Connect with us

Eu sou meio suspeita para falar de Viola Davis, pois já faz um tempo que enfatizo que ela é uma das melhores atrizes da atualidade. Ontem, minhas convicções foram comprovadas. A atriz foi a primeira negra a ganhar o Emmy na categoria de “série dramática” por sua atuação esplêndida como a protagonista da série “How to Get Away With Murder”. 

Para os que não conhecem, Viola interpreta Annalise, uma das melhores professoras de Direito Criminal da renomada academia East Coast Law School. Sua matéria também é conhecida por outro nome: “como se livrar de um assassinato.” Na trama, os alunos de Annalise disputam sua atenção para participar de casos reais defendidos pela advogada.

Mas por que Viola se destacou na atuação? A atriz retrata a realidade de muitas mulheres do século XXI. Mulheres fortes, independentes, inteligentes… mas sentimentais. Embora Annalise seja referência no âmbito profissional, sua vida pessoal é conturbada. Uma negra casada com um branco, uma mulher forte que foi traída. Annalise faz de tudo para que os problemas pessoais não interfiram no seu trabalho, e é nesse contexto forte x sentimental que Viola se destacou.

Uma das cenas mais marcantes da série foi proposta pela própria atriz. Sempre visualmente sofisticada, Viola emociona o público ao simplesmente tirar a maquiagem  e mostrar os verdadeiros traços de sua personagem. Por trás da imponente advogada, temos uma alcoólatra. Os paradoxos da personagem exigiam uma atriz extremamente competente, e na minha opinião, não consigo imaginar outra que não seja Viola Davis para interpretar Annalise.

A minha próxima aposta de atuação espetacular de Viola será no filme Esquadrão Suicida. A vencedora do Emmy vai interpretar Amanda Waller, a encarregada de comandar o Esquadrão. A personagem demanda uma atriz incisiva, que transmita autoridade, ou seja, Viola Davis.

Como se não bastasse competência profissional, ao receber o prêmio, Viola Davis fez um discurso emocionante, enfatizando as dificuldades de uma negra chegar ao topo do cinema hollywoodiano. “Em meus sonhos e visões, eu via uma linha, e do outro lado da linha estavam campos verdes e floridos e lindas e belas mulheres brancas, que estendiam os braços para mim ao longo da linha, mas eu não poderia alcançá-las”

 “Deixem-me dizer uma coisa: a única coisa que separa as mulheres de cor de qualquer outra pessoa é a oportunidade. Você não pode ganhar um Emmy por papéis que simplesmente não existem”

Continue Reading
Click to comment

Copyright © 2018 Cabana do Leitor.