Connect with us

Livros

Thalita Rebouças estreia série no Gshow e fala sobre desafios de escrever sobre bullying

A escritora Thalita Rebouças está inovando e expandindo seu conteúdo para a plataforma digital. A partir do dia 27 de junho, ela comanda a série Absurdices, no Gshow, onde contará diversas histórias inusitadas que aconteceram no seu dia a dia, sendo algumas delas já até citadas em suas obras. Sobre o novo projeto, Thalita se mostrou super entusiasmada. “To achando o máximo ter uma série só minha. Estou muito metida e insuportável mesmo”, brinca a escritora que faz sua estreia como atriz. A série ainda contará com participações de outros atores como Clara Castanho, Mouhamed Harfouch e Laura Barreto.

LOJA DC 4

Sobre a preparação para estrelar Absurdices, Thalita afirma que não houve necessidade. “Não houve uma preparação porque eu estou interpretando eu mesma!”, fala. Apesar de seu público alvo ser o infanto-juvenil, Thalita conta que a série visa alcançar também os pais, que estarão nas histórias de Absurdices.

(Créditos: Fabiano Battaglin/ Gshow)

                                                                          (Créditos: Fabiano Battaglin/ Gshow)

A escritora ainda fala sobre a diferença do conteúdo escrito para o audiovisual. Quando questionada sobre como fazer essa adaptação, Thalita explicou que foi um trabalho de equipe. “Eu escrevia as crônicas que eu queria e o Pablo (Uranga, diretor do projeto) via se dava para adaptar para o audiovisual. Foi um roteiro à quatro mãos. Os meus livros são audiovisuais, fáceis de imaginar. Vou fazer isso na série. A ideia é transformar o conteúdo dos livros para o audiovisual”, explica.

Além de Absurdices, Thalita Rebouças está com outros projetos fora das páginas. Ela está com adaptações cinematográficas em andamento, programa em uma rádio e colunas em jornais. A escritora disse que nunca imaginou que suas obras seriam expandidas para fora dos livros. “Nunca imaginei. Coluna do jornal, projeto de rádio. A partir dos livros eu consegui fazer tantas coisas que me deixam feliz. Eu olho para trás e vejo o meu passado, o quanto foi difícil. Tanta gente que continua lendo os livros. O mercado não tem como falar que os adolescentes não leem. Alguns deles falam que começaram a ler por causa dos meus livros. É o melhor prêmio”, admite.

A escritora ainda falou sobre os desafios de escrever seu último livro “Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática”, que tem como tema principal o bullying. Questionada pelo CDL sobre como conseguia abordar temas reflexivos com uma pegada cômica, ela conta que foi um desafio.

“Eu demorei 15 anos para escrever sobre bullying. Precisei de anos para amadurecer e escrever sobre esse assunto. Esse foi o primeiro livro que eu chorei para caramba fazendo. O humor para mim é uma ferramenta e tanto para fazer pensar, criticar, e eu gosto muito. Tenho isso naturalmente em mim, ele sai muito facilmente na minha escrita. Não sei trabalhar sem humor, e é cada vez mais difícil falar de humor em determinados assuntos.”

Thalita ainda complementa que seus livros alcançam e emocionam muita gente. “Meus leitores falam ‘Passei a entender minha mãe depois que li seu livro. Passei a entender meu pai depois que li seu livro’. Eu sempre tento falar de relações nos meus livros. Não trago uma conclusão sobre os assuntos. Gosto de fazer com que meus leitores leiam, reflitam, tirem suas próprias conclusões. Meus livros fazem bem para tanta gente, emocionam muita gente. É muito bacana. Eu me emociono de ver gente que me acompanha há 16 anos. Não sei se estou ficando velha, mas eu choro.”

“Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática” já está à venda nas principais livrarias do país e a série “Absurdices” chega ao Gshow no dia 27 de junho, com direito à dois episódios na estreia. “Vai ao ar todas as segundas, mas na estreia serão dois episódios para as pessoas já viciarem, porque não tem como não viciar”, brinca Thalita.

 

Continue Reading
Click to comment

Conheça nossa comunidade no G+