Connect with us

cinema

CRÍTICA – A Favorita

Um dos maiores filmes da temporada.

Avatar

Published

on

Yorgos Lanthimos conseguiu sair do patamar de diretor de cinema cult e abrir as portas para o grande público com A Favorita.  Apesar da indicação de Melhor Roteiro Original, em 2017, com The Lobster, confessemos, Yorgo Lanthimos não é diretor para qualquer público.

Mais uma vez vemos as atrizes Olivia Colmam e Rachel Weisz trabalhando novamente com o diretor. 

A Favorita é uma obra de arte. A produção, direção de arte, figurino, fotografia, atores, trilha sonora, takes usando lente Olho de Peixe, poucos cortes, o diretor usa muito o plano sequência e, muitas vezes, take usando o plano contra-plongée, quando os personagens são filmados de baixo pra cima. A trilha sonora é parte importante no filme. Ela ajuda o expectador a entrar na cena. Por ser dividido em atos, com nomes nada poéticos, como, Essa Lama Fede, mais todos os pontos técnicos já mencionados, em grande parte do filme tive a sensação de estar no teatro.

O filme trata de amor, poder, política (em segundo plano), ambição, perdas, delírios, prazer e dor. E dentro desse contexto temos a rainha Anne interpretada brilhantemente por Olivia ColmamO Oscar já é dela. Lady Sarah, sua amiga de infância, atual gestora do castelo, vivida por Rachel Weizs e Abigail (Emma Stone), prima falida de Lady Sarah que, após uma vida de privilégios, passa viver à margem da sociedade por conta de um pai viciado em jogos.

A trama se desenvolve bem, como muitos pontos de humor negro e personagens beirando a caricatura e o ridículo – a cena de dança entre Lady Sarah e Mashman, vivido por Joe Alwyn é até bem moderninha, mas de uma maneira mágica, fluida e cadenciada, toda essa ode ao exagero e à  decadência se torna belo e contemplativo.

Gostaria de dizer aqui o quanto fiquei satisfeita e mais admirada com o trabalho de Nicholas Hoult, quem o já viu atuando em outros filmes além de X-Men, sabe que ele é um ator e tanto. Caso não conheçam, fica aqui a dica. O papel de Nicholas é de um opositor à guerra no Parlamento que tenta mudar a opinião da rainha sobre o assunto, pedindo a ajuda de Abigail. Em contra ponto tempo Lady Sarah, apoiadora da guerra e não só a gestora do palácio, mas do Estado de certa maneira.

E assim se faz o plano de fundo de A Favorita. A rainha Anne é o ponto focal de toda essa história. É, sem dúvida, o ponto alto na carreira de Olivia Colmam, excelente, repito, excelente atriz britânica. Ela conseguiu me passar todo o background da rainha. E essa boa construção se dá pelos excelentes roteiros, diálogos, edição e direção. 

Vale a ida ao cinema. Foram duas horas de filmes onde eu consegui experienciar o humor, a tensão,  o carinho, o esplendoroso, o marginalizado, enfim… A Favorita é o tipo de filme que eu classifico como “Bonito de Se Ver”. Impecável e detalhista.

O final, bem… não me levantou nenhum questionamento mas imediatante me veio uma frase do personagem Dream de Sandman:

“O preço que se paga para conseguir o que se quer, é conseguir o que se queria.”

A Favorita estreia dia 24 de janeiro nos cinemas.

A Favorita

9

Nota

9.0/10

Pros

  • Otima direção
  • Elenco afinado
  • Ótimas interpretações.

cinema

Mark Millar compara Bolsonaro a Immortan Joe

Avatar

Published

on

By

O famoso escritor de quadrinhos Mark Millar comparou Bolsonaro a Immortan Joe do filme Mad Max.

O escritor fez a comparação no Twitter:

O personagem de Mad Max interpretado por Hugh Keays-Byrne era machista, trapaceiro, líder de um grupo de fanáticos religiosos e políticos, e possuía liderança com outros líderes da região.

Bolsonaro enfrenta críticas generalizadas no âmbito político e dos profissionais de saúde quando pede o fim do isolamento para que a economia não seja afetada pelo coronavírus.

Mark Millar tem um contrato ativo com a Netflix e também foi o autor de vários quadrinhos de sucesso como Guerra Civil da Marvel.

A Favorita

9

Nota


9.0/10

Pros

  • Otima direção
  • Elenco afinado
  • Ótimas interpretações.


Continue Reading

cinema

Aves de Rapina chega amanhã às plataformas digitais para compra

Daiane de Mário

Published

on

O filme “Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa” estará disponível para a compra digital a partir do dia 26 de março para os assinantes das plataformas Google Play e Apple TV. A chegada do longa-metragem trará ainda mais ação para o catálogo de filmes da Warner Bros. Home Entertainment.

O filme, baseado nas personagens de história em Quadrinhos da DC, foi dirigido por Cathy Yan (“Dead Pigs”) e partindo do roteiro de Christina Hodson (“Bumblebee”).

Além da protagonista Arlequina interpretada por Margot Robbie o filme tem elenco de peso: Mary Elizabeth Winstead (“Rua Cloverfield, 10”) como Caçadora, Jurnee Smollett-Bell (“True Blood”) como Canário Negro, Rosie Perez (“A Escolha Perfeita 2”) como Renee Montoya, Chris Messina (“Argo”) como Victor Zsasz e Ewan McGregor (“Doutor Sono”) como o Super-Vilão da DC Roman Sionis/Máscara Negra. A novata Ella Jay Basco também estrela como Cassandra “Cass” Cain em sua estreia no cinema. A produção é de Robbie, Bryan Unkeless e Sue Kroll.

No dia 02 de abril o longa-metragem também estará disponível para o aluguel digital nas principais plataformas como Claro, Sky e Vivo Play.

A Favorita

9

Nota

9.0/10

Pros

  • Otima direção
  • Elenco afinado
  • Ótimas interpretações.
Continue Reading

cinema

Mulher-Maravilha 1984 tem sua estreia adiada nos cinemas

Daiane de Mário

Published

on

A Warner Bros. Pictures anuncia a nova data de estreia do aguardado longa Mulher-Maravilha 1984, que chega aos cinemas do Brasil no dia 13 de agosto. A diretora Patty Jenkins e a protagonista Gal Gadot divulgaram a data em suas redes sociais, juntamente com nova arte do filme:

Sobre o filme:
Avançando para a década de 1980, a próxima aventura da Mulher-Maravilha nos cinemas a coloca frente a dois novos inimigos: Max Lord e Mulher-Leopardo.

Com a diretora Patty Jenkins de volta ao comando e Gal Gadot no papel-título, Mulher-Maravilha 1984, da Warner Bros. Pictures, é a sequência da estreia da super-heroína da DC como protagonista nas telas de cinema com o filme “Mulher-Maravilha”, que em 2017 quebrou recordes e arrecadou US﹩ 822 milhões nas bilheterias mundiais. O filme também tem em seu elenco Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Gal Gadot e Stephen Jones produzem o filme. Rebecca Steel Roven Oakley, Richard Suckle, Marianne Jenkins, Geoff Johns, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Wesley Coller são os produtores-executivos.

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Atlas Entertainment/Stone Quarry, um filme de Patty Jenkins, Mulher-Maravilha 1984.

Mulher-Maravilha 1984 chega aos cinemas do Brasil no dia 13 de agosto

A Favorita

9

Nota

9.0/10

Pros

  • Otima direção
  • Elenco afinado
  • Ótimas interpretações.
Continue Reading

Parceiros Editorias