Connect with us
a lenda de candyman a lenda de candyman

Cinema

Crítica | A Lenda de Candyman “Jordan Peele deixa a sua marca”

A fotografia de A Lenda de Candyman é incrível, tanto em cenas externas quanto durante os assassinatos.

Publicado há

em

Um filme de terror contemporâneo

A Lenda de Candyman, escrito e dirigido por Nia DaCosta e produzido por Jordan Peele, é um conto de terror moderno, baseado na obra de Clive Barker, com todos os pontos fortes de um thriller de suspense e uma boa dose de realismo.

O longa conta a história de como uma lenda urbana de Cabrini Green, em Chicago, muda a vida do casal Anthony McCoy (Yahya Abdul-Mateen II) e Brianna Cartwright (Teyonah Parris) de maneira sobrenatural.

O elenco traz também Colman Domingo como William Burke, um ex-morador de Cabrini que viu pessoalmente o Candyman e sobreviveu para contar a história.

a lenda de candyman 2

O filme conta também como o preconceito e a violência policial pode ser mais amedrontador do que a existência de um serial killer sobrenatural, fazendo um paralelo com a realidade de milhares de negros nos Estados Unidos. A direção de Nia DaCosta nos entrega uma trama muito realista, apesar do tema sobrenatural e como as pessoas lidam com o medo diário, um terror real. 

Peele é bastante conhecido por “Corra” e “Nós”, filmes que apontam temáticas sobre a população negra americana e o preconceito social envolvido e neste filme ele também deixa sua marca. Toda a trama é muito bem contada, fazendo com que toda a tensão do filme seja sentida pelos espectadores, acompanhada pela trilha sonora impecável.

A fotografia de A Lenda de Candyman é incrível, tanto em cenas externas quanto durante os assassinatos, que não são tão visuais quanto de costume para filmes de slashers, mas têm um visual muito violento mesmo assim.

O filme é um ótimo exemplar de terror contemporâneo, com personagens bastante verossímeis e situações que nos mostram como seriam pessoas reais vivendo em um filme de serial killer.

A Lenda de Candyman estreia dia 26 de agosto nos cinemas.

Comments