Connect with us

séries

Ator de “The Flash” é demitido após comentários racistas e misóginos

Avatar

Published

on

O ator Hartley Sawyer, intérprete de Ralph Dibny em “The Flash“, foi demitido após comentários de teor racista, misógino e homofóbico serem encontrados em sua conta pessoal no Twitter.

Foi emitido um comunicado da The CW, dos produtores da Warner Bros. TV e Berlanti Productions, além do produtor executivo Eric Wallace:

“Hartley Sawyer não voltará para a sétima temporada de The Flash. Em relação às postagens de Sawyer nas mídias sociais, não toleramos comentários depreciativos que visem qualquer raça, etnia, origem nacional, gênero ou orientação sexual. Tais comentários são antitéticos aos nossos valores e políticas, que se esforçam e evoluem para promover um ambiente seguro, inclusivo e produtivo para nossa força de trabalho “.

Os tweets foram feitos antes do ator ingressar na série na 5ª temporada e datam entre 2012 e 2014. Um deles ele diz: “A única coisa que me impede de fazer tweets levemente racistas é o conhecimento de que Al Sharpton nunca deixaria de reclamar de mim.” Em outra postagem, ele escreve: “Gostei de uma exibição secreta de peitos em uma audição hoje.”

A conta no Twitter foi deletada, contudo o ator veio a público em seu perfil no Instagram com um pedido de desculpas.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

My words, irrelevant of being meant with an intent of humor, were hurtful, and unacceptable. I am ashamed I was capable of these really horrible attempts to get attention at that time. I regret them deeply. This was not acceptable behavior. These were words I threw out at the time with no thought or recognition of the harm my words could do, and now have done today. I am incredibly sorry, ashamed and disappointed in myself for my ignorance back then. I want to be very clear: this is not reflective of what I think or who I am now. Years ago, thanks to friends and experiences who helped me to open my eyes, I began my journey into becoming a more responsible adult – in terms of what I say, what I do, and beyond. I’ve largely kept that journey private, and this is another way that I have let so many down. I still have more work to do. But how I define myself now does not take away the impact of my words, or my responsibility for them. I am very sorry.

Uma publicação compartilhada por Hartley Sawyer (@hartleysawyer) em

Em tradução livre: “Minhas palavras, irrelevantes de serem feitas com intenção de humor, foram dolorosas e inaceitáveis. Tenho vergonha de ter sido capaz dessas tentativas realmente horríveis de obter atenção naquele momento. Eu me arrependo profundamente. Este não era um comportamento aceitável. Essas foram as palavras que joguei na época, sem pensar ou reconhecer o dano que minhas palavras poderiam causar, e agora causaram hoje.”

Hartey ingressou no elenco de “The Flash” em 2017 e em 2018 foi promovido a regular. Ele atuava como Ralph Dibny, também conhecido como Homem Elástico.

Estudante de Jornalismo, apaixonada por escrever, maratonar séries e ouvir música. Caçadora de monstros com Sam e Dean nas horas vagas.

Advertisement
Comments

séries

Love, Victor tem segunda temporada oficializada

Sucesso de audiência na plataforma Hulu, série é baseada no filme ‘Com Amor, Simon’

Avatar

Published

on

Era questão de tempo, mas enfim o serviço de streaming Hulu anunciou nesta sexta (07) que a série Love, Victor terá uma segunda temporada. O anúncio foi feito nas redes sociais da produção. Confira:

https://www.instagram.com/p/CDmIBVZJ20H/

Sucesso de audiência e crítica em seu primeiro ano, a trama se passa no mesmo universo que o longa Com Amor, Simon e segue a história de Victor Salazar (Michael Cimino), um estudante de origem latina recém-chegado à cidade – e à mesma escola que Simon (Nick Robertson) e que precisará da ajuda do protagonista do filme original para se adaptar. Ambas produções são baseadas no livro Simon vs. A Agenda Homo Sapiens, de Becky Albertalli.

O Cabana do Leitor já assistiu o primeiro ano da série.
CLIQUE AQUI e confira o nosso review completo.

Um ponto que diferencia a série do longa de 2018 é a jornada de Victor, que não tem a família tão ‘mente-aberta’ quanto a de Simon e enquanto o protagonista do filme tinha que lidar apenas com “sair do armário”, ele ainda precisa descobrir como ele mesmo se identifica.

Segundo o showrunner Brian Tanen, no novo ano a série irá ser mais ousada, uma vez que será produzida totalmente pelo Hulu. Originalmente, o projeto seria lançado no Disney+. “Para mim, é uma vitória gigantesca que estamos no Hulu a partir de agora. Isso amplia nossa capacidade de contar histórias mais adultas”, revela o produtor.

A primeira temporada conta com 10 episódios e ainda não tem previsão de lançamento oficial no Brasil. Criada por Isaac Aptaker e Elizabeth Berger, o seriado tem em seu elenco nomes como  Ana Ortiz, James Martinez, Isabella Ferreira, Mateo Fernandez, Rachel Naomi Hilson, Bebe Wood, George Sear, Anthony Turpel e Mason Gooding. Robertson, intérprete de Simon, é um dos produtores da atração e faz a narração da história, além de fazer uma participação na série ao lado de Keiynan Lonsdale, que interpretou o personagem Bram Greenfield no filme lançado em 2018.

O 2º ano de Love, Victor não tem data de estreia definida.

Continue Reading

séries

Raised by Wolves, série produzida por Ridley Scott, tem trailer revelado

Produção sci-fi chegará em setembro no HBO Max.

Avatar

Published

on

O HBO Max liberou nesta quarta (05) o primeiro trailer de Raised by Wolves, série de ficção científica produzida por Ridley Scott (Alien; Blade Runner). Confira a prévia:

A trama irá mostrar dois androides encarregados de criar filhos humanos em um planeta isolado. Uma vez que a crescente colônia humana ameaça ser massacrada por diferenças religiosas, os androides aprendem que controlar as crenças dos seres humanos é uma tarefa traiçoeira e difícil.

Com dez episódios em sua primeira temporada – ainda sem previsão de lançamento no Brasil – a série conta com Amanda Collin (Guerreiro da Escuridão) e Abubakar Salim (Jamestown) no papel dos androides. Travis Fimmel (de Vikings) também estrela a produção criada por Aaron Guzikowski, mais conhecido por escrever Os Suspeitos (2013).

Além da produção executiva, Ridley irá comandar os dois primeiros capítulos da atração. Luke Scott, filho do cineasta, assina três outros. O brasileiro Alex Gabassi (The ABC Murders) também está entre os diretores responsáveis pelo seriado.

Raised by Wolves estreia dia 3 de setembro no HBO Max.

Continue Reading

cinema

Disney+ chega à América Latina em novembro, incluindo o Brasil

Executivo revelou mais detalhes do lançamento da plataforma.

Avatar

Published

on

Depois de meses de rumores, a Disney enfim revelou quando o Disney+ – seu serviço de streaming – chegará à América Latina, incluindo o território brasileiro.

De acordo com a LABS, em reunião que detalha os ganhos da empresa durante o ano fiscal, o executivo Bob Chapek – CEO da empresa – confirmou que a plataforma será lançada no continente sul-americano em novembro de 2020.

Em menos de um ano de disponibilidade, a Disney+ alcançou o impressionante número de 57,5 milhões de usuários – somente 2,5 milhões a menos que o objetivo traçado pelo estúdio para 2024.

Apesar dos desafios impostos pela pandemia, seguimos crescendo com o incrível sucesso da Disney+“, disse Chapek. “O alcance mundial de nosso portfólio de serviços ‘direto ao consumidor’ agora passa dos 100 milhões (contando assinantes da Hulu e da ESPN+), uma marca significativa e comprovação da nossa estratégia DTC, que vemos como o futuro do crescimento da empresa“.

A plataforma, além de contar com diversos conteúdos clássicos da história da Disney, conta em seu catálogo com títulos originais como as séries The MandalorianO Falcão e o Soldado InvernalWandaVision e longas como A Dama e O Vagabundo e Noelle, além de se tornar uma alternativa para lançamentos afetados pelo COVID-19, como Artemis Fowl e Mulan.

Continue Reading

Parceiros Editorias