Connect with us

Começo do século XX, alguns anos se passaram desde que James “Logan” Howlett deixou a pedreira na Columbia Britânica para viver de forma errática com uma alcateia, até que acontecimentos o levam de volta a civilização, vivendo como uma aberração de circo ou como cobaia de laboratório e conhecendo um homem chamado Creed.

Essa é uma continuação direta da minissérie publicada em seis edições (aqui no Brasil a Panini colocou em três) pela Marvel Comics entre os anos de 2001 e 2002. Na primeira vemos como tudo começou na vida de James Howlett, uma criança com vários problemas de saúde. Após eventos que levaram seus pais à morte, James foge com a bela Rose, que foi criada com ele, para a Columbia Britânica, onde ele cresce como Logan, mas mais problemas terminam levando-o ao isolamento.

Muitos gostam de “Origem”, mas eu faço parte do grupo que não gosta tanto.

Origem-21

loja camp nerd

Logan, também conhecido como Wolverine, sempre foi um dos grandes mistérios da Marvel Comics. Sua primeira aparição ocorreu na revista The Incredible Hulk #180 (outubro de 1974), e de lá para cá ele cresceu no gosto dos fãs dos mutantes. Sua forma despojada, truculenta, violenta de agir agradou a todos, tanto que sua popularidade lhe rendeu uma revista solo, algo inédito entre todos os mutantes da Marvel. Em 1991, Barry Windsor-Smith desenvolveu a história onde Logan ganhava o adamantium em seu corpo, mas os mistérios de suas raízes, de sua ascendência, sempre foram mantidas intactas, até que o – naquela época – editor-chefe da Marvel, Joe Quesada, incumbiu os roteiristas Bill Jemas e Paul Jenkins a contarem, junto com ele, a origem de Wolverine, tendo como desenhista Andy Kubert, que já havia trabalhado durante anos com Logan em sua revista mensal. A ideia cativou alguns que adorariam saber como tudo começo na vida de Logan, mas outros mais saudosistas – dentre estes, eu – não achou a ideia tão boa, pois como eu disse acima, Wolverine é um mistério genial. Nada se conhecia de seu passado. Lógico que Quesada não parou por aí e lançou Wolverine: Origins (2006-2010), onde várias coisas do passado de Logan foram reveladas.

Sim, existem coisas mostradas em algumas revistas, como no encontro dos X-Men com os Wild CATs, mas eram aleatórias, fora de um foco central. Mistérios, ideias, conceitos de um passado distante de Logan, mas ao criar sua origem na minissérie homônima, Quesada quebrou a magia por trás do personagem. Agora então, Kieron Gillen cria momentos que todos achavam ser mais distantes e nos quais eu achava bem diferentes. Bem, gostando ou não, “Origem II” está aí dando continuidade na criação do passado de Wolverine, vamos ver o que mais virá pela frente.

"SE tiver que morrer, morra sorrindo!" "Eu acredito que, o que não mata, nos deixa mais... Estranhos!" "Vi Veri Veniversum Vivus Vici"

Advertisement
Comments

HQs

Star Wars confirma o sabre de luz mais perigoso da galáxia [SPOILER]

Pedro Augusto

Published

on

star wars

AVISO: O conteúdo a seguir contém spoilers de Star Wars: The Rise of Kylo Ren # 2, de Charles Soule, Will Sliney, Guru-eFX e Travis Lanham da VC, à venda agora.

No universo Star Wars, vimos vários sabres de luz intrigantes. Por mais que os fãs amem o verde e o azul usados ​​pelos Skywalkers, bem como o ameaçador sabre vermelho de Kylo Ren, os que mais causam medo são o Darksaber (visto recentemente em The Mandalorian) e, é claro, o duplo papel de Darth Maul.

No entanto, The Rise of Kylo Ren # 2 revelou o mais perigoso de todos, e é na verdade a arma de destruição em massa na qual o líder dos Cavaleiros de Ren transformou sua lâmina.

O líder estréia seu sabre de luz vermelho mortal, que ele chama de Ren, quando Luke, Lor San Tekka e o jovem Ben Solo encontram ele e sua equipe em um tesouro Jedi em Elphrona nas regiões desconhecidas. Esses inimigos estavam procurando saquear o lugar, mas com a intrusão, o líder dos Cavaleiros instrui seus seis soldados a expulsar Luke. Porém, eles subestimam o mestre Jedi e – usando seu sabre e uma série de empurrões de força – Luke controla o esquadrão. Ele até usa a Força para esmagar suas armas, o que deixa o misterioso chefe honcho como o último homem de pé.

No entanto, quando ele ativa seu sabre vermelho, o líder revela que essa não é uma arma comum. Ele vasculhou a galáxia, o que deixa alguém se perguntando se a encontrou e a adaptou a algo mais, ou se foi exatamente assim que a descobriu. De qualquer forma, quando Luke e a companhia ficam atordoados quando o líder pressiona uma alavanca que, se deprimida, fará com que a arma exploda como uma bomba.

Uma arma não tão civilizada assim

Essa bomba de sabre transforma o líder em um guerreiro kamikaze, misturando a mentalidade de um homem-bomba com a de um Sith que está pronto para morrer pelo Lado Negro. Luke está disposto a arriscar a batalha, no entanto, como ele tem alguns segredos na manga – talvez ele possa conter a explosão, ou talvez ele possa usar seus poderes para cortar a mão do líder e manter o dedo no gatilho. Não vemos o que é isso, mas, finalmente, sua confiança intimida seu oponente, que recua. Ele acena a bandeira branca e entrega a vitória a Luke, pois sabe que não será capaz de derrubar o professor.

Os Cavaleiros acreditam que essa batalha pode ser sacrificada para vencer a guerra de longo prazo, e eles recebem um prêmio quando sentem a escuridão em Ben. Na verdade, é uma das energias mais poderosas do Lado Escuro que eles já sentiram, e provavelmente é por isso que eles marcariam o garoto e o seguiriam no futuro. No entanto, ele também inicia uma batalha alfa, onde Luke matará o líder ou Ben, completando assim sua vez em Kylo Ren e a conquista dos próprios Cavaleiros.

De qualquer forma, presumivelmente aprenderemos como esse sabre chegou às mãos do vilão e que papel ele desempenhará na formação do futuro sombrio de Ben. Ele já está fascinado com o quão desonesto os Cavaleiros podem ser e vendo esse compromisso e essa arma pode estar onde o trainee Jedi comprou a gangue de motoqueiros que é mais ou menos um culto semelhante aos Sith.

font: cbr.

Continue Reading

HQs

DHL volta atrás sobre “censura” da HQ ‘A Louca do Sagrado Coração’

Após denúncia da Cabana do Leitor DHL volta atrás e diz que vai entregar as HQs anteriormente censuradas pela empresa de transporte.

Edi

Published

on

By

Ontem noticiamos que a empresa de entregas DHL Express Brasil foi acusada de censura por parte da editora Veneta por se negar a entregar a HQ “A Louca do Sagrado Coração”, de Jean Giraud e Alejandro Jodorowsky.

Hoje a DHL nos informou através de uma nota os motivos que levaram a negar a entrega da HQ depois das acusações de censura. Também disse que reavaliou o pedido é que a entrega será feita.

A DHL Express (Brazil), como empresa global, realiza diariamente a logística de milhares de envios para mais de 220 países e territórios, os quais possuem legislações e políticas específicas acerca dos bens que por ele transitam.

Para garantir o cumprimento da legislação desses 220 países, bem como para assegurar a qualidade e rapidez nos serviços prestados, para cumprir com suas obrigações legais das alfândegas internacionais, tem assegurado o direito de, conforme consta em seus Termos e Condições de Transporte*, inspecionar as remessas transportadas com o objetivo de garantir a segurança e cumprimento de normativas aduaneiras e outros requerimentos legais. 

O item 4 dos Termos e Condições de Transporte assim dispõe:

 4.Inspeção  

A DHL reserva-se o direito de abrir e inspecionar qualquer Remessa sem notificação prévia, por motivos de segurança, aduaneiros ou por outras exigências legais”.

No caso da remessa enviada pela Editora Veneta, ao reanalisar o caso, avaliando maiores detalhes do envio, como país de origem e destino, o roteamento por onde o envio passará até a entrega final, informamos que a remessa não se enquadra na categoria de produto restrito para transporte. Esclarecimento já realizado com a Editora, será transportado até o destino final

Ontem a editora Veneta denunciou o que foi visto como censura da empresa DHL por se nagar a fazer o transporte da HQ.

A HQ fala sobre o respeitável professor Alain Mangel, da universidade Sorbonne, que mergulha involuntariamente em uma jornada que vai desmanchar todas as suas certezas. Em uma viagem que vai de Paris às selvas amazônicas, o leitor descobre o esoterismo das corridas de cavalo, a santidade de um traficante de drogas e o poder do sangue de Jesus. Nessa jornada, tudo é desacreditado, até o ceticismo.

Continue Reading

HQs

DHL se nega a fazer entregas da HQ “A Louca do Sagrado Coração”

A empresa de entregas DHL Express Brasil foi acusada de censura por parte da editora Veneta.

Edi

Published

on

By

A empresa de entregas DHL Express Brasil foi acusada de censura por parte da editora Veneta.

Segundo a editora a DHL se negou a fazer a entrega do quadrinho “A Louca do Sagrado Coração, de Jean Giraud e Alejandro Jodorowsky.

Em publicação no facebook a editora se manifestou:

“Informamos que a remessa 7105955231 retornou, pois o conteúdo enviado não é permitido para transporte via DHL Express”.

Do que se trata? A Veneta publicou o livro A Louca do Sagrado Coração, de Moebius e Alejandro Jodorowsky.

Uma história em quadrinhos lançada originalmente na França, no início dos anos 1990, e considerada um clássico dos dois autores, talvez a melhor obra da dupla. Por contrato, precisamos enviar alguns exemplares para a editora francesa de quem compramos os direitos. E enviamos. Mas a DHL devolveu o pacote avisando que não transporta tal tipo de conteúdo.

Ligamos para saber o que isso significa. Não transportam livros? “Não transportamos esse tipo de livro”. A nova censura vem armada de algoritmos, esquemas monopolísticos e muito dinheiro

A publicação completa se encontra aqui:

Entramos em contato com a DHL que não se manifestou.

A HQ fala sobre o respeitável professor Alain Mangel, da universidade Sorbonne, que mergulha involuntariamente em uma jornada que vai desmanchar todas as suas certezas. Em uma viagem que vai de Paris às selvas amazônicas, o leitor descobre o esoterismo das corridas de cavalo, a santidade de um traficante de drogas e o poder do sangue de Jesus. Nessa jornada, tudo é desacreditado, até o ceticismo.

Continue Reading
error: Conteúdo Protegido