Connect with us

cinema

Crítica – A Música da Minha Vida “A música é o ponto alto do filme.”

Apesar de ser um filme simples nos quesitos técnicos, seu roteiro é ótimo

Isadora Meneses

Published

on

O filme A Música da Minha Vida é dirigido pela Gurinder Chadha e conta sobre a vida de um garoto paquistanês, Javed, que mora em Londres no ano de 1987 com sua família super tradicional aos costumes do antigo país. Um dia, um amigo lhe apresenta as músicas do Bruce Springsteen e Javed começa a questionar sua vida e viver ela de acordo com suas letras.

A música por si só é um ponto do alto do filme. Toda a história do personagem, seu desenvolvimento e suas decisões são narradas pelas canções. O modo como a diretora trás as letras para o público, colocando frases na tela, ou projetando-as na parede, faz com que todos nós prestemos mais atenção à aquilo que está sendo dito.

Viveik Kalra (Javed) entrega uma atuação divina para o filme. As emoções do protagonista são palpáveis. Tudo que ele sente, o público consegue sentir também. Logo que o filme começa, você já se vê apegado ao personagem e torcendo para que tudo dê certo.

Apesar de ser um filme simples nos quesitos técnicos, seu roteiro é ótimo. Todos os personagens e suas motivações são muito bem construídas. O diferencial do filme para mim é que, apesar do personagem principal ser apaixonado pelo Chefe (Springsteen), sua motivação não é ser cantor, nem ser famoso. Seu principal desejo é se tornar escritor e poder sair da pequena cidade onde mora para fazer faculdade.

Não é um filme muito elaborado, mas com certeza vai divertir o público.

O longa estreia dia 19 de Setembro.

A Música da Minha Vidas

7.8

7.8/10

Pros

  • Música
  • Atuação do Protagonista
  • Roteiro

Cons

  • Simples
Comments

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido