Connect with us

Livros

Welcome to Night Vale, a cidade no deserto onde todos fingem dormir

LOJA DC 4

Sempre que acordo de manhã, costumo pegar meu café, fazer meu pão e imediatamente ligar em uma estação de rádio, a programação é sempre a mesma, tirando o fato de que em um dia específico algo tinha perturbado a minha rotina, a frequência mudou de repente e o locutor Cecil Palmer me trazia notícias bizarras, de uma cidade distante, diferente, mas provavelmente a mais louca, misteriosa e sem sentido que poderia existir.

radialista_

“Olá, ouvintes, aqui é Cecil, sua voz da escuridão, o sussurro na noite vazia, falando com você de uma cabine da estação da Rádio Comunitária de Night Vale. Estou aqui para relatar as notícias e os acontecimentos da nossa comunidade que você precisa saber, e omitir todo o conhecimento proibido e perigoso. Vamos às notícias:

Ontem à noite, na coletiva de imprensa, a Câmara Municipal lembrou a todos que o Parque para Cães está lá para a diversão e o uso da nossa comunidade, e por isso é de suma importância que ninguém entre, pense ou mesmo olhe para o Parque para Cães (…) e se alguém for pego tentando entrar será forçado a entrar, e nunca mais se ouvirá falar dessa pessoa.”

Demorou um tempo até que finalmente percebi que havia abandonado o mundo normal do qual fazia parte, que agora eu estava presa em Night Vale, acompanhando a vida de seus habitantes, entre eles anjos, metamorfos, aranhas estudiosas, aliens, pessoas transparentes e seres humanos que nunca envelhecem.

Sejam Bem-Vindos a Night Vale, eu fui muito bem recebida.

welcometonightvale

Welcome to Night Vale é um dos Podcasts mais famosos dos EUA, criado por Joseph Fink e Jeffrey Cranor, o programa é fictício e foi elaborado justamente com o intuito de compilar em um único lugar as ideias mais absurdamente malucas do mundo. Como vocês podem imaginar, esse sucesso de audiência virou literatura, e o livro recria toda a atmosfera do programa, com uma narrativa não linear que parece ter o propósito de confundir a mente do leitor e ao mesmo tempo dialogar com os seus pensamentos, instigando e intrigando qualquer um que se atreva a se aventurar nessa história.

Night Vale é uma cidade localizada nos EUA igual a outra qualquer, mas completamente diferente de todas as outras, praticamente um paradoxo “vivo” em meio ao deserto, carregado com peculiaridades assustadoras e engraçadas, uma realidade alternativa programada para explodir sua mente e romper com absolutamente todos os padrões sociais que conhecemos, transformando o anormal em normal, brincando com os sentidos das metáforas e da própria comunicação, invertendo ideias, ideologias, com nuances de críticas a um mundo onde estamos muito acostumados com o comum e ignoramos tudo o que é diferente, mais precisamente, bizarro.

Dentro dessa comunidade alucinante, conhecemos Jackie e Diane, duas mulheres que vivem suas vidas pacatas e assustadoramente normais em meio há tantas loucuras, que tem suas rotinas interrompidas pela aparição de um homem com um paletó bege que deixa em suas mãos um bilhete (que parece ter vida e vontade própria) escrito “KING CITY”, o bilhete e o que ele significa é um mistério que nos envolve na vida das duas mulheres enquanto elas tentam desvendar os segredos que o cerca.

A história é divertida e nos deixa curiosos o tempo todo, é inevitável não querer devorar as páginas e descobrir logo o que de mais bizarro e louco pode acontecer tanto na vida delas quanto na vida de todos os cidadãos de Night Vale.

Ao longo da narrativa nos deparamos com muitas situações inusitadas que nos fazem rir, mas também nos provocam, nos fazem refletir ou ás vezes simplesmente “bugam” tudo. Eu acredito que essa particularidade é o que torna a leitura, mesmo que simples ou até despretensiosa, única, o modo como é feito e até mesmo desenvolvido, desde a história até a estrutura faz com que o conjunto se destaque em meio a outros livros que conhecemos.

A narrativa é um pouco lenta porque tende a ser um tanto explicativa para aqueles que não estão familiarizados com a ideia central, além de desenvolver simultaneamente alguns núcleos de personagens e as suas histórias individuais em paralelo com os acontecimentos do livro, no entanto esse detalhe não atrapalha a narrativa, apenas a torna um pouco mais extensa, sem ir direto ao ponto.

É recomendável que todos que queiram se aventurar por essa cidade estranhamente incrível, escute os podcasts antes, para que haja melhor compreensão daquilo que está sendo apresentado.

Night Vale é o mundo excêntrico e desconstruído onde não há limites para a imaginação e o impossível definitivamente não existe. Talvez o sentido esteja em não fazer sentido algum.

Revisado por: Bruna Vieira.

LOJA DC 4

Lorena S. Ávila, é sonhadora, mas principalmente realizadora. Futura Jornalista (e sabe-se lá as profissões que a vida lhe reserva). Ama o mundo das possibilidades. Nerd, fã de Tolkien, cinéfila, seriática e maníaca por livros. Blogueira no Penso, Logo Assisto. https://www.facebook.com/Pensologoassisto/

Comments