Connect with us

Livros

Resenha: Fortuna a saga da riqueza

LOJA DC 4

fortunaTítulo: Fortuna A Saga da Riqueza (2ª edição)
Autor: Cassia Cassitas
Páginas: 262

No livro “Fortuna: a saga da riqueza”, conhecemos a história de Ricardo, Carolina e Ana – personagens centrais da história. Ricardo e Carolina são casados, e ela está grávida.

O livro se passa no ano de 2008, alternando-se com o passado (as datas não são precisas, mas são no século XX), contando sobre a vida do casal – em 2008 – , e a vida de Ana, no século XX. Os três têm ligação direta, e descobrimos isso ao longo do livro.

Ricardo é economista e nos é apresentado no meio de uma crise econômica; ele tenta, a todo custo, mudar a visão de mundo que seus chefes e colegas de empresa tem em relação ao mercado econômico. Por tentar mudar a forma como eles pensam, Ricardo acaba ficando alucinado e cria problemas pessoais, afetando sua vida social e sua saúde, tanto física quanto mental.

“Em determinadas ocasiões, Ricardo tinha a nítida impressão de que em suas mentes todo o resto se dissipava, como se não existissem pessoas, relacionamentos, muitas ate mesmo sucesso. O importante era o poder.” (pág 85).

Dentro dessa trama conhecemos a história de Ana, uma mulher batalhadora que nos é apresentada com apenas 12 anos. Ela veio de uma família humilde, que vivia na Itália e foi para o Brasil na década de 1890, para trabalhar nas lavouras de café de São Paulo. Todavia, sempre fomentou o desejo de se tornar uma pessoa rica, por isso tentou vários “métodos” quando era jovem e foi passando para suas gerações.

O livro nos apresenta dois contextos divergentes: o mundo em 2008 e o mundo do século XX, apresentando personagens com princípios e ideais controversos, porém com certa ligação. Há Joaquim, marido de Ana, que sempre viu o mundo de maneira diferente da dela, suscitando a ideia de que as necessidades primárias deveriam ser saciadas para que a vida pudesse continuar, sobrevivendo do “conceito ancestral de que a vida consistia na busca da subsistência” (pág 74), bastando apenas trabalhar para suprir suas necessidades fundamentais. E Ricardo, que em determinada parte do livro começa a acreditar que é disso que precisa: viver somente com o necessário, não necessitando de coisas supérfluas.

Com uma narrativa de linguagem simples, Cassia Cassitas abordou temas diversos, tais como: consumismo, crise econômica, globalização, tecnologia, capitalismo, poder, pobreza, ética, respeito, questões de cidadania.

Afinal, a fortuna consegue desestabilizar o homem? O desespero do personagem central, Ricardo, fica nítido no livro: ele percebe que o mundo, de fato, gira em torno do dinheiro, do poder, do capitalismo. É um ciclo vicioso que nem sempre fora dessa maneira, mas que, dia após dia, têm um aumento significativo.

Uma aula de sociologia e de cidadania escrita em 261 páginas. A fonte e a diagramação são ótimas. A capa nos mostra dois “lados”, o mundo atual e o mundo do passado. Ótimo livro!

LOJA DC 4

17 anos, catarinense. Apaixonada por palavras, cachorros, música. Deus e minha família são a base de tudo. Adoro livros, flores e tenho obsessão pela cor azul. Adquiri manias estranhas durante a vida, dentre elas a mais deliciosa: cheirar livros.

Click to comment