Connect with us

cinema

Crítica – Brinquedo Assassino “É gore pra todo lado”

É um bom remake, com ótimas atuações e enredo divertido

Thalita Heiderich

Published

on

“Ele não segue as regras? É assim que todo apocalipse robótico começa.”

Dirigido por Lars Klevberg, Brinquedo Assassino é o novo remake do já famosíssimo Chucky, personagem presente em qualquer festa de halloween que preste.

Andy (Gabriel Bateman) acabou de se mudar com sua mãe Karen (Aubrey Plaza) e se sente solitário, mas não sabe como fazer amigos. Karen trabalha numa loja de brinquedos e dá de presente para seu filho um boneco animatônico Buddi, que além de ter inteligência artificial, se conecta com os outros produtos Kaslan da casa.

Nessa versão, Kaslan é uma empresa com monopólio em produtos eletrônicos e o boneco Buddi é um robô.O problema todo começa quando um empregado das empresas Kaslan desativa todas as funções de segurança de um dos bonecos produzidos… e esse fofinho vai logo parar nas mão de Andy.

Já vou adiantar aqui que não é preciso conhecer todos os outros filmes da franquia pra entender esse remake, até porque o filme não pode fazer referência às sequências, por razões jurídicas entre estúdios. Mas conhecer o original já te dá uma boa base. 

Na história original o boneco ganha vida quando um serial killer transfere sua alma para o boneco e começa a atuar maldosamente através dele. Aqui o animatrônico aprende maldades vendo filmes de terror e tendo uma obsessão absurda por seu dono Andy.

O filme é repleto de referências à cultura pop, como Leatherface, Robocop, Leprechaum, O Massacre da Serra Elétrica, Jogos Mortais e, para meu deleite e de mais ninguém (pois gosto de umas coisas que ninguém conhece) tem referência ao jogo Five Nights at Freddys. Ele se auto referencia também, tanto no roteiro quando em algumas piadas internas.

Pra quem está reclamando sobre as expressões do novo boneco. Nhé… é até estranho no início, mas o filme brinca sobre esse fator e depois de um tempo você vai relevando.  “Ahhh, mas por que não usaram o rosto que todo mundo conhece?” Por razões legais. Não vou me estender aqui, mas seu bom amigo google te explica rapidinho se tiver interesse 🙂 O boneco precisa ser levemente diferente. Tentem relevar pra que a história te divirta.

Falando em piadas, Brinquedo Assassino 2019 é bem engraçado. Não como na segunda trilogia antiga, ele é sutil e “se leva a sério”, mas contém algumas piadas pontuais.

Outro fator importante do filme é a sanguinolência. É gore pra todo lado, as vezes de forma cômica, como referência e mas sempre como um bom filme de slasher deve ser.

Por último e não menos importante… (O que eu tô falando? Isso é SUPER IMPORTANTE). A voz do boneco é feita por nada mais nada menos do que MARK HAMMIL! Nosso eterno Luke Skywalker. Ele já tem um grande histórico como dublador e sua voz de vilão é sensacional.

Curiosidade: Antes de seu lançamento, foram criados 2 sites, um pro filme e um pra empresa fictícia Kaslan e eles dão dicas do filme. Foi uma forma criativa de mostrar o quão possível é que esse Chucky exista hoje em dia.

Brinquedo Assassino é um bom remake, com ótimas atuações e enredo divertido. Respeita o clássico no qual se baseia e deixa aí em aberto que pode haver uma continuação. E ele te deixa num questionamento eterno sobre a segurança da sua nuvem.

Vale seu ingresso se você é fã. Se não é, vale também! Assiste e conta pra gente o que achou 🙂

Child’s Play (Brinquedo Assassino) estréia dia 22 de agosto nos cinemas nacionais.

Brinquedo Assassino

6.5

6.5/10

Pros

  • Um Remake Bom!! YAY
  • Ótimo Elenco
  • Mark Hammil está ótimo na dublagem

Cons

  • A utilização de alguns produtos
  • A morte de uma personagem muito fofa

Carioca viciada em séries, filmes do drama ao terror gore. Rabiscadora de livros, nerd, míope e ouvinte de podcast com a cabeça na janela do ônibus.

Advertisement
Comments

CCXP 2019

CCXP | Painel da Disney esgota auditório 1 dia antes de acontecer

Os fãs que lutem!

Beatriz Souza

Published

on

A CCXP esgotou o auditório Cinemark para os painéis de sábado da Disney 24 horas antes da atração mais esperada que traz o elenco de Star Wars.


O painel de sábado na CCXP recebe conteúdos dos estúdios Disney e todo ano carrega uma leva de fãs fissurados para filas cada vez mais cedo.

Esse ano, os fanáticos por Star Wars – a última atração do dia 7 -, começaram a formar fila no Edifício Garagem às 15h. Sendo uma fila para quem tem credencial e outra para quem ainda não retirou. Esses, após pegarem suas credenciais do dia precisão seguir para mais uma fila.

As últimas pulseiras foram distribuídas às 19:30h, mas não impediu outros fãs corajosos de formar uma terceira fila de espera para caso lugares sejam liberados dentro do auditório. Em toda Comic Con, os visitantes que entram nos painéis não são obrigados a sair após as atividades, podendo ficar o dia inteiro.

No ano passado, às atrações mais esperadas eram da Marvel e as pulseiras esgotaram as 2h da manhã. Quem foi guerreiro e ficou até o final recebeu de surpresa no painel da Sony a presença de Tom Holland e o elenco de Homem Aranha: Longe de Casa.

O dia 7 começará com a pré-estreia de Frozen 2, seguido de um painel sobre o filme. A Disney apresentará suas novas produções, o filme da Pixar Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica, Um Espião Animal e o filme Free Guy com Ryan Reynolds e Joe Keery (Stranger Things). Ainda um painel sobre o parque temático de Star Wars e o da Marvel Studios com a presença de Kevin Feige. Para finalizar, o painel de Star Wars contará com a presença dos atores Daisy Ridley, J.J Abrams, John Boyega, Kathleen Kennedy e Oscar Isaac.

Brinquedo Assassino

6.5

6.5/10

Pros

  • Um Remake Bom!! YAY
  • Ótimo Elenco
  • Mark Hammil está ótimo na dublagem

Cons

  • A utilização de alguns produtos
  • A morte de uma personagem muito fofa
Continue Reading

CCXP 2019

CCXP | Panini anuncia títulos como SAO, Vinland Saga e muito mais

Durante a CCXP, a editora trouxe várias novidades de lançamento!

Christa Joanin

Published

on

De olho no painel da Panini durante a CCXP 2019 em São Paulo, nossa equipe pôde conferir os lançamentos esperados para 2020 da editora. Entre eles estão vários títulos famosos como: Demon Slayer (Kimetsu no Yaiba) e Vinland Saga.

Confira:

Demon Slayer (Kimetsu no Yaiba)

Escrita e ilustrada por Koyoharu Gotōge, é uma série japonesa de mangá shonen e até o presente momento, possui 17 volumes pela editora Shueisha e possui um anime de 26 episódios.

Banana Fish

É um mangá originalmente escrito e ilustrado por Akimi Yoshida e foi publicado entre 1985 à 1994 pela editora Shogagukan. Teve seu anime lançado em julho de 2018. Saiba mais aqui.

Jujutsu Kaisen

É uma série de mangá escrita e ilustrada por Gege Akutami publicados desde março de 2018 e possui apenas 6 volumes até o momento.

The Quintessential Quintuplets

Ainda em lançamento com 12 volumes publicados até o momento, é uma série desenhada e escrita por Negi Haruba e possui uma adaptação em anime produzido pela Tezuka Productions exibido no Japão e encontra-se disponível no catálogo da Crunchyroll.

We Never Learn

Escrito e desenhado por Taishi Tsutsui, o anime encontra-se disponível na Crunchyroll e a série em mangá possui 14 volumes em andamento.

Vinland Saga (2 em 1)

Este lançamento será um compilado 2 volumes em 1, formato já existente antes nos Estados Unidos. Escrito e desenhado por Makoto Yukimura é possível encontrar a versão normal do mangá aqui no Brasil e no Japão.

Sword Art Online: Mother’s Rosario

A séria adapta o sétimo volume do light novel de Reki Kawahara e possui um compilado de 3 volumes.

Sword Art Online: Calibur

Possui apenas 1 volume lançado em 2014 e é adaptação da oitava light novel de Reki Kawahara.

Os mangás anunciados pela editora Panini terão capa em formato cartão e miolo offwhite.

Brinquedo Assassino

6.5

6.5/10

Pros

  • Um Remake Bom!! YAY
  • Ótimo Elenco
  • Mark Hammil está ótimo na dublagem

Cons

  • A utilização de alguns produtos
  • A morte de uma personagem muito fofa
Continue Reading

cinema

Disney+ vai lançar filme do Príncipe Anders

Apenas uma semana antes de ter um mês, a Disney + está lançando outro projeto robusto em desenvolvimento.

Edi

Published

on

By

Apenas uma semana antes de ter um mês, a Disney+ está lançando outro projeto robusto em desenvolvimento. 

De acordo com novos relatos, a mais recente gigante do streaming produzirá um spinoff de Aladdin com Prince Anders, o novo personagem interpretado por Billy Magnussen na adaptação live-action de Guy Ritchie. 

A noticia sugere que o spinoff seria um longa-metragem para o serviço, vendo Magnussen retornar no papel principal. 

Um roteiro está sendo escrito por Jordan Dunn e Michael Kvamme ( O Bob Esponja: Bob Esponja em fuga ). 

O THR enfatiza que essa não é a sequência de Aladdin relatada anteriormente em desenvolvimento, mas um projeto totalmente novo que complementaria a franquia.

Esta história está se desenvolvendo …

Brinquedo Assassino

6.5

6.5/10

Pros

  • Um Remake Bom!! YAY
  • Ótimo Elenco
  • Mark Hammil está ótimo na dublagem

Cons

  • A utilização de alguns produtos
  • A morte de uma personagem muito fofa
Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido