Connect with us

cinema

Batman não é um ‘herói’, diz Robert Pattinson

Para o protagonista do novo filme do Homem-Morcego, o personagem é muito mais complicado do que isso.

Avatar

Published

on

Em recente entrevista ao The New York Times para promover seu novo longa – O Farol, de Robert EggersRobert Pattinson revelou que não enxerga o Batman como um ‘herói’. Na ótica do ator, que viverá o Homem-Morcego no filme dirigido por Matt Reeves, Bruce Wayne é um personagem mais complicado do que isso.

“Não acredito que eu conseguiria viver um herói de verdade – sempre tem que ter algo um pouco errado. […] Ele não é um garoto de ouro como todos os outros personagens dos quadrinhos. Há uma simplicidade na sua visão de mundo, porém ela está em um lugar obscuro, que te permite mais possibilidades com o personagem”.

A declaração ao jornal norte-americano foi feita logo depois que Pattinson disse que as pessoas deveriam ser céticas em relação a quem é de fato o herói em seu novo filme.

O elenco de The Batman terá Robert Pattinson no papel-título, Zoë Kravitz  (Big Little Lies) como a Mulher-Gato e Paul Dano (Sangue Negro) como o vilão Charada. Jeffrey Wright, o Bernard de Westworld, será o Comissário James Gordon.

The Batman chega aos cinemas em 25 de junho de 2021.

Publicitário, designer gráfico e nas horas vagas um entusiasta de filmes, séries, animes, tokusatsus e HQ's desde os anos 90... Sem essa de Marvete ou DCnauta: o esquema é ter histórias boas para serem contadas! #FicaDica

Advertisement
Comments

cinema

Duna | Diretor de fotografia fala sobre divisão do filme em duas partes

Nova adaptação do clássico sci-fi de Frank Herbert estreia em dezembro nos cinemas.

Avatar

Published

on

Muitos fãs estranharam a informação de que Duna, versão cinematográfica do clássico da literatura de ficção-científica escrita por Frank Herbert, será dividido em dois longas para poder adaptar tudo o que a obra oferece.

Na visão de muitos, isso poderia soar como meramente uma história cortada ao meio, porém não é o que pensa Greig Fraser, diretor de fotografia da produção. Em entrevista para o site Collider, Fraser explicou que os filmes estão sendo produzidos de forma com que funcionem nas telas de forma independente.

“[O primeiro filme] tem uma história muito bem desenvolvida, que pode seguir por diversos caminhos. É um filme épico totalmente independente, que vai surpreender muitas pessoas. É uma aventura impressionante visualmente”, afirmou Greig, que tem em seu currículo produções como The Mandalorian, Rogue One e A Hora Mais Escura.

A produção tem a direção de Denis Villenueve (Blade Runner 2049; A Chegada), enquanto que Jacqueline West (O Regresso) e Bob Morgan são os figurinistas e Patrice Vermette (Sicario: Terra de Ninguém) está a cargo do design de produção. Joe Walker, que trabalhou com Villeneuve em A Chegada, será o editor do filme. Hans Zimmer, que trabalhou com o cineasta em Blade Runner 2049, será o compositor da trilha sonora do longa, que já tem uma sequência encomendada pelo estúdio.

O elenco de Duna conta com Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome) no papel do protagonista Paul Atreides, além de nomes como Rebecca Ferguson (Missão: Impossível – Efeito Fallout), Dave Bautista (Guardiões da Galáxia) e Zendaya (Homem-Aranha: Longe de Casa). Stellan Skarsgård (Mamma Mia; Thor) será o vilão Barão Harkonnen, pertencente a uma família de longa rivalidade com a família Atreides. Oscar Isaac (Star Wars: A Ascensão Skywalker) e Jason Momoa (Aquaman) darão vida, respectivamente, a Duke Leto Atreides e Duncan Iadho. Já Josh Brolin (Vingadores: Ultimato) viverá o guerreiro Gurney Halleck.

O romance, originalmente publicado na década de 1960, abordou temas políticos, religiosos e ambientais por meio de uma lente de ficção científica. Sua trama se passa em um futuro distante no meio de um império intergaláctico feudal em expansão, onde feudos planetários são controlados por Casas nobres que devem aliança à casta imperial da Casa Corrino. O livro conta a história do jovem Paul Atreides, herdeiro do Duque Leto Atreides e da respectiva Casa Atreides, na ocasião da transferência de sua família para o planeta Arrakis, a única fonte no universo da especiaria melange.

Em uma história que explora as complexas interações entre política, religião, ecologia, tecnologia e escolhas e consequências em alicerce às emoções humanas, o destino de Paul, sua família, seu novo planeta e seus habitantes nativos, os subestimados Fremen, assim como o destino do Imperador Padishah, da poderosa Corporação Espacial à seu serviço e da misteriosa ordem feminina das Bene Gesserit, acabam todos interligados em um confronto que mudará o curso da humanidade.

A trama já foi adaptada para os cinemas em 1984, com Kyle MacLachlan (Twin Peaks) no papel principal e David Lynch (Cidade dos Sonhos) na direção, além de ter sido transformado em uma minissérie pelo canal americano Syfy em 2000.

Duna estreia em 18 de dezembro nos cinemas.

Continue Reading

cinema

Animais Fantásticos 3 terá gravações retomadas em breve

Avatar

Published

on

Apesar da situação do Brasil a respeito do Covid-19 estar bem difícil, no resto do mundo as atividades começam a serem retomadas o que inclui a produção dos filmes como Animais Fantásticos 3.

De acordo com o The Guardian, a WarnerBros. retomará as gravações do longa seguindo novas regras regulamentadas e aprovadas pelos órgãos de saúde do Reino Unido, regras que incluem distanciamento físico, treinamento de segurança e testes de temperatura, o retorno está inicialmente previsto para julho

Ainda de acordo com o portal a Warner tem a intenção de voltar o mais rápidos possível com as produções de outros longas filmados no Reino Unido, como The Batman. Outros títulos que também são filmados no Reino Unido e devem retomar seus trabalhos em breve incluem o remake live-action de “A Pequena Sereia”, da Disney, e a 2ª temporada da série “The Witcher”, da Netflix.

Animais Fantásticos 3 tem estreia prevista para 12 de novembro de 2021.

Continue Reading

cinema

Warner, Marvel, Globo e outras empresas se posicionam contra o racismo

Gigantes do entretenimento deixaram suas mensagens de apoio ao movimento #VidasNegrasImportam

Avatar

Published

on

By

Os Estados Unidos (e algumas partes do mundo) estão enfrentando a maior crise da sua história, tudo porque de uma vez a economia, a saúde e a parte social estão literalmente entrando em colapso.

A parte econômica e de saúde se deve por conta da pandemia instaurada pelo coronavirus e seus efeitos nestes dois setores, somando-se à parte social que já andava fragilizada, agora ganha contornos raciais após a divulgação de um vídeo na última segunda-feira (25) que mostra um homem negro, o  ex-segurança George Floyd, sendo imobilizado por um policial branco com os joelhos em seu pescoço.

Tendo em vista este cenário, varias empresas e instituições estão se posicionando contra o racismo, entre elas gigantes do entretenimento como a Netflix, Marvel, Amazon Prime, Warner, Globoplay e outras. Confira: 

“Nós nos posicionamos contra o racismo. Nós nos posicionamos à favor da inclusão. Nós nos posicionamos ao lado de nossos funcionários, contadores de histórias, criadores negros e à comunidade negra como um todo. Nós precisamos nos unir e nos pronunciar”

https://www.instagram.com/p/CA3iFJMDBxX/?igshid=15zq3x6byw6nm https://twitter.com/globoplay/status/1267200741430738950?s=21 https://www.instagram.com/p/CA3cdpBgCoi/?igshid=1nuiufv671b1w

“‘Alguém tem que se levantar quando os outros estão sentados. Alguém tem que falar quando os outros estão quietos.’ – Bryan Stevenson.
Estamos ao lado dos nossos colegas, talentos, contadores de histórias e fãs negros – todos afetados pela violência sem sentido. A voz de vocês  importa, a sua mensagem importa. Vidas negras importam.”

View this post on Instagram

#BlackLivesMatter

A post shared by HBO (@hbo) on

“‘Nem o amor, nem o terror cegam: a indiferença é o que cega.’ – James Baldwin.
Nós estamos com os nossos colegas, funcionários, fãs, atores e contadores de histórias negros – e todos afetados por essa violência sem sentido. Vidas negras importam.”

“Estamos com nossos funcionários, colegas, parceiros e criadores negros, indignados com os atos de racismo. Vidas negras importam.”

“Vidas negras importam. Cultura negra importa. Comunidades negras importam. Nós nos posicionamos em solidariedade a nossos colegas, criadores, parceiros e públicos negros e condenamos atos de racismo, discriminação e atos de violência sem sentido”

Os protestos contra o racismo nos Estados Unidos continuaram com manifestantes no último domingo (31) tentando invadir a Casa Branca, sede do governo americano. 

Continue Reading

Parceiros Editorias