Connect with us
joaquin phoenix todd phillips best picture joker 2019 film festivals preview final trailer ocyrpc0b4w51nit3l7h734s9rmeb4lgiidrs3gaf3s joaquin phoenix todd phillips best picture joker 2019 film festivals preview final trailer ocyrpc0b4w51nit3l7h734s9rmeb4lgiidrs3gaf3s

Cinema

Crítica 3 – Coringa “Eu não assisti, parecia que estava na cabeça dele”

O filme mostra como é a “realidade” dentro da mente do vilão.

Publicado há

em

Coringa é um filme dirigido, produzido e escrito por Todd Phillips, com co-produção do Bradley Cooper e Emma Tillinger Koskoff. O longa por si só dispensa apresentações, porque além de se tratar de um dos vilões mais famosos do cinema e quadrinhos, é um dos, se não o filme mais esperado do ano.

Apesar das opiniões negativas durante os primeiros meses de sua divulgação, o filme alavancou nas opiniões do público, principalmente depois da divulgação do trailer e por ter recebido vários prêmios em festivais exteriores.

joker trailer

Uma novidade do filme, que causou receio em vários fãs, foi o motivo para o personagem se tornar o famoso vilão. Em vez de se jogar em um tanque com produtos químicos, como em Piada Mortal, o fator que leva a sua insanidade é a própria sociedade. E isso é construído de uma forma quase perfeita, a audiência sente e compreende cada ato do personagem, a cada cena você se vê mais apegado, torcendo para que tudo dê certo, mesmo todos já sabendo o destino de Arthur (Joaquin Phoenix).

A atuação de Phoenix como coringa é um show a parte. A forma como o ator se entrega e entra no personagem é brilhante. Obviamente não devemos comparar sua atuação com a de Heath Ledger, pois, apesar de ser o mesmo personagem, suas características são completamente diferentes. Mas me atrevo a dizer que se trata de uma atuação tão brilhante quanto, ambos se tornam o coringa de corpo e alma.

JokerFeat

A direção de Todd Phillips é algo que me preocupava desde o inicio, pois eu pensava “como alguém que dirigiu todos os Se Beber não Case pode conseguir criar o universo sombrio do Coringa?”. Bem, eu não pude estar mais enganada. Ele não simplesmente criou o universo do Coringa, mas nos fez sentir na pele tudo que o personagem sentia, seus medos, sua raiva, tudo. O roteiro é realmente algo incrível, como ele constrói todos os cenários e ambientes, toda a jornada de Arthur é extremamente bem feita.

A melhor característica do filme é a linha tênue entre a realidade e a loucura. Do início ao fim nós acompanhamos a vida de Arthur Fleck, mas não como audiência, e sim como se todos nós fossemos ele, como se estivéssemos dentro de sua cabeça. Em vários momentos sua verdade é posta em dúvida, nós vemos algo e logo em seguida algum personagem vem e a questiona, nos deixando em uma eterna dúvida quanto a realidade dos fatos.

Por fim, minha única crítica ao filme é a velocidade com que os fatos acontecem, porém sei que é algo necessário para o filme, pois ele retrata uma longa construção de personagem. Apesar disso, a obra como um todo é magnífica e com certeza será um filme que ficará marcado na mente de todos.

Coringa entra em cartaz amanhã, dia 03 de Outubro.

Comments