Connect with us

Resenha

Supernatural | Review 13×04 “The Big Empty” e 13×05 “Advanced Thanatology”

LOJA DC 4

O episódio 13×04 “The Big Empty” marcou a volta de Castiel e o 13×05 “Advanced Thanatology”, depois de pisar nos nossos sentimentos, reuniu o anjo novamente com os Winchester.

No episódio “The Big Empty” exibido no dia 02, nos Estados Unidos, Sam, Dean e Jack saíram para caçar e se viram no meio de um terapia de luto. Querendo que Jack visse outros ares além do Bunker, Sam diz para Dean que seria bom que Jack fosse caçar com eles. Dean não gostou da ideia, mas aceitou que ele fosse.

Ainda sobre a discussão entre os dois irmãos e que Jack ouviu no episódio 3, Jack mostrou que não estava feliz em ser usado e questionou Sam sobre suas intenções com ele. Sam explicou que Mary ficou presa no mundo alternativo quando Jack nasceu e, por isso, esperava que ele pudesse reabrir a porta para salvá-la. Mas que também se importava com ele e não deixará que Dean o mate.

O caso que inicialmente era sobre um fantasma, pois uma testemunha viu seu vizinho ser morto pela sua esposa falecida, acabou por ser um metamorfo. Quando outra pessoa é morta, Sam e Dean descobrem a conexão entre elas e as duas vítimas tinham a mesma conselheira de luto. Não podendo chegar como federais, por causa da confidencialidade entre profissional e paciente, Sam, Dean e Jack vão para um consulta. E o que era para ser apenas para descobrir sobre o caso, acaba se tornando uma sessão de terapia real quando Sam e Dean começam a expor o que estão sentindo.

Dean diz que Sam está em estado de negação e não consegue ao menos dizer que sua mãe está morta, pois isso tornaria a situação real. E Sam explode, com razão, dizendo que não pode aceitar que perdeu Mary logo que ela estava de volta, pois nunca teve uma relação com ela. Após isso, Sam encontra vestígios que a conselheira é uma metamorfa, mas não é ela quem está cometendo os assassinatos, e sim um ex-namorado louco, que Jack ajuda a derrotar e salva Sam.

No fim das contas, a conselheira é realmente boa e se transforma nos entes mortos de seus pacientes para que eles possam se despedir e superar a perda. No meio de toda a situação entre Sam e Dean, Jack ainda estava perdido, precisando de sua conclusão. Por isso, ele se abre com a conselheira e ela toma a forma de Kelly, dando a Jack a despedida que ele precisava e o confortando.

Finalmente, depois de todo o esforço de Jack para agradá-lo, Dean reconhece que Jack fez bem em salvar o Sam.

Após Castiel acordar com Jack o chamando, ele se encontra desorientado no Vazio. Mas junto com ele, acorda também “O Grande Vazio”, a entidade que se certifica de que está tudo nos conformes. O Grande Vazio toma a forma do Castiel e insiste que ele volte a dormir, sendo o personagem mais relacionavel de toda a série, pois ele só quer continuar dormindo. Misha Collins impressionou com sua brilhante atuação, interpretando mais um personagem completamente diferente do seu personagem regular. Castiel com toda sua petulância, incomodou o Grande Vazio até que ele devolvesse ele o Terra e foi o que aconteceu.

 

O episódio “Advanced Thanatology” trouxe de volta a vibe da primeira temporada, quando a série ainda nos deixava totalmente apreensivos com o monstro da semana.

Começou com dois adolescentes invadindo a casa abandonada de um médico louco que perfurava o crânio de seus pacientes. Isso, claro, não acabou bem, pois o fantasma do doutor apareceu e fez mais uma vítima, enquanto um dos meninos conseguiu fugir, mas carregando consigo uma das máscaras do médico.

Quando Sam fica sabendo do caso, ele chama Dean para ir com ele, mas sugere que deixem o Jack em casa fazendo maratona de filmes nerds. Dean estranha que Sam está sendo muito legal, mas o acompanha assim mesmo.

Os dois vão até a casa do garoto que sobreviveu, mas a mãe os avisa que ele está com estresse pós-traumático e, por isso, não tem falado. Dean tenta conversar com o garoto, dizendo que ele e Sam são aqueles que assustam os monstros, mas não consegue que ele diga nada.

Sam está sendo mais legal com Dean do que o normal e Dean volta a desconfiar quando Sam o convida para um clube de strip. Sam está fazendo isso porque sabe que Dean está de luto que quer que ele se anime, mas Dean diz que vai superar da mesma forma de sempre, com bebibas, bacon e balas.

Durante a noite, o médico fantasma ataca o garoto sobrevivente e ele some. Na manhã seguinte, Sam acorda e encontra Dean dormindo no chão com vestígios da farra da noite anterior. Ele foi até o clube de strip no fim das contas. E descobrimos que Dean bêbado é a melhor versão do Dean.

Sam e Dean vão falar com um terceiro garoto, que desistiu de acompanhar os amigos no último minuto e os dois vão até a casa do médico para enfrenta-lo. Quando queimar as máscaras do médico não resolve, Dean tem a não-tão-brilhante ideia de se matar para falar com os outros fantasmas da casa.

Em apenas 3 minutos ele consegue descobrir onde o médico deixava os corpos, mas no último segundo, quando Sam tenta reanimá-lo, somos surpreendidos pela não-mais-morta ceifadora Billie. Ela quer bater um papo com Dean, mas não só isso, ela é também a nova Morte. Pois quando uma encarnação da Morte morre, o primeiro ceifero a ser morto é promovido.

Billie quer informações sobre a porta que foi aberta para outro mundo e Dean não hesita em dizer que foi Jack, mas faz um trato com Billie para que ela libere as almas dos fantasmas da casa, não pedindo por ele mesmo. A essa altura, Dean está completamente desesperançoso e diz que está em paz se aquele for o momento de sua partida.

Felizmente, para nós, Billie diz que existem muitas formas para Dean morrer baseadas em suas escolhas, mas que nenhuma dela seria naquele dia. E por mais que ele queira morrer, ela dá o ultimato para que ele viva, pois ele é Sam ainda tem trabalho a fazer.

Dean finalmente acorda e finge que está tudo bem, mas Sam sabe que algo está errado e o faz falar. Dean conta as novidades sobre Billie e diz que ela falou sobre algo grande que eles estão envolvidos, apesar de não saber ainda o que é. Ainda desolado pelas perdas e por não ter conseguido salvar o garoto, Dean diz que precisa de pelo menos uma vitória.

E ao voltar para o bunker, quando Dean menos espera, ele recebe uma ligação. A expressão desacreditada do Dean nos confirma quem é. É Castiel ligando e o episódio termina com Sam e Dean reencontrando Castiel os esperando na cabine telefônica.

Os dois episódios serviram para mostrar como os irmãos e o Jack estão lidando com as perdas e para mostrar como eles reagem de forma diferente com a volta de Castiel, que estará presente no próximo episódio e terá um tom bem mais leve e divertido.

A 13 temporada de Supernatural é exibida todas as quintas no canal americano The CW. No Brasil, vai ao ar todas as terças, às 21:40h, na Warner.

Estudante de Jornalismo, apaixonada por escrever, maratonar séries e ouvir música. Caçadora de monstros com Sam e Dean nas horas vagas.

Comments