Connect with us

cinema

Crítica – Corgi: Top Dog “garante a diversão para as tardes das famílias”

Animação belga traz o palácio de Buckingham como cenário principal

Isadora Meneses

Published

on

Corgi: Top Dog é uma animação belga produzida pela nWave Pictures. A história é baseada na Rainha da Inglaterra Elizabeth II e sua paixão pelos cachorrinhos da raça Corgi. O filme retrata um desses cachorrinhos, Rex, que se torna Top Dog da rainha, mas por causa da inveja de seus companheiros, ele é enganado e acaba se perdendo do palácio.

A animação é bem divertida, apesar de ter um roteiro previsível. O público alvo do filme é claramente o público infantil, porém possui boas sátiras que apenas adultos conseguirão entender, sendo ótimo para todas as idades.

Um diferencial é a ambientação da história. Diferentemente das outras animações, ele se passa dentro do Palácio de Buckinham, onde vemos a rainha, seu marido Philip e um pouco mais tarde os convidados de honra, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump e seu esposa Melania.

Outro ponto importante para os adultos é a referência ao filme Clube da Luta (1999), que é muito bem construída no filme e é de grande importância para o enredo geral e desenvolvimento dos personagens.

Não é um filme muito complexo, mas com certeza garante a diversão para as tardes das famílias. É na sua simplicidade de contar a história que está o entretenimento principal.

Corgi: Top Dog estreia nos cinemas dia 05 de Setembro.

Corgi: Top Dog

6.5

6.5/10

Pros

  • Divertido
  • Boas Referências
  • Sátiras

Cons

  • Previsível
  • Enredo pobre

Viciada em livros, séries e filmes de terror. Carioca, estudante de cinema, nerd e apaixonada por direção de arte.

Comments

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido