Connect with us
cblol tay 2020 cblol tay 2020

e-Sports

CBLoL 20 | Tay comenta sobre “sorte” que levou ao penta da INTZ

“A sensação de ganhar é sempre boa. É até engraçado pra gente, porque sempre que chegamos na final, somos desacreditados” dispara Tay.

Alexia Menezes

Published

on

Após a vitória da INTZ na final do CBLoL contra a paiN Gaming que aconteceu neste sábado (5), os intrépidos comentaram em entrevista coletiva, sobre a “sorte” que sempre os leva para a vitória, sendo o primeiro time brasileiro a conquistar o CBLoL cinco vezes. Confira a conversa com a equipe e organização:

Redbertt, em 2017 você foi “carrasco” da paiN quando jogava pela Team One e hoje você teve a chance de ser o “carrasco novamente”, tendo recebido até mesmo o MVP da série. Queria saber como é pra você?

Eu não acho que eu seja o “carrasco” da paiN (muitas risadas e todos do time falando que é sim) porque é a segunda vez que a gente se encontra em uma final, acho que é muito mais a preparação do time em si que faz os times que joguei contra eles serem superiores, porque pela fase regular a gente perdeu os 3 jogos, então eu não sei se seria porque é bem difícil jogar contra eles, eles foram superiores a nós na fase regular, mas foi a preparação para a final em si que acabou sendo superior mesmo.

A campanha do MSI 2019 ficou bastante marcada negativamente na história da organização pela derrota para a MEGA e até hoje vocês devem escutar comentários sobre isso nas redes sociais, então agora que vocês estão indo para o Mundial, mais uma campanha internacional e segundo Mundial do Micão na carreira, vocês sentem que existe um estigma sobre a INTZ por causa daquela campanha de 2019?

Eu acho que nem é só com a gente, independente de quem fosse representar o Brasil lá fora sofreria com isso. Talvez seja um pouco mais elevado com a gente, por causa dessa campanha, mas eu acho que o torcedor brasileiro ta desacreditado da campanha internacional do Brasil, porque não temos uma campanha boa la fora tem muito tempo, então todas as outras regiões menores estão mostrando resultados melhores e a gente sempre pior, então eu acho que é mais esse quesito do torcedor não ter fé nos representantes brasileiros.

Gostaria de saber sobre o psicológico do time. Durante todos os jogos, deus pra ver que vocês estavam no controle das ações, vocês sabiam o que fazer e não deixavam o emocional tomar conta. Como vocês se prepararam, para jogarem uma final tão decisiva contra a paiN, sabendo toda a carga do CBLoL e de todas as dificuldades?

A nossa preparação pra esta final foi tão dedicada e esforçada quanto as outras duas, o que teve de incomum, em todas as finais jogamos contra o brTT, então todos os jogos eles vinham com muito poder na botlane então a gente sabe lidar com isso e nossa preparação psicológica pra MD5 foi uma das melhores, a gente nunca se abala e se a gente se abala, reseta para o próximo game e é isso que faz da gente um time especial, porque a gente não tem medo de executar o que tem que ser executado e a gente faz o que tem de ser feito.

Este ano tivemos um CBLoL bastante atípico por causa da pandemia. Gostaria de saber se esse campeonato remoto afetou de alguma forma o preparo dos jogadores e como isso influenciou vocês?

Afetou bastante e não só para o nosso time, nos especificamente decidimos não manter ninguém da equipe junto justamente para proteger a saúde de todos e da família de todos, então assim que estourou a pandemia no começo de março a gente já combinou com todo mundo, construímos um setup na casa de cada um para poder jogar e assim a gente se manteve o ano inteiro. É um pouco mais difícil de se preparar quando não tem o olho a olho, quando não tem a comunicação direta e o fator humano, mas acho que quando todo mundo decide ser super maduro e sacrificar o conforto para poder fazer acontecer, é neste momento que se cria a diferença. Então não precisamos forçar ninguém a se reunir para termos bons treinos e bons resultados.

Tay, qual foi a sensação de ganhar não só do favorito entre os torcedores mas também daquele que se dizia ser o favorito para se destacar no mundial?

A sensação de ganhar é sempre boa. É até engraçado pra gente, porque sempre que chegamos na final, somos desacreditados. Então pra gente é sempre uma sensação muito boa, porque provamos que os outros estão errados.

O que vocês acham dessa fama de “Underdog” (subestimados) e quando chega a final, não importa o hype do oponente, vocês vão lá e ganham?

Os caras sempre falam que é sorte que a gente está aqu, mas parece que é uma sorte que nunca acaba porque a gente sempre volta e sempre ganha, a gente ta sempre jogando bem, e por mim Tay, não me importo se não quiserem acreditar na gente, nós vamos acreditar em nós mesmos.

Queria saber sobre o treino com a Team Liquid no NA, de onde veio a ideia, como surgiu esse contato e agora, como a Liquid perdeu, tem uma chance de vocês jogarem contra eles lá fora. O que vocês esperam?

Sim, conseguimos um treino com eles esta semana, foi bem legal da parte deles. Eles deram uma boa oportunidade pra gente e eu espero que tenhamos dado um bom treino para eles. Fico triste em saber que eles acabaram perdendo na ultima dividida e de fato, se a gente acabar não se enfrentando, que a gente consiga treinar mais junto, os dois times podem ganhar muito com isso e eles já são parceiros nossos de treino desde o MSI e a gente tem uma boa relação.

Imagem: Bruno Alvares/ Riot Games

A INTZ representará o Brasil no Campeonato Mundial de League of Legends, que será realizado em Xangai, na China, entre 25 de setembro e 31 de outubro.

Advertisement
Comments

e-Sports

LoL | Bjergsen anuncia aposentadoria

Bjergsen, após 9 anos de carreira e 7 anos de TSM, se aposenta como jogador e vira técnico da equipe.

Avatar

Published

on

Bjergsen

Bjergsen, um dos principais jogadores do cenários internacional de LoL e da história da Team SoloMid, anuncia neste sábado (24), sua aposentadoria após 9 anos de carreira.

É isso mesmo que você leu. A partir do ano que vem, o “Bjerfeson” não pisará mais competitivamente em summoner ‘s rift. Pelo menos não como jogador profissional. Agora, o ex-jogador assume a função de técnico principal da equipe.

O anúncio foi feito em um vídeo de 4:41 de duração, no qual o jogador conta um pouco sobre sua história no jogo e o que esses anos de carreira significaram para ele.

O jogador comenta sobre ser muito grato a tudo que o League of Legends proporcionou a ele, e que quando começou a jogar era um garoto depressivo, e que o jogo era um escape das coisas difíceis pelas quais estava passando na escola, e que a pessoa que se tornou hoje é graças a esse emprego.

Bjergsen ainda comenta que essa era uma decisão na qual ele já estava pensando há muito tempo, principalmente ao longo desse ano, e que não estava relacionada com o desempenho da equipe no mundial, no qual a TSM se despediu sem conseguir vitórias.

Ao longo do vídeo, ele comenta que sendo um jogador em posição de liderança, ele já fazia o trabalho similar ao de um técnico enquanto jogava, então esse já era um projeto paralelo que ele tinha, e que não é como se ele tivesse se aposentado, e sim mudado de posição dentro da equipe.

Bjergsen começou sua carreira na Europa em 2012 na equipe do Western Wolves, equipe pela qual ficou apenas 1 mês e 18 dias antes de ir para a Team-LDLC, time que ficou por tempo similar. Após isso, o jogador foi para a Copenhagen Wolves, ficando por cerca de 6 meses e 13 dias. Por fim, antes de encerrar sua passagem na Europa, o jogador foi para a Ninja in Pyjamas, time pelo qual ficou por mais 5 meses e 11 dias.

O jogador então foi para o NA disputar a LCS e jogar pela Team SoloMid, passando a ser jogador da equipe em Novembro de 2013, se tornando então O Bjergsen da TSM, conquistando 6 títulos da LCS, participando 5 vezes do Worlds e 2 vezes do Mid Season Invitational.

Bjergsen, após 9 anos de carreira e 7 anos de Team SoloMid, se aposenta como jogador e vira técnico da equipe.

Continue Reading

e-Sports

World of Warcraft | Conheça a experiência para novos jogadores

Algumas novidades de Shadowlands já estão funcionando agora no pré-patch.

Avatar

Published

on

wow

A expansão das Terras Sombrias se aproxima, a expansão de Battle for Azeroth está inclusa agora na assinatura básica do jogo. Algumas novidades de Shadowlands já estão funcionando agora no pré-patch.

O Rincão do Exílio é uma área nova e comum para todas as raças e classes, o jogador novo irá fazer seus primeiros 10 níveis. A ilha serve como uma espécie de tutorial, mas não só isso, além de ensinar os novos jogadores os comandos básicos e navegação pelo mundo, ao final da experiência o jogador é colocado para enfrentar uma masmorra e treiná-lo para as próximas no futuro.

É claro, os jogadores mais antigos não precisam passar pelo tutorial se não quiserem.

O método de upgrade de cada raça ainda existe e pode ser jogado para quem não tiver paciência para o Rincão do Exílio.

Shadowlands será lançado até o fim do ano segundo a Blizzard.

Continue Reading

e-Sports

Hearthstone | Nova expansão é revelada

Nova expansão de Hearthstone ainda terá um novo modo de jogo.

Avatar

Published

on

wow

Uma nova expansão de Hearthstone está para sair, a Expansão intitulada como Delírios de Negraluna chega em novembro e tem como temática o retorno dos Deuses Antigos na Feira de Negraluna.

A Feira de Negraluna é uma localização em World of Warcraft em que os jogadores podem visitar por uma semana no começo de cada mês, nesta feira existem jogos e brincadeiras em que os jogadores podem ganhar prêmios. 

A expansão virá com 135 cards novos e o retorno da temática dos Deuses Antigos, que foi uma expansão em 2016. Confira o trailer cinemático de Delírios em Negraluna abaixo:

Delírios de Negraluna estará disponível em 17 de novembro em todo o mundo.

Continue Reading

Parceiros Editorias