Connect with us

cinema

Crítica – Bad Boys para sempre “Mais humor, menos ação”

Ele não se eleva comparado aos outros, mas é um bom filme pra se ver, matar a saudade e ficar com a música na cabeça.

Avatar

Published

on

Bad boys, é uma franquia que marcou gerações apaixonadas por ação policial, protagonistas bem humorados e talentosos. Em 1995, seu primeiro filme apresentou Marcus Burnett (Martin Lawrence) e Mike Lowrey (Will Smith) dois policiais do departamento de polícia de Miami que juntos, tentam combater o crime com muitas cenas carregadas de briga, confusão e heroína.

Em seu segundo filme, os policiais conseguiram superar seu antecessor com um orçamento que passou dos 23 milhões de dólares, duplicando o cachê dos astros e caracterizando um filme com um enredo cheio de sequências de ações extraordinárias, como aquela em que 15 carros são arremessados de uma jamanta nos heróis, inclusive um barco, com muita explosão e dezenas de outras colisões, tudo isso em uma ponte.

Com a direção de dil El Arbi e Bilall Fallah e roteiro de Joe Carnahan e Chris Bremner, desta vez, na sequência  de “Bad boys para sempre” os detetives do departamento de narcóticos de Miami, estão envolvido em mais uma investigação com uma conspiração mortal envolvendo um dos agentes, nosso querido Mike Lowrey.

O filme se inicia mostrando a trajetória dos agentes e como suas escolhas os transformaram e impactaram suas vidas, fazendo serem o que são. Mike, continua apaixonado por sua vida e  seus carros, enfatizando que em todos os filmes ele está com um Porsche novo, seu modelo favorito de carro, carregado de velocidade e adrenalina. E Lowrey continua apaixonado por sua família e filhos, buscando somente um descanso e paz longe da violência e adrenalina policial.

As cenas da franquia conservam o humor encontrados nos enredos anteriores. Smith e Lawrence voltam para esses personagens facilmente e mostram como o tempo passa pra todos,  na verdade, mesmo após tantos anos, a parceria e companheirismo fica bem evidente nas cenas e como sempre, Lawrence permanece um resmungão e tagarela, e Mike carrega sua fiel personalidade, embora desta vez seja mais amena. A relação dos dois continua ainda mais divertida do que antes e é justamente essas brigas e conflitos comediantes que salva boa parte do filme.

Mais humor, menos ação

Comparado com os filmes anteriores este apresenta menos cenas de ação, e bem menos empolgantes. É evidente que Lawrence esta fora de forma e Smith acaba fazendo quase todas as poucas cenas que envolve força e movimentos extremos que existem nesse gênero de filme. Apesar disso, as cenas são boas, se não forem comparadas com os filmes anteriores, claro.

É empolgante ver os dois atuando, afinal, são grandes atores que conseguem entrar no personagem de forma única, mas eles não tentam elevar o nível nessa nova sequência, então é melhor não criar muitas expectativas.

O enredo é carregado de conflitos entre relações, e é neste contexto que algumas verdades surpreendentes sobre Mike são reveladas, além de uma inestimável perda para os agentes.

Novos agentes

Para auxilio nessa nova jornada o enredo inclui os novos agentes interpretados por: Paola nuñes, Charles Melton, Alexander Ludwig, e Vanessa Hudgens. Uma das coisas emocionantes foi ter uma nova visão de Hudgens, fora da bolha de personagens de comédia romântica e Disney, sinceramente, sua atuação em filmes de ação é bem melhor do que nos de romance.

A nova equipe parece ter sido colocada justamente para auxiliar os personagens que já parecem bem cansados com sua longa jornada, principalmente Lawrence que esta fora de forma e não parece mais conseguir atuar com tantas cenas de ação. 

O filme também mostra um novo romance para Mike e tem uma reviravolta inesperada, o que não se via nos filmes anteriores. Ele não se eleva comparado aos outros, mas é um bom filme pra se ver, matar a saudade dos personagens juntos e ficar com a canção dos bad boys na cabeça.

Sua estréia está prevista para dia 30 de janeiros nos cinemas, não percam!





7.6

7.6/10

Pros

  • Muito humor
  • Atuação de Lawrence e Smith continuam ótimas

Cons

  • pouca ação
  • se comparado aos anteriores é o mais fraco
  • não eleva o nível da franquia

Bióloga - UFSCar. 26 anos. Apaixonada pelo mundo Nerd. Se perde em páginas de livros. Busca sempre o empoderamentos das Mulheres, e lutar contra todos tipo de exclusão racial e social.

Advertisement
Comments

cinema

Sonic quebra recordes e tem abertura acima das expectativas na bilheteria

Avatar

Published

on

By

Sonic”, foi exibido no final de semana do Dia dos Presidentes, com US $ 57 milhões na América do Norte e US $ 100 milhões em todo o mundo, a melhor exibição de todos os tempos para uma adaptação de videogame.

Espera-se que “Sonic” receba US $ 68 milhões até segunda-feira, uma dos melhores tour para o fim de semana de férias. O início melhor do que o esperado é ainda mais notável, pois os filmes baseados em videogames tendem a ser rejeitados pelos espectadores.

Isso poderia ter sido uma realidade para “Sonic”, se o diretor Jeff Fowler não voltasse à prancheta depois de uma imensa reação na Internet durante o primeiro trailer. O filme, que custou US $ 87 milhões, foi adiado por três meses para dar aos cineastas tempo suficiente para redesenhar o personagem-título. Foi uma decisão acertada, pois o público atribuiu ao filme um “A” CinemaScore.

“Sonic” derrotou o vencedor do fim de semana passado, a adaptação em quadrinhos da Warner Bros. “Aves de Rapina”, para o primeiro lugar nas paradas de bilheteria.

Após sua decepcionante estréia de US $ 33 milhões, a aventura de super-heróis liderada por Margot Robbie alcançou o segundo lugar com US $ 17,1 milhões no fim de semana e deve atrair US $ 19,6 milhões até segunda-feira. Essas vendas de ingressos elevariam sua carga doméstica para US $ 61,7 milhões.

Vários filmes foram exibidos ao lado de “Sonic” neste fim de semana, incluindo o drama de romance da Universal, “The Photograph”, o thriller da Sony “Fantasy Island” e o remake da Searchlight Pictures “Downhill”.

7.6

7.6/10

Pros

  • Muito humor
  • Atuação de Lawrence e Smith continuam ótimas

Cons

  • pouca ação
  • se comparado aos anteriores é o mais fraco
  • não eleva o nível da franquia
Continue Reading

cinema

Produtor Sam Raimi fala sobre “O Grito” que está em exibição nos cinemas

Avatar

Published

on

A Sony Pictures acaba de divulgar um vídeo do produtor Sam Raimi falando sobre “O Grito”, que está em exibição nos cinemas.

Sinopse: O produtor Sam Raimi traz uma nova e aterrorizante versão do clássico de horror. Dirigido por Nicolas Pesce, O GRITO é estrelado por Andrea Riseborough, Demián Bichir, John Cho, Betty Gilpin com Lin Shaye e Jacki Weaver. Com roteiro de Nicolas Pesce e história por Nicolas Pesce e Jeff Buhler, O GRITO é baseado no filme “Ju-on: O Grito (Ju-On: The Grudge)” escrito e dirigido por Takashi Shimizu. O GRITO é produzido por Sam Raimi, Rob Tapert e Taka Ichise e tem como Produtores executivos Nathan Kahane, Erin Westerman, Brady Fujikawa, Andrew Pfeffer, Roy Lee, Doug Davison, John Powers Middleton e Schuyler Weiss.

O Grito está em exibição nos cinemas.

7.6

7.6/10

Pros

  • Muito humor
  • Atuação de Lawrence e Smith continuam ótimas

Cons

  • pouca ação
  • se comparado aos anteriores é o mais fraco
  • não eleva o nível da franquia
Continue Reading

cinema

The Green Knight, com Dev Patel, tem teaser sinistro revelado

Suspense promete uma versão alternativa para a clássica lenda do Rei Arthur.

Avatar

Published

on

Foi liberado nesta Quinta (13) o primeiro teaser de The Green Knight, suspense produzido pela A24, responsável por obras como A Bruxa, Hereditário e os premiados Moonlight: Sob a Luz do Luar e Lady Bird. A produção adapta um clássico poema arturiano do século XIV, chamado Sir Gawain e o Cavaleiro Verde. Assista:

A trama acompanha a história de Gawain (Dev Patel, de Quem Quer Ser Um Milionário?), que busca viver uma aventura para, um dia, ter um conto sobre ele, assim como os notórios cavaleiros da Távola Redonda do Rei Arthur. Nesta jornada, ele conhecerá o Cavaleiro Verde e a partir daí grandes reviravoltas e surpresas o aguardam.

Com direção de David Lowery (A Ghost Story), o filme chega aos cinemas americanos em 29 de maio e tem Alicia Vikander (Tomb Raider), Joel Edgerton (Boy Erased) e Sean Harris (Missão Impossível: Efeito Fallout) no elenco, prometendo uma versão alternativa – e sinistra – da clássica lenda do Rei Arthur.

The Green Knight não tem previsão de lançamento no Brasil.

7.6

7.6/10

Pros

  • Muito humor
  • Atuação de Lawrence e Smith continuam ótimas

Cons

  • pouca ação
  • se comparado aos anteriores é o mais fraco
  • não eleva o nível da franquia
Continue Reading

Parceiros Editorias