Connect with us

Colunistas

Precisamos de mais HQs do Superman e menos filmes do Christopher Reeve

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.

Antes de mais nada, vale dizer que eu, como muitos outros, amamos os filme do Superman do Christopher Reeve, mas aí é que esta o problema, muita gente ama o personagem do cinema e meio que ignora um Superman de várias versões diferentes nas HQs ao longo dos anos. Podemos dizer que existe um culto a personalidade de Christopher Reeve, mas não um culto a personalidade dos personagem das HQs.

O mesmo Christopher Reeve que, ao matar o General Zod, sorri. Caso você discorde de mim, coloco o vídeo abaixo para você ter certeza:

Não estou dizendo que Reeve foi um Superman ruim, muito pelo contrário, ele é um exemplo a ser seguido e um ator fantástico, porém o tempo passa, a história e a humanidade mudam. E muita gente ainda para no tempo, acho incongruente uma pessoa ser a favor da inclusão de personagens LBGTs nas HQs (devido ao direito adquirido através de anos de luta), mas ser contra a mudança de personalidade dos personagens para se adequar aos novos tempos. Para falar a verdade, o Superman nem mudou, é uma das inúmeras versões que já tivemos nas HQs. Mas penso que, caso um Superman existisse, o que o governo e a mídia iriam pensar? Uma história ótima que podemos ver e não tem ETs, mas sim pessoas com poderes especiais, é X-Men. Podemos notar que as pessoas que vivem neste mundo são preconceituosas e na historia inclusive se sentiam ameaçadas com pessoas com poderes, mas Batman vs Superman: A Origem da Justiça mostra isso de maneira clara. Porém, grande parte das pessoas ignorou isso, talvez porque eu precise dizer algo bem claro aqui: INFELIZMENTE, CHRISTOPHER REEVE MORREU, AS PESSOAS MORREM. ACEITE ISSO AMIGO. JAMAIS TEREMOS UM SUPERMAN COMO ELE,  NEM DE PERTO. NÃO ADIANTA DIZER QUE O NOVO SUPERMAN NÃO TEM CARISMA, COMO EU DISSE, REEVE SERÁ ÚNICO E INSUBSTITUÍVEL, MAS UM ATOR NÃO PODE SER MAIOR QUE UM PERSONAGEM, NÃO É O MANTO QUE VESTE O ATOR, É O ATOR QUE VESTE O MANTO. 

Dizem que Superman representa a esperança de quando tudo está perdido, porém o Homem é de Aço, mas seu cérebro ainda tem sentimentos, principalmente a dor da perda de pessoas importantes em sua vida. Zack Snyder resolveu dar ao Superman ingredientes humanos, pois ele não é melhor que nós, é um forasteiro, uma pessoa que não se encontra, mesmo que ele tente ajudar as pessoas, ele não consegue pensar em ninguém que pode ajudá-lo, me lembro da cena do filme Superman: O Retorno, confira abaixo.

Ele não é da terra, nada podemos fazer por ele, médicos tentam ajudá-lo e nada pode acontecer. Felizmente o censo e a ideia de termos um Alien que não seria bem-vindo a terra por algumas pessoas, foi prestigiado no filme Batman vs Superman: A Origem da Justiça (queria deixar bem claro isso). Pense na capacidade de ajudar muitas pessoas, mas ninguém é apto para ajudar você, pois você não se sente igual a essas pessoas. Pense no seu primeiro dia de aula, ou entrando no meio de uma turma onde não se sente do meio, mas mesmo assim, isso dura pouco tempo não é? Imagine uma criança com deficiência que, infelizmente, devido ao meio que vivemos, passará pelos piores tipos de preconceito, um simples olhar machuca, penso do mesmo jeito no Superman, que tenta ser guerreiro o tempo todo e tenta sobreviver em meio ao preconceito. Pensamos em um Superman que todos amam, mas esquecemos que o mundo em que vivemos não é assim, ele é desonesto, sorrateiro e maligno.

Participe do nosso grupo Preparo Nerd.

Superman tem muito de Jesus Cristo, não é mesmo? Penso que, se Jesus viesse retornasse á terra, seria crucificado novamente. Superman se sente sozinho, e mesmo assim é transmissor de esperança, porém falta alguém para lhe dar apoio, este é o Super que seria o mais próximo da realidade. Como diz o General Zod: “Eu poderia ter construído uma nova Kripton sobre essa imundice”. Era um prelúdio, pois as pessoas pensam em um Superman sorridente, mas cada personagem tem seu tempo. Reeve foi um bonito Superman, mas para o tempo dele, um Superman muito mais patriota do que o Superman do Cavil, mas óbvio, pois a Guerra Fria estava no auge, e você acha que este Superman deveria ser como? Frio e triste? Quem fala de Superman de Reeve precisa estudar melhor a história e o que o cinema estava passando na época.

No fim, quem fala do Superman confiante e alegre do grande ator Christopher Reeve, logo desconhece a história, nos cinemas e principalmente, nas HQs, ou procura ignorar elas. Precisamos pensar no seguinte: quantas pessoas nós conhecemos que passam esperança as outras, porém muitas vezes estas pessoas estão muito tristes por dentro? Este herói é contemporâneo e pós-guerra fria, este é o Superman do Henry Cavill.  

“Eles perseguirão você, eles fraquejarão, eles cairão, mas eventualmente, eles estarão com você ao sol, eventualmente você os ajudará a fazer maravilhas.”

Revisado por: Bruna Vieira.

Continue Reading
12 Comments
  • Gvb

    Parabéns! Mandou muito bem neste texto, pois penso como vc também!

  • A Delícia das Trevas

    Texto sensacional! Concordo com cada linha, e acrescento: o erro do público é não perceber a evolução gradativa do Super do Snyder. Ele é inexperiente e está em uma jornada de descoberta. Vejam quantas coisas ele já realizou desde o incidente na infância, a perda do pai, o medo do mundo (tudo isso banhado por certo receio – não tanto de se expor, mas em como o mundo reagiria)…
    Não sei se só eu pensei assim, mas creio que, na batalha final de BvS, ele podia muito bem frear a destruição do Apocalyspe de outra forma, mas ESCOLHEU SE SACRIFICAR, como forma de reavivar a fé do mundo (e, da mesma forma, tornar-se o símbolo de esperança tão encravado em sua linhagem kryptoniana). De quebra, ainda fez o Batman repensar sobre suas atitudes. Sobre seu código de ética, enterrado há tantos anos pela amargura. E que, acima de tudo, justiça não é só trevas.
    Independente das escolhas do Snyder, da crítica ou mesmo do estúdio (que se acovardou em lançar a versão estendida nos cinemas, prejudicando e muito a história como um todo), a jornada desse Superman pouco conhecido, mas que tem muito a dizer nos dias atuais, tem sido o sopro de vida que esse mito tanto precisava.

    • Overload

      O Universo DC no cinema até agora, está focado no desenvolvimento do Superman, acho que você também percebeu isso…

  • diogo02000

    Texto sensacional, parabéns!

  • Bruno Henrique

    odeio o Superman do Christopher Reeve parece um boboca ..

  • Heraldo Pires Jr.

    se eu fosse o autor do post eu desistia de posts sobre quadrinhos. nada contra ele. apenas leia action comics 471,473.

  • Overload

    Entendo exatamente o que o Sneyder tenta passar ao público sobre o seu Superman, um Superman menos fantasioso, mais habituado com a realidade e os problemas de hoje em dia e é isso mesmo o que você postou, porém não tem como desvincular um do outro (Superman/Reeve)
    Passei a minha infância assistindo aos filmes do Reeve e ainda acho o máximo. Gosto muito do Superman do Cavill e ele está apresentando brilhantemente o que lhe foi pedido.

  • Aliff

    Eu não só fan do superman ja fui quando era criança, mais o q eu gosto de ver é a jornada dele, gosto de ver como ele ta sendo bem adaptado com a profundidade e riqueza de detalhes e isso pra mim q ta a relevância dele no filme , poder ver como seria na vida real se existisse um superman ,e não vo ir ao cinema pra ver um filme q seja mais infantil , eu quero ir no cinema e sair refletindo no q foi feito baseado se ele existisse, pois meus pais acha perda de tempo ver filmes de super heróis ,pq eles q é coisa infantil e não sabem q existe filmes q são relevantes, e se pararem de fazer filmes com relevância meus pais iram ter razão , pois só tera filmes mais infantil.

  • Johnny Messner

    Discordo completamente e quase parei de ler essa baboseira de encher
    linguiça ao ver o nome de um ator tão consagrado sendo usado para chamar
    atenção de um post que só existe pra defender se não o Superman em
    tempos modernos, o abobado do Henry Cavill que SIM é um atorzinho
    completamente sem carisma algum, nem os requisitos mínimos pro papel ele
    possuí, como altura. (Saca a plataforma que ele usa nos pés e a capa
    longa pra disfarçar a altura)

    “No fim, quem fala do Superman confiante e alegre do grande ator Christopher Reeve, logo desconhece a história, nos cinemas e principalmente, nas HQs, ou procura ignorar elas.”

    Nenhum
    nem outro. Se vê quem é o Superman até mesmo em seu começo, quando ele
    “matava” bandidos ao desferir murros muito fortes e aparentemente não se
    importar com isso. Você falar que o Reeve do filme sorri ao matar Zod é
    algo completamente plausível, mas lembrando que a falta de humanidade
    acompanha ambas as linhas tênues de uma época para outra.

    O
    Christopher Reeve soube passar a “mensagem” de QUEM era o SUPERMAN, ele
    soube reconstruir o conceito do bem comum, não precisando demonstrar
    que para isso, de que para ser BOM de coração é preciso ser um Alien
    super evoluído, mas sim ser um humano como ele demonstra ao atuar como
    Clark Kent, que sem dúvidas supera o Clark Kent do Cavill. Em partes,
    nos filmes, em todos eles se vê um Clark que mesmo com a ignorância das
    pessoas ao seu redor, é um cara que vai ao trabalho e cumprimenta seus
    colegas, um cara que possuí pensamento próprio, que não desanima porque o
    mundo vai contra sua postura, seu jeito “TÍMIDO” de ser, um jeito que
    de fato é fingido, mas o que realça o grande cotidiano em que passamos
    no nosso dia a dia fora de casa.

    Falam do
    Cavill/Superman em tempo moderno porque tão homens quanto muitas
    mulheres curtem ver um herói bonito, bombado e cheio de marra, que
    transcende virilidade ou detém de certo estilo ou algo que revigore o
    ego humano. Um herói feito através de um ator ‘popularzinho’, tornando o
    herói ‘popularzinho’: Buscando ver nele algo que queira ser ou se
    igualar esteticamente ou moralmente.

    “PORQUE SIM, O SER HUMANO ADORA COPIAR, ADORA SE INSPIRAR, ADORA SER AQUILO QUE ELE IDOLATRA E QUE DEFINITIVAMENTE NÃO É.”

    O
    Reeve vestiu o manto de Superman no primeiro filme, em seguida, o
    Superman vestiu o manto do Reeve para mostrar o quão o ator era digno
    dele e o quão eterno poderia ser, principalmente depois de seu incidente
    que o tornou tetraplégico, o fazendo ainda mais forte como pessoa,
    escrevendo sua auto biografia, dois grandes livros que mostram o quão o
    Superman vive naquele que persiste, naquele que luta, naquele que não
    foge, ele fez realmente com que o Superman se tornasse a ESPERANÇA, não
    só em HQ’s ou nos filmes, mas sim no coração de cada fã, tanto dele
    quanto do herói, um contemplando o outro.

    Obs. Não cite o
    nome do Reeve se você não faz questão de respeita-lo ao comparar com
    projetos atuais, pois é um ato sem pé e nem cabeça. Aquela época era
    aquela época, nossa época é nossa época, hoje os jovens e a grande parte
    do público da HQ faz draminha e afirmam que tudo é uma merda porque
    nada segue como estipulado nas páginas do que eles leem: Principalmente o
    filme que você citou, que teve um grande número de críticas.

    Os
    filmes do Reeve passaram uma mensagem direta e subliminar, capta quem
    quer, seria o mesmo hoje em dia, o bem comum, o bem maior, a
    simplicidade, a gratidão e a humildade; o que a nossa humildade ou
    juventude não conhece NENHUM POUCO!

  • Johnny Messner

    Discordo completamente e quase parei de ler essa baboseira de encher
    linguiça ao ver o nome de um ator tão consagrado sendo usado para chamar
    atenção de um post que só existe pra defender se não o Superman em
    tempos modernos, o abobado do Henry Cavill que SIM é um atorzinho
    completamente sem carisma algum, nem os requisitos mínimos pro papel ele
    possuí, como altura. (Saca a plataforma que ele usa nos pés e a capa
    longa pra disfarçar a altura)

    “No fim, quem fala do Superman confiante e alegre do grande ator Christopher Reeve, logo desconhece a história, nos cinemas e principalmente, nas HQs, ou procura ignorar elas.”

    Nenhum
    nem outro. Se vê quem é o Superman até mesmo em seu começo, quando ele
    “matava” bandidos ao desferir murros muito fortes e aparentemente não se
    importar com isso. Você falar que o Reeve do filme sorri ao matar Zod é
    algo completamente plausível, mas lembrando que a falta de humanidade
    acompanha ambas as linhas tênues de uma época para outra.

    O Christopher Reeve soube passar a “mensagem” de QUEM era o SUPERMAN, ele
    soube reconstruir o conceito do bem comum, não precisando demonstrar
    que para isso, de que para ser BOM de coração é preciso ser um Alien
    super evoluído, mas sim ser um humano como ele demonstra ao atuar como
    Clark Kent, que sem dúvidas supera o Clark Kent do Cavill. Em partes,
    nos filmes, em todos eles se vê um Clark que mesmo com a ignorância das
    pessoas ao seu redor, é um cara que vai ao trabalho e cumprimenta seus
    colegas, um cara que possuí pensamento próprio, que não desanima porque o
    mundo vai contra sua postura, seu jeito “TÍMIDO” de ser, um jeito que
    de fato é fingido, mas o que realça o grande cotidiano em que passamos
    no nosso dia a dia fora de casa.

    Falam do Cavill/Superman em tempo moderno porque tão homens quanto muitas
    mulheres curtem ver um herói bonito, bombado e cheio de marra, que
    transcende virilidade ou detém de certo estilo ou algo que revigore o
    ego humano. Um herói feito através de um ator ‘popularzinho’, tornando o
    herói ‘popularzinho’: Buscando ver nele algo que queira ser ou se
    igualar esteticamente ou moralmente.

    “PORQUE SIM, O SER HUMANO ADORA COPIAR, ADORA SE INSPIRAR, ADORA SER AQUILO QUE ELE IDOLATRA E QUE DEFINITIVAMENTE NÃO É.”

  • Johnny Messner

    [2]
    O Reeve vestiu o manto de Superman no primeiro filme, em seguida, o
    Superman vestiu o manto do Reeve para mostrar o quão o ator era digno
    dele e o quão eterno poderia ser, principalmente depois de seu incidente
    que o tornou tetraplégico, o fazendo ainda mais forte como pessoa,
    escrevendo sua auto biografia, dois grandes livros que mostram o quão o
    Superman vive naquele que persiste, naquele que luta, naquele que não
    foge, ele fez realmente com que o Superman se tornasse a ESPERANÇA, não
    só em HQ’s ou nos filmes, mas sim no coração de cada fã, tanto dele
    quanto do herói, um contemplando o outro.

    Obs. Não cite o
    nome do Reeve se você não faz questão de respeita-lo ao comparar com
    projetos atuais, pois é um ato sem pé e nem cabeça. Aquela época era
    aquela época, nossa época é nossa época, hoje os jovens e a grande parte
    do público da HQ faz draminha e afirmam que tudo é uma merda porque
    nada segue como estipulado nas páginas do que eles leem: Principalmente o
    filme que você citou, que teve um grande número de críticas.

    Os filmes do Reeve passaram uma mensagem direta e subliminar, capta quem
    quer, seria o mesmo hoje em dia, o bem comum, o bem maior, a
    simplicidade, a gratidão e a humildade; o que a nossa humildade ou
    juventude não conhece NENHUM POUCO!

  • Andrei e Julyeth Bergamo

    Defensores do Super do Reeve: expliquem o sorriso qndo ele mata o Zod e seus comparsas, bem como o fato dele voltar num bar depois de recuperar seus poderes pra quebrar a mão do cara que zuou ele no meio do filme.

Basta usar o cupom CDLLOJADCCOMICS

O CDL é hospedado pela DreamHost

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.