Connect with us

CCXP 2018

CCXP 2018 – O melhor do sábado: Painel da Disney

O painel da Disney teve os bastidores da criação de Wi-Fi Ralph, M. Night Shyamalan falando sobre Vidro e AURORA cantando “Baby Mine” de Dumbo.

Beatriz Souza

Published

on

A CCXP 2018 aconteceu entre os dias 6 e 9 de dezembro, mas o sábado dia 8 foi, sem duvidas, o dia mais épico!

Para muitos, incluindo a escritora que vos fala, a emoção começou na madrugada, chegando às 01:00 da manhã para a fila que já tinha começado às 21h do dia anterior.

O sábado na CCXP é sempre o mais esperado, por isso o dia que esgota primeiro, e tudo porque é quando as melhores atrações estão previstas para acontecer.

Esse ano, o Auditório Cinemark recebeu painéis dos estúdios Disney, Marvel, Sony e Netflix.

O painel da Disney começou com a pré-estreia de Wi-Fi Ralph, que chega aos cinemas brasileiros dia 3 de janeiro. Em seguida, os diretores do filme, Rich Moore e Phil Johnston, subiram ao palco para falar sobre os bastidores do filme.

O enredo do filme começou a ser pensado em 2014 e os diretores contaram como foi o processo para animar o que é a internet. O filme lembra das conexões discadas e aborda o que a internet se tornou nos dias de hoje.

No filme, temos a representação dos sites e servidores, e dos usuários da internet. Os personagens usuários tem a movimentação de acordo com o movimento do mouse, que contrasta com o formato da animação dos personagens principais. Além disso, a personagem Yesss foi muito trabalhada para parecer descolada, por isso tem várias trocas de roupa e diferentes penteados.

Depois de Wifi Ralph, foi a vez de homenagear o Mickey pelos seus 90 anos. A nova produção das animações do Mickey falou bastante sobre os processos de criação dos desenhos e do curta que se passa no Rio de Janeiro.

O diretor M. Night Shyamalan esteve presente para falar sobre sua nova produção Vidro, continuação de Corpo Fechado (2000) e Fragmentado (2016), que estreia dia 18 de janeiro.

Shyamalan falou sobre o início de sua carreira, que seus primeiros filmes foram um fracasso e não foram vistos por ninguém. Mas foi isso que o fez continuar e então escreveu o roteiro de Sexto Sentido, aos 25 anos.

Há 18 anos ele escreveu Corpo Fechado e fez o personagem David Dunn pensando em Bruce Willis, que hoje o interpreta. A ideia original era que Corpo Fechado contasse a história dos 3 filmes, mas por conta de cortes no orçamento e revisões do roteiro, se tornou uma trilogia.

Foi mostrada uma cena do que foi o primeiro filme de heróis antes de X-Men. O diretor contou que, na época, a Disney não achou comercial. E que foram os fãs que mudaram a forma de fazer filmes atualmente.

Outra cena foi exibida, em que o filho de David Dunn acredita que o pai é um super-herói e quer atirar nele para provar que não se machucaria.

Shyamalan contou que gravar a cena foi desafiadora, não só por ela ter poucos cortes, mas porque ele tinha uma ideia na mente e queria que saísse de forma que os espectadores sentissem a tensão dos três personagens presentes. Então, ficava repetindo para o operador de câmera que não estava saindo do jeito certo e o operador acabou deixando o set e se demitiu. Shyamalan precisou ir atrás dele para se desculpar e pedir que ele terminasse a gravação.

Sobre a escalação de James McAvoy, Shyamalan confessou que é como um sonho encontrar um ator que represente tão bem o personagem que ele idealizou.

Após Vidro, foi a vez dos próximos filmes em Live Action da Disney. Rei Leão, Dumbo e O Retorno de Mary Poppins tiveram trailers e cenas exclusivas exibidas.

Encerrando o painel, a cantora Aurora fez uma aparição surpresa para apresentar a canção “Baby Mine“, que toca no trailer de Dumbo, do diretor Tim Burton.

Comments