influência cegamente nosso coração. Ele, somente para se descontrair, nos faz conhecer uma pessoa, em plena lua e em plena liberdade de poder sair correndo de você. A pessoa não sai, e na verdade você que fica surpreso com a beleza escultural da pessoa. O sentimento de perplexidade fica mais evidente quadro ela responde e fala de maneira intocável. Então você entra no desespero e começa a compreender que tudo aquilo que se sabia estava errado.
unnamed
Táticas, maneiras e regras, praticamente entram em desuso. Suas palavras que saem da sua boca, ultrapassam os lábios em direção a liberdade.  Palavras involuntariamente ditas pela alma em direção a  da outra pessoa percorre um caminho que antes passa pela sanidade mental de quem as diz, pois estar embriago pela paixão, parece ser uma experiência quase fatal, pois não há caso de recuperação do sentimento avassalador que rompe as mentes dos homens, principalmente os homens despreocupados.
Ouvir o canto da sereia talvez não seja o mais importe, mas entender  a sua canção “socorro” “me ajude” é fundamental 🙂
Texto escrito graças a gentileza de Erika Correa

Produtor, escritor nas horas vagas, administrador, editor e fundador do site CDL.

Comments