Connect with us

Harry Potter aborda o racismo muito de forma diferente – que é por isso que é tão chocante ver a pouca participação de pessoas negras na série.

Os livros e filmes de Harry Potter são quase universalmente admirados e respeitados – mesmo amado. Ambos os livros e filmes introduziram uma geração de crianças para as forças de amor e amizade, para o gênero de fantasia, e mais especificamente, para o pobre menino de óculos que Sobreviveu que lutou contra o racismo e a injustiça.

Um novo vídeo criado por Dylan Marron mostra cada palavra falada por uma pessoa  negra nos filmes de Harry Potter.

Como Marron explica em um post no Facebook, os filmes de Harry Potter tem um total de 1.207 minutos, a apenas 5 minutos e 40 segundos são de pessoas negras tendo um dialogo (e às vezes eles estão fora da tela). Isso significa que esses 12 personagens apenas tem um pedaço de 0,47% de toda a série. Claro que, o resto dos filmes não são inteiramente composta de diálogo (existem muitas sequências de ação longas, por exemplo). Mas é seguro dizer que o tempo ocupado por personagens brancos falando é muito, muito maior.

Não importa o quanto os fãs podem amá-lo, os filmes de Harry Potter não têm um grande historia para mostrar sobre a representação diversificada. Lembra quando cineastas reformularam Lavender Brown (de Kathleen Cauley uma atriz negra, a um papel sem fala para Jennifer Smith, para Jessie Cave)? E o elenco todo branco de Animais Fantásticos indica que esses mesmos cineastas não estão fazendo nada de diferente desta vez.

lavender-brown-recast-harry-potter

Sim, podemos argumentam que J.K. Rowling incluiu um tanto de diversidade nos livros de Harry Potter. Mas olhando especificamente para os filmes, que desculpas os cineastas têm por não terem colocado estas a diversidade de maneira mais ampla? A raça não foi um grande fator na caracterização de Cho Chang, Dean Thomas, Parvati Patil e Padma, ou qualquer um dos outros personagens incluídos neste vídeo. Ele também não foi um fator na vida de literalmente qualquer outro personagem de Harry Potter mundo,

Então, por que não incluir mais pessoas de cor nos filmes, e melhorar os livros. Que diferença teria feito para a caracterização de, digamos, Professor Flitwick, Sirius Black, Hermione Granger, se eles foram retratados por pessoas de cor?

Dada a pouca representatividade dos filmes (e livros) de pessoas de outras raças ou etnias, não é de admirar que artistas e fãs estão ilustrando versões de seus personagens favoritos que refletem melhor a si mesmos. Confira este desenho bonito feito no Tumblr pelo usuário loquaciousliterature.

tumblr_nt5i1gZifV1r9k1h1o1_500

Em um mundo onde podemos esperar vassouras voadoras, dragões e um chapéu mágico que fala, é absolutamente imperdoável que não podemos esperar ver uma representação diversificada para, você sabe? As pessoas. Criaturas mágicas inexistentes são dadas mais representação nos livros e filmes de Harry Potter do que pessoas reais negras. Na verdade, se você somar todo o tempo de tela dado a criaturas como Dobby, Monstros e variedade de feras perigosas de Hagrid, não ficaria surpreso que de tiveram mais participação do que as pessoas negras.

Afinal, JK Rowling nos diz: “Vocês todos foram para Hogwarts,” mas quando nenhum dos alunos não parece em nada com você, essa possibilidade pode parecer um pouco menos mágica.

Continue Reading
6 Comments
  • Matheus Gama

    Desculpa, super entendo a razão do post, mas colocar personagens como Hermione e Sirius como personagens de cor seria uma descaracterização total do personagem. Quando Percy Jackson saiu um dos principais erros foi não ter uma Annabeth loira de olhos cinzas clássicos dos filhos de Atena. Falta de diversidade é ruim? É sim, mas descaracterização dos personagens é pior ainda pra quem ama os livros.

    • Kayo Conká

      Não entendo porque seria um problema mudar a etnia, cor de cabelo ou o que for. O cabelo da Annabeth em PJ é o menor dos problemas, o resto do filme todo é uma porcaria que o cabelo dela é um mero detalhe que não faz nenhuma diferença. A mesma coisa aconteceu agora em Quarteto Fantástico quando colocaram um ator negro pra fazer o Tocha, com uma galera falando que foi um erro mudarem a etnia do personagem. Sério que o mais interessante da história tem que ser a cor da pele do personagem? Eu não acho! Por mim a Hermione poderia ser negra que a amaria do mesmo jeito, assim como amo a Emma como Hermione.

  • Christopher Eric Hitchens

    exatamente! super concordo com o post, inclusive vamos na pagina do seriado vikings, onde já se viu, seriado baseado na cultura nórdica e não ter um negro se quer atuando? RACISTA! HOMOFÓBICOS! NÃO PASSARÃO!

  • Helena_Menezes

    Particularmente, eu gosto dessas análises e não veria nenhum problema em ver mais personagens “de cor” nos filmes. Eu não ligo muito para essa história de representar ou não representar algum grupo (seja ele qual for), mas, se faria com que mais pessoas se sentissem melhor, eu definitivamente não me importaria com haver mais “pessoas de cor” (preciso dizer que esse termo me soa meio pejorativo, mas quem sou eu para contestar?) nos filmes.

    Tem algumas características de alguns personagens que precisam manter. Por exemplo, um Dumbledore sem barba me deixaria bastante incomodada. A Hermione bonitinha e arrumada me irrita um pouco, e o Harry de olhos azuis e cabelo arrumadinho também. Mas, quanto à cor da pele… acho que, dos principais, só os Weasley que eu não gostaria muito se fossem, porque eles são descritos como ruivos sardentos e tal, e isso é meio que uma marca.

    Fora isso… tanto faz por mim. Deveriam ter feito mais gente “de cor” se isso faz com que as pessoas se sintam melhor e mais felizes.

  • disqus_XCjzuEGDj2

    a maioria dos estudantes são ingleses… sinceramente acho um preconceito maior dizer q tem poucos negros e fazer tanto escandalo por isso. são pessoas normais “-” a maior parte dos textos na internet trata negros como deuses e etc, mas são pessoas como qualquer branco, indiano, mestiço. n tem q dar tratamento assim. se eu fosse negra iria me ofender mt com isso, se me tratassem desse jeito por ser diferente. e n impporta a cor dos personagens, ainda é harry potter.

    • Sarah Rebecca

      A Inglaterra tem muitos negros, arrisco dizer que tem mais negros do que nos EUA. Há boatos que Shakespeare se inspirou em uma mulher negra para escrever Julieta de “Romeu e Julieta”. A Dama Negra ( uma mulher realmente negra) é um soneto escrito por Shakespeare na decada de 90 do século 16. Então, uma Inglaterra branca não é real, nem no século 16, nem hoje.

      “Apesar de ser o mais famoso autor da língua inglesa, pouco se sabe sobre a vida pessoal de Willian Shakespeare. Mas uma coisa que não foi aceita com bons olhos foi a idéia de que a tragédia de Romeu e Julieta foi baseado em um romance do próprio com uma dama da sociedade. Sabe-se que ele foi pegando pedaços de diversas estórias para se inspirar e nada foi criado gradualmente como o filme [Shakespeare Apaixonado] sugere.
      Sabe-se que ele inspirou diversos de seus sonetos em uma dama de cor ‘escura”.

      “A lenda de Shakespeare nutriu-se também de seus maravilhosos sonetos. Foram escritos provavelmente ao longo da década de 90 do século 16, quando o soneto era a grande moda literária, mas sua publicação só saiu em 1609. Nesses poemas, Shakespeare fala de dois amantes: um jovem rapaz e uma mulher de pele escura, a chamada “Dama Negra””

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.