Connect with us

cinema

CCXP 2019 – Aves de Rapina estarão no evento e filme pode ser exibido

As estrelas Margot Robbie, Mary Elizabeth Winstead, Jurnee Smollet-Bell, Rosie Perez, Ella Jay Basco e a diretora Cathy Yan.

Avatar

Published

on

A anti-heroína favorita dos fãs da DC promete aprontar muitas surpresas no primeiro dia da CCXP19. E ela não estará sozinha. A atriz Margot Robbie, que no cinema dá vida à personagem Arlequina, vai se juntar à Cassandra Cain, interpretada por Ella Jay Basco, e às Aves de Rapina – Mary Elizabeth Winstead (Caçadora), Jurnee Smollet-Bell (Canário Negro) e Rosie Perez (Renee Montoya) – para um painel sobre o longa “Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa)”, que contará ainda com a diretora Cathy Yan. Promovido pela Warner Bros. Pictures, o encontro acontece na quinta-feira (5), no Auditório Cinemark XD.

O público poderá acompanhar de perto o bate-papo do elenco, além de ter acesso a cenas inéditas do filme – que une pela primeira vez as personagens no longa repleto de ação. A Arlequina rouba a cena aonde quer que vá. Junto com sua gangue, as meninas estão preparadas para subir ao palco e dar aos fãs um gostinho do que está por vir quando o filme chegar aos cinemas em fevereiro de 2020. A CCXP19, maior festival de cultura pop do planeta, acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.

“Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa)”, da Warner Bros. Pictures, Margot Robbie (“Eu, Tonya”) retorna como Arlequina, ao lado de Mary Elizabeth Winstead (“10 Cloverfield Lane”, “Fargo”) como Caçadora; Jurnee Smollett-Bell (série da HBO “True Blood”) como Canário Negro; Rosie Perez (“Fearless”, “A Escolha Perfeita 2”) como Renee Montoya; Chris Messina (“Argo”, “Objetos Cortantes”) como Victor Zsasz; e Ewan McGregor (em breve em “Doutor Sono” e nos filmes da franquia “Trainspotting”) como Roman Sionis. A novata Ella Jay Basco também estrela como Cassandra “Cass” Cain em seu primeiro filme.

Dirigido por Cathy Yan (“Dead Pigs”) a partir do roteiro de Christina Hodson (“Bumblebee”), o filme é baseado nos personagens da DC. Robbie também produz o longa ao lado de Bryan Unkeless e Sue Kroll. Os produtores executivos são Walter Hamada, Galen Vaisman, Geoff Johns, David Ayer e Hans Ritter.

Junto com Yan nos bastidores está o time criativo composto pelo diretor de fotografia Matthew Libatique (“Nasce Uma Estrela”, “Venom”); o designer de produção K.K. Barrett (“Ela”); os editores Jay Cassidy (“Trapaça”, “O Lado Bom da Vida”) e Evan Schiff (“John Wick Capítulos 2 e 3”); e a figurinista Erin Benach (“Nasce Uma Estrela”). A música é de Daniel Pemberton (“Homem-Aranha: No Aranhaverso”).

Warner Bros. Pictures apresenta uma produção de LuckyChap/Clubhouse Production e de Kroll & Co. Entertainment, “Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa)”.  Previsto para estrear em 6 fevereiro de 2020, o filme é distribuído pela Warner Bros. Pictures.

Advertisement
Comments

cinema

Henry Cavill oficialmente volta em mais filmes como Superman

Henry Cavill esta voltando como Superman

Avatar

Published

on

By

Henry Cavill mais uma vez vestirá a capa vermelha do Superman para a DC Films. 

O site comicbook acaba de confirmar a informação. 

Dois anos depois de deixar o papel, Henry Cavill vai para retratar Clark Kent / Superman em filmes baseados na DC Comics diz o site.

A extensão do retorno de Cavill ao papel – seja apenas para o trabalho adicional a ser feito para o próximo “Snyder Cut” de “Liga da Justiça” ou para aparições em filmes futuros – não foi divulgada. Porem a Variety relata que Esquadrão Suicida, Aquaman 2 e até mesmo The Batman pode ter o Superman incluso.

O ator britânico apareceu pela primeira vez como super-herói em 2013, “Homen de Aço”, seguido em 2016 por “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” e em 2017 por “Liga da Justiça”. Ele estava programado para novas aparições nos filmes da DC Comics, incluindo uma participação especial em “Shazam!” mas foi abruptamente dispensado do trabalho no final do verão de 2018.

Na época, especialistas disseram que a Warner Bros estava repensando sua estratégia para os filmes da DC Comics, afastando-se da abordagem do universo compartilhado e buscando filmes independentes. E, de fato, apenas alguns meses após a saída de Cavill, o mesmo aconteceu com Ben Affleck, o ator de Batman, e o planejado “The Batman” foi reformulado para se concentrar em uma versão mais jovem do personagem interpretado por Robert Pattison.

No entanto tudo isso mudou quando novos executivos entraram na Warner, agora sob a tutela da AT&T (que adquiriu o imperio de mídia em uma transação milionária), e na semana passada foi anunciada a tão sonhada Snyder Cut, e agora o retorno de Henry Cavill sentencia a retomada do DCEU nos cinemas.

Nada foi dito até então sobre algum retorno de Ben Affleck ao papel de Batman e também nenhuma confirmação sobre Homen de Aço 2.

Liga da Justiça: Snyder Cut estreia em 2021 na HBO Max.

Continue Reading

cinema

Liga da Justiça: Snyder Cut | Filme vai custar mais do que US$ 30 milhões

Também foi revelado que as séries da DC na HBO Max terá o orçamento de filmes.

Avatar

Published

on

By

Bob Greenblatt, presidente da WarnerMedia, falou recentemente sobre o serviço da HBO Max e suas novidades em um podcast do iTunes.  Durante a entrevista, o executivo não deixou de fora informações sobre a nova versão de Liga da Justiça, assim como as futuras séries da Liga da Justiça Sombria e da Tropa dos Lanternas Verdes.

Liga da Justiça: Snyder Cut

Bob disse que não havia um plano inicial para lançar o novo corte do longa da DC Comics, com as conversas sobre a produção só ocorrendo no final de 2019. Ele também disse que esta edição especial da Liga da Justiça terá um orçamento acima dos 30 milhões de dólares, ditos inicialmente pela imprensa. Nas palavras de Greenblatt, ele “ficaria feliz se ficasse apenas em 30 milhões”. Ele não revelou maiores detalhes sobre o assunto.

Liga da Justiça Sombria e Tropa dos Lanternas Verdes 

Bob diz que as séries Tropa dos Lanternas Verdes e Liga da Justiça Sombria (esta última liderada pela produtora de J.J. Abrams, de Star Wars: A Ascensão Skywalker) terão valores semelhantes aos de filmes, caso de recentes produções da HBO como Westworld e Game of Thrones.

Ainda não está claro qual será a forma de como será exibida o projeto. Para finalizar a visão do diretor, o estúdio entregou cerca de US$20-30 milhões para que pudesse trazer de volta o elenco original e assim gravar novas linhas de diálogo. Além disso, a produção pode chegar tanto em uma versão de longa-metragem ou então no formato de uma minissérie em seis partes.

Afastado do filme por conta do suicídio da sua filha, Zack e sua esposa Deborah Snyder – que também produziu o longa – não chegaram a finalizar totalmente o projeto. Joss Wheldon, diretor de Vingadores e Vingadores: Era de Ultron, foi chamado pela Warner para refilmar boa parte da produção, mudando assim acontecimentos previstos no roteiro original do filme, assim como refazer cenas importantes da trama. Snyder revelou recentemente que jamais viu a versão que saiu para o cinema, sempre dando a entender que gostaria de exibir ao público a sua visão dos heróis.

Liga da Justiça recebeu críticas mistas da mídia especializada na época de seu lançamento, com destaque positivo às atuações de Gal Gadot (Mulher-Maravilha) e Ezra Miller (Flash), as sequências de ação e os efeitos visuais, enquanto que o enredo, a narrativa, o ritmo, o vilão e o excessivo uso de efeitos especiais foram recebidos de forma negativa. Arrecadando mais de US$ 657 milhões mundialmente, sendo assim o décimo quarto longa-metragem de maior bilheteria daquele ano, ficou abaixo das expectativas do estúdio (com perdas estimadas entre US$ 50 e US$ 100 milhões) e é o título de menor receita do então universo estendido da DC Comics no cinema.

Liga da Justiça: Snyder Cut estreia em 2021 na HBO Max.

Continue Reading

cinema

Sequência de Labirinto encontra novo diretor

Scott Derrickson, de Doutor Estranho, assume retorno do clássico de David Bowie.

Avatar

Published

on

Depois de se desligar de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, Scott Derrickson (que dirigiu o primeiro filme do Mago Supremo) encontrou um novo projeto: o diretor assumiu o comando da continuação de Labirinto – A Magia do Tempo, clássico dos anos 80 estrelado por David Bowie Jennifer Connelly (Expresso do Amanhã).

As informações obtidas pelo Deadline dão conta de que Derrickson irá comandar a produção após a saída de Fede Álvarez (A Morte do DemônioO Homem nas Trevas). O roteiro neste momento está sendo reescrito por Maggie Levin (Into the Dark).

No longa de 1986, vemos a adolescente Sarah (Connelly) frustrada por ter de cuidar do irmão caçula enquanto seus pais estão fora e sonha em se livrar da criança, que não para de chorar. Atendendo seu pedido, o Rei dos Duendes (Bowie), personagem de um dos livros de Sarah, ganha vida e sequestra o bebê. Arrependida, a menina terá de enfrentar um labirinto e resgatar o irmão antes da meia-noite para evitar que ele seja transformado em um duende. Veja o trailer do filme original:

A sequência de Labirinto não tem data de lançamento prevista.

Continue Reading

Parceiros Editorias