Connect with us

e-Sports

Caso 4LaN – Especialista desmonta video de defesa do Pro Player

Na analise do video podemos ver micro expressões de felicidade estressadas pelo jogador, além expressões de tristeza manifestadas por Giovana Tezoni.

Edi

Published

on

O jogador profissional de LoL, 4LaN, foi acusado por Giovana Tezoni de praticar assédio sexual contra ela. O canal no Youtube Metaforando analisou o video tanto de quem acusa quanto de quem se defende.

A analise baseada nos videos foi publicada hoje a noite e ficou clara pela analise do especialista em linguagem corporal que o Pro Player estaria se distanciando da verdade após analise dos dois videos.

Veja abaixo:

O jogador, ex Team One, já havia sido acusado outras vezes de assédio porém este caso tomou proporções enormes, a ponto de ter sido registrado BO contra ele e ele registrou contra a sua acusadora Giovana Tezoni.

Na analise do video podemos ver micro expressões de felicidade externadas pelo jogador, além expressões de tristeza manifestadas por Giovana Tezoni.

Depois da acusação a Team One demitiu 4LaN, e a Riot Games estuda punição para jogador.

Comments

e-Sports

Esports Awards | League of Legends é premiado como melhor jogo do ano

Riot Games também conquistou o título de Publisher do ano e ainda G2 Esports conquistou o título de melhor time do ano.

Alexia Menezes

Published

on

League of Legends comemorou seus 10 anos com muitas premiações, além do carinho dos seus jogadores.

O Esports Awards na edição deste ano (2019), elege os melhores do ano em esports de diversas categorias. A desenvolvedora não ficou de fora e ganhou não só como Melhor Jogo de Esports do Ano, mas também com sua desenvolvedora Riot Games, conquistando o título de Publisher do ano e ainda como time de Esports do ano, com a G2.

O evento anual é considerado o “Oscar dos jogos eletrônicos”.

Já Nyvi Estephan, ficou na terceira colocação da categoria Melhor Apresentador. Nyvi concorreu ao prêmio ao lado de nomes como Alex “Goldenboy” Mendez, vencedor da categoria, e Eefje “Sjokz” Depoortere. Na categoria Melhor Streamer, Alanzoka ficou atrás de Dr Disrespect e Jack “CouRage” Dunlop.

Confira abaixo os vencedores de todas as categorias:

  • Publisher do ano: Riot Games
  • Cinegrafista do ano: Logan Dodson
  • Agência de Apoio do ano: Loaded
  • Caster do ano: Henry “HenryG” Greer (CS:GO)
  • Parceiro Comercial do ano: HyperX
  • Jogador Revelação no Console: Chris “Simp” Lehr (Call of Duty)
  • Jogador Revelação no PC: Kyle “Bugha” Giersdorf (Fortnite)
  • Jornalista do ano: Richard Lewis
  • Fornecedor de Hardware do ano: Intel
  • Técnico do ano: Danny “zonic” Sørensen (CS:GO)
  • Jogo de Esports do ano: League of Legends
  • Personalidade do ano: Matthew “Nadeshot” Haag
  • Site de Cobertura de Esports do ano: Dexerto
  • Time do ano: G2 – League of Legends
  • Criador de Conteúdo do ano: Craig “Mini Ladd” Thompson
  • Jogador de PC do ano: Kyle “Bugha” Giersdorf (Fortnite)
  • Jogador de Console do ano: Dominique “SonicFox” McLean (Fighting Games)
  • Organização de Esports do ano: Team Liquid
Continue Reading

e-Sports

Desafio UniLol – Final eletrizante no estúdio da Riot Games

O #DellNoUniLoL foi realizado no estúdio da Riot Games, casa do CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends).

André Gimenes

Published

on

Na tarde do domingo (17) aconteceu a Grande Final do Desafio UniLol entre Minerva UFRJ e UFABC Storm.

Uma série disputadíssima entre as duas Equipes com um Placar de 3 a 1 para a Storm, mas não pense que foi tão fácil, Closer teve um papel fundamental no 1º Jogo fazendo Ganks precisos e o Matzera brilhando com seu Veigar ApCarry no Bot e um destaque para as ótimas chamadas de Lutas em conjunto extraindo 100% do Potencial da Composição.

Porém no segundo jogo Pombo brilhou com sua Nidalee e fez o jogo tomar um Ritmo totalmente diferente do primeiro jogo ele, Frozenfrost também com seu bom posicionamento morreu apenas 1 vez na 2º Partida e destaque para o ótimo controle de Sentinelas por parte do Puporr4uga.

No 3º jogo da série a Storm se transformou em um carreto passando por cima sem notar a presença da Minerva, Raposa e Matzera se posicionando muito bem e entrando com precisão nas lutas e Closer com um domínio de todos os Dragões da Partida, o Time da Minerva só fez foi anotar a Placa.

A Minerva veio para o 4º jogo da série aparentemente abalados com o carreto do 3º jogo e foi novamente o caminhão passando por cima, o Gangplank do Sidera simplesmente gigantesco e o ótimo controle de visão do Closer juntamente com a mecânica em dia do time fez ser uma vitória suave e sem muito esforço pra cima da Minerva, assim conquistando o seu titulo de TRI-Campeão da UniLoL!

Na Coletiva com a Storm fiz algumas perguntas especificamente para o Closer e para o Matzera.

“O pick de Veigar foi algo trabalhado ou de última hora que você pensou em utilizar devido ao Baixo Desempenho com os AdCarrys convencionais nos jogos de Sábado? E o que você acha que faltou para a rota ser tranquila como a de hoje? “ – André

“O Veigar foi algo que percebemos que seria jogado em Bloco e encaixaria muito bem contra eles e sim era para termos treinado muito porém nunca tinha jogado com esse Boneco mas a gente encaixou muito bem ele e deu muito bom!

E sobre o jogo de ontem a gente tomou muitos ganks e demos muitos vacilos e fomos punidos por isso” – Matzera.

“O que você acha que aconteceu no 1º jogo que você impôs um ritmo super acelerado gankando rapidamente Bot e Mid e tendo controle dos Dois arrongueijos, e depois por 1 morte, por usar o Q antes perdeu toda essa vantagem? Vc poderia ter criado um snowball mais poderoso em cima dela?” – André.

“Cara eu acho que sim, eu vacilei bastante nessa jogada mas ela ainda foi boa por que tiramos o Flash do Beckham, eu poderia sim ter dado mais vantagem as lanes pois Jarvan não é um campeão que necessita de tantos recursos para entrar no jogo e esse Match Up Jarvan tem sempre como encontrar essas lutas com a Sejuani e assim criar Fights e ter sempre a pressão em cima dela” – Closer.

Desafio UniLol foi realizado no estúdio da Riot Games, casa do CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends).

Continue Reading

e-Sports

Corinthians é campeão da Free Fire World Series

O jogador Nobru, do Corinthians, foi eleito o MVP (Most Valuable Player) da Free Fire World Series, com 12 abates.

Juliana Revoredo

Published

on

O Corinthians foi campeão da Free Fire World Series (FFWS), o Mundial de Free Fire, que aconteceu neste sábado (16) na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro.

Formada por Japa, FIXA, PIRES, Levelup007 e Nobru, a equipe do Corinthians marcou 2.300 pontos e levou para casa US$ 200 mil. O 2º lugar ficou com a Sbornaya ChR (Rússia) e a 3º posição com Illuminate (Tailândia). Eles levam US$ 80 mil dólares e US$ 40 mil, respectivamente.

O jogador Nobru, do Corinthians, foi eleito o MVP (Most Valuable Player) da Free Fire World Series, com 12 abates.

O show de abertura do Mundial contou com a participação de celebridades, como MC Jottapê, Mano Brown e Alok, um dos principais DJs do mundo.

Pela primeira vez no Brasil, a FFWS reuniu os 12 melhores times de Free Fire do mundo. A última edição da Free Fire World Series foi realizada na Tailândia, em abril, com premiação total de US$ 100 mil (cerca de R$ 380 mil). Desta vez, os combatentes disputaram a premiação de US$ 400 mil. Corinthians e LOUD foram as equipes que representaram o Brasil na competição. No Twitter, a hashtag #MundialFF figurou no topo dos principais assuntos da rede.

Veja a classificação final da Free Fire World Series:
 1 – Corinthians (2.300 pontos)
2 – Sbornaya ChR (2.190 pontos)
3 – Illuminate (2.020 pontos)
4 – LGDS (1.695 pontos)
5 – Infinity eSports Mobile (1.580 pontos)
6 – Team Flash (1.455 pontos)
7 – Arctic Gaming (1.200 pontos)
8 – Dranix eSports (805 pontos)
9 – LOUD (790 pontos)
10 – Infinity_YT (765 pontos)
11 – Nawabzade (630 pontos)
12 – Samurai Team (490 pontos)

Clique aqui para acessar fotos da Free Fire World Series e Free Fire Pro League 3.

Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido