Connect with us
Jacqueline Cristina

Published

on

Carol Danvers, vulgo Capitã Marvel, tem muitas responsabilidades atualmente, que inclui seu novo papel como o Acusador na saga Empyre. Mas o que mais a Marvel Comics poderia reservar para a heroína?

Em Capitã Marvel #18, Carol recebeu uma grande surpresa ao descobrir que tem uma meia-irmã Kree! Isso mesmo! Os leitores da editora foram apresentados a Lauri-ell, aquela o qual desempenhará uma função importante nesta nova narrativa.

Confira abaixo a prévia divulgada de Capitã Marvel #20, que conta com roteiro de Kelly Thompson e arte de Cory Smith:

Em uma entrevista, Thompson comentou a respeito da estreia de Lauri-ell: “A revelação da mãe de Carol sendo Kree abre oportunidades incríveis para explorar ainda mais as conexões de Carol com eles… e apresentar um membro da família que ela não estava ciente era quase óbvio demais. Mas quando começamos a criar Lauri-ell, meia-irmã de Carol, comecei a ficar genuinamente animada com a personagem e o que ela poderia trazer para Carol e seu mundo. É uma área tão rica para explorar. E então Cory foi e projetou Lauri-ell com esses braços e ombros gigantes e eu acho que estou apaixonada. Espera… Eu disse demais”.

Já Smith contou um pouco sobre sua perspectiva relacionada ao visual da personagem: “Kelly me deu uma grande base para trabalhar na concepção de Lauri-ell, descrevendo-a como um soldado buff construído para o combate; ela seria alta com um torso superior muito muscular, mas de outra forma magra e atlética. Tentei esticar os limites da anatomia o máximo que pude para fazê-la se destacar entre personagens semelhantes, como os Hulks. A ideia era que mesmo que ela nascesse e fosse criada para ser um soldado, Lauri-ell tem um coração muito gentil e doce. Então eu dei a ela uma grande trança em um lado de seu cabelo para tentar refletir esse aspecto de seu caráter. Ela tem uma presença muito forte e imponente no figurino, mas uma espiada debaixo do capacete revela um pouco de comportamento mais suave”.

Capitã Marvel #20 chega dia 19, quarta-feira, as lojas físicas e digitais dos EUA.

Advertisement
Comments

HQs

Nas Profundezas da Loucura | Graphic Novel se inspira em obras do Lovecraft

A campanha no Catarse finalizará dentro de algumas semanas.

Avatar

Published

on

Neste mês do horror, a editora Skript está com uma campanha relâmpago no Catarse da graphic novel intitulada Nas Profundezas da Loucura.

A história narra a história de Alice e seu irmão em um mundo pós apocalíptico, durante os eventos catastróficos e apocalípticos do retorno de Cthulhu de seu sono em R’Lyeh.

A obra, que se inspira nas obras do H. P. Lovecraft, é escrita por Douglas Freitas, com arte de Amaury Filho, capa de Daniel Canedo e pin-ups de diversos desenhistas convidados.

O quadrinho também faz paralelos com a Bíblia e suas profecias sobre os últimos dias: “E eu pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta… E vi subir da Terra outra besta… Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.”, Apocalipse (Capítulo 13, versículos 1, 11 e 18).

Todos os apoiadores terão direito a remessa gratuita de um baralho exclusivo da Skript, para ser usado tanto em jogos tradicionais quanto no modo competitivo.

Confira a prévia abaixo:

Nas Profundezas da Loucura está disponível pelo Catarse até o dia 13 de novembro.

Continue Reading

HQs

DCeased | Um herói pode ter condenado o último refúgio da humanidade

Quem será aquele (a) que colocará a prova, o futuro de todos?

Jacqueline Cristina

Published

on

Os heróis restantes do Universo DC, presentes no título DCeased, tem encarado terríveis tragédias por anos, perdendo na caminhada, muitos companheiros e entes queridos para o Vírus Anti-Vida. Agora, graças a um herói e sua compaixão demasiada, tal mal pode se espalhar ainda mais pelo mundo.

Atenção: Os parágrafos a seguir contêm spoiler.

Desde o retorno a Terra, os poucos heróis sobreviventes no mundo de DCeased têm buscado encontrar uma cura para o vírus altamente contagioso. Logo, passaram a seguir e respeitar as regras e comando de Hera Venenosa, na Selva de Gotham, o qual mostrou ser, admiravelmente eficaz diante daqueles infectados pela praga.  Acima de qualquer instrução, havia apenas uma, primordial para todos, sendo a de resistir a toda e qualquer forma de ataque dos “Blighted-Ones”. Não importa se encontraram a chave para a cura do Vírus Anti-Vida, Hera se recusa a arriscar a vida de todos no refúgio de Gotham, por um único contaminado.

Vale lembrar que na primeira edição de DCeased: Dead Planet, a “nova” Liga da Justiça sofreu um ataque repentino, mas cruel da Mulher-Maravilha contaminada, o qual infelizmente passou o vírus para o Arqueiro Verde. Até o momento, a ameaça do “Arqueiro Verde-Blighted” foi suprimida por Canário Negro, com o Anel do Lanterna Verde que criou uma bolha de proteção ao redor dele. Contudo, Hera se recusa a deixar que o herói entre na Selva de Gotham, forçando assim Dinah a ficar fora da zona segura e de olho no Arqueiro.  

Apesar de a equipe precisar de sua ajuda para missões pelo cosmos, Dinah mantêm cautela quanto a deixar Oliver para trás. Todavia, eis que uma decisão gentil, mais crucial e perigosa de Mary Marvel pode mudar tudo, uma vez que ela promete transportar o Arqueiro Verde para a Torre do Destino, como forma de proteção. Entretanto, tal fato seria escondido de Hera Venenosa, para assim manter o herói a “salvo” até que a Canário Negro retorne da missão.

Como ela mesma fala o “Arqueiro Verde Blighted” consegue ouvir atenciosamente tudo, aparentemente entendendo de que ali haverá uma chance de ataque. Destaca-se que o Vírus Anti-Vida tem controlado a todos, sejam pessoas normais ou super-poderosas, para assim disseminar ao longo do globo a sua praga para os “remanescentes” escondidos em diversos locais, o qual este pode ser o caso de Oliver, que pode tirar vantagem de qualquer aberturar para atacar a todos da Selva de Gotham.  

A previsão de que o vírus se espalhe pelo refúgio protegido pela Hera Venenosa é assustadoramente grande, uma vez que se o Arqueiro infectar o Doutor Destino, não haveria poderio e/ou recursos para detê-los, sem que haja perdas.  Portanto, um simples ato de bondade pode ser a chance que os Blighted aguardavam para reivindicar o planeta, acabando com o pouco que sobra de heróis para defendê-la.

DCeased: Dead Planet #4 já está disponível nas lojas físicas e digitais dos EUA.

Continue Reading

HQs

Future State | Ocorrida uma transformação para dois personagens-chave

Revelado pela DC Comics, mais detalhes de seu novo evento nos quadrinhos para 2021.

Jacqueline Cristina

Published

on

O ano de 2021 começará com o pé direito para a DC Comics, uma vez que lançará um novo evento de dois meses, intitulado DC Future State, em que as histórias ocorrerão no futuro do Universo DC, onde personagens inéditos assumirão os mantos dos famosos super-heróis do mundo, como Batman, Superman, Aquaman e Mulher Maravilha.

Claro que os demais heróis passarão por mudanças significativas, que podem ser boas e/ou ruins, sendo este o caso da Bat Família como um todo, visto que Bruce Wayne será considerado como morto, à medida que um novo Cavaleiro das Trevas tomará seu lugar em uma Gotham City que desaprova vigilantes mascarados. Os fãs mais assíduos dos quadrinhos devem se recordar de Stephanie Brown (Spoiler), e Cassandra Cain (Orfã), que continuarão a lutar em pró da proteção de Gotham, como Batgirls. Isso mesmo! Lembrando que tal transformação já ocorreu na recente narrativa da Guerra do Coringa.

Confira abaixo a ilustração divulgada, que mostra um pouco das alterações dos trajes das heroínas para o evento que virá:

Todavia, Cassandra Cain e Stephanie Brown já tiveram suas passagens como Batgirl, o qual respectivamente, uma foi à sucessora de Barbara Gordon, enquanto a outra apenas a seguia. Infelizmente, o passado de ambas pelo manto da heroína foi apagado no relançamento dos Novos 52, uma vez que Barbara foi restabelecida como a única Batgirl, ao passo que Cassandra e Stephanie foram apresentadas como Orfã e Spoiler, respectivamente.

Desde essa época, a dupla tem trabalhado como membros da Bat Família, apesar de aparecerem apenas quando a situação exige apoio de todos os membros, como ocorreu na Guerra do Coringa, em que o Palhaço Príncipe do Crime arquitetou um ataque completo a Gotham, transformando a cidade em uma zona de guerra. Destaca-se que Batman ficou afastado do combate por um tempo, mas quando retornou, chamou reforços, sendo parte deles, Cassandra e Stephanie, que responderam ao chamado para ajuda-lo, em Batman: A Zona de Guerra do Coringa #1, os quais foram ao encalço de um novo vilão chamado Hench Master.

Quando o objetivo de encontrar um novo bat-sinal não teve sucesso, elas fizeram o inesperado, modificando seus trajes para terem o bat-símbolo em seus peitos, sem pedir autorização a ninguém, obtendo assim o resultado de retornarem como Batgirls, em tudo, menos no nome. Logo, a alguma arte conceitual de Future State, o leitor pode ver que Orfã e Spoiler continuarão a lutar como Batgirls, o qual o “apelido” será utilizado para descrever ambas as personagens, que terão trajes táticos modificados com o emblema do Morcego.

Continue ligado para saber mais novidades deste novo evento que promete grandes novidades para o Universo DC.

Continue Reading

Parceiros Editorias