Connect with us

cinema

Crítica do filme “Pixels”

Avatar

Published

on

O filme que todos os gamers da década de 80 esperam chega amanhã, 23 de julho, nos cinemas. “Pixels” conta com elenco de Adam Sandler, Kevin James, Peter Dinklage, Ashley Benson, entre outras estrelas.

O longa-metragem é uma verdadeira superprodução, com efeitos incríveis, que deixa interessado o conhecedor ou não dos jogos antigos. O roteiro tem ritmo, sem divagações, e ao mesmo tempo que mistura ficção científica, é uma comédia com piadas inteligentes. Há cenas de ação, tensão e até de romance, além de momentos fofos como a presença do bonequinho de Q*bert. Esse foi mais um filme de Adam Sandler, o qual também foi produtor, em que a atuação foi impecável. Josh Gad e Peter Dinklage também se destacam levando todos às risadas.

Q*bert, participação fofa do personagem do game no filme "Pixels"

Q*bert, participação fofa do personagem do game no filme “Pixels”

A história se inicia em 1982, época que games como Pac-Man, Centipede, Galaga e Donkey Kong são um sucesso. Sam Brenner (Adam Sandler), William Copper (Kevin James) e Ludlow Lamonsoff (Josh Gad) são amigos. No 1º Torneio Mundial de Fliperama, Sam Brenner vai para a final com Eddie Plant (Peter Dinklage), e esses disputam a final de “Donkey Kong”. Nesse torneio, a NASA envia uma cápsula com imagens dos jogos esperando estabelecer uma comunicação extraterrestre.

O longa volta a se desenvolver nos tempos atuais, em que ataques de games começam a acontecer e tudo o que é atacado se transforma em pixels. O motivo é que extraterrestres entenderam a mensagem da NASA como uma ameaça de guerra e enviam os jogos para destruir a Terra, dando apenas “3 vidas”, ou 3 chances de vencer o jogo, para os humanos. O público vai se surpreender e gargalhar com os intérpretes dos alienígenas.

Nave alienígena invasora em "Pixels"

Nave alienígena invasora em “Pixels”

William Cooper, que se tornou Presidente dos Estados Unidos, convoca então Sam Brenner para salvar o planeta, já que ele é um grande conhecedor dos jogos. Ludlow Lamnsoff e Eddie Plant também são recrutados e juntos formam a Arcade, equipe de jogadores que tem de salvar a Terra, passando por diversos games famosos e situações cômicas. William Cooper e Vanessa Pattern (Michelle Monaghan), funcionária da DARPA (Agência de Investigação de Projetos Avançados de Defesa dos EUA) também ajudam o grupo na guerra dos games.

Grupo "Arcades" que luta contra os games

Grupo “Arcades” que luta contra os games para salvar o planeta

Com um final surpreendente, “Pixels” é um filme que vale a pena assistir. Tanto crianças quanto adultos, vão se divertir e rir com a história interessante. Como só o trailer teve 34,3 milhões de acessos em 24 horas, acredito que “Pixels” é sucesso garantido!

Advertisement
Comments

cinema

Nomadland | Filme de Chloé Zhao vence o Festival de Toronto

Nomadland, da mesma diretora de Os Eternos, vence no Festival de Toronto.

Davi Alencar

Published

on

Neste último domingo (20), Nomadland consagrou-se como Melhor Filme pelo júri popular do TIFF (Festival Internacional de Cinema de Toronto). Resultado esperado após ele ter ganhado o Festival de Veneza no final de semana anterior.

O longa dirigido por Chloé Zhao (Os Eternos e Domando o Destino) é o primeiro filme na história a vencer o prêmio principal de ambas premiações. Dessa forma, ele chega como um dos favoritos para o Oscar de 2021.

One Night in Miami, estreia de Regina King (Watchmen) na direção, e Beans, da também estreante Tracey Deer, amargaram a segunda e a terceira colocação respectivamente. Um pódio recheado de diretoras.

O alvoroço está no fato de que, nos últimos 8 anos, o ganhador do prêmio do júri popular de Toronto recebeu ao menos uma indicação para o Oscar de Melhor Filme. Em alguns casos, como na premiação de 2018 para Green Book, os canadenses acertaram o até mesmo o vencedor da estatueta dourada.

No ano passado o festival premiou Jojo Rabbit, que, não só foi indicado em 6 categorias (incluindo melhor filme), como também levou para a casa a premiação de melhor roteiro adaptado.

Estrelado por Frances McDormand, Nomadland conta a história de Fern, uma mulher que reúne suas coisas em uma van e parte rumo a uma viagem exploratória, fora da sociedade dominante, após o colapso econômico de uma colônia industrial na zona rural de Nevada (EUA).

O filme apresenta nômades reais como Linda May, Swankie e Bob Wells como mentores e companheiros de Fern em sua jornada pela vasta paisagem do oeste americano.

O longa tem estreia marcada para 4 de dezembro na América do Norte. Infelizmente, ainda não há nenhuma previsão de lançamento no Brasil.

Continue Reading

cinema

Your Name | Adaptação live-action encontra seu diretor

Longa irá adaptar o anime lançado em 2016 no Japão.

Avatar

Published

on

E a adaptação com atores reais de Your Name (Kimi no Na wa) enfim encontrou seu diretor: segundo o Deadline, o cineasta Lee Isaac Chung (Minari) foi o escolhido pela Paramount para escrever e dirigir o longa. Chung irá trabalhar a partir de um roteiro escrito por Eric Heisserer (A Chegada).

JJ Abrams (Star Wars) será um dos produtores – por meio da sua produtora, a Bad Robot – juntamente com Genki Kawamura, que produziu a animação original. A Toho cuidará da distribuição do filme no Japão, enquanto que a Paramount será responsável em todos os outros territórios.

Nesta versão reinventada do anime, dois adolescentes descobrem que estão trocando de corpo de maneira mágica e intermitente. Quando um desastre ameaça destruir suas vidas, eles devem viajar para encontrar e salvar seus respectivos mundos. O longa animado foi lançado originalmente em 2016 e foi um dos grandes sucessos do cinema japonês na época, arrecadando US$ 303 milhões somente em seu país de origem.

Outras informações sobre a produção, como elenco ou início de gravações, não foram divulgadas até o momento. A data de lançamento do filme também não foi revelada.

O anime de Your Name está disponível na Netflix.

Continue Reading

cinema

Mulan pode ter arrecadado US$ 260 milhões com lançamento no Disney+

Dados de analistas apontam que 29% dos assinantes da plataforma adquiriram o longa.

Avatar

Published

on

Apesar das críticas recentes, algumas informações dão conta de que o Disney+ pode ter arrecadado uma bela quantia com a ida de Mulan para a plataforma via on-demand. Analistas relataram para o Yahoo! que cerca de 29% dos assinantes – no momento, por volta de 9 milhões de lares – adquiriram o longa no valor de 30 dólares. Assim, o remake poderia ter arrecadado US$ 261 milhões somente nos EUA.

Em comparação com filmes que entraram somente no circuito de cinemas tradicionais, a estratégia parece ter sido a mais acertada para a empresa: Tenet, o novo filme de Christopher Nolan, obteve US$ 29,5 milhões no mesmo período de tempo, por exemplo. Entretanto, a nova produção da Disney está com dificuldades em arrecadar uma boa bilheteria na China – um dos principais mercados para o lançamento. Na estreia em território chinês, onde os cinemas foram reabertos, o live-action somou somente US$23,2 milhões.

Roteirizado por Rick Jaffa, Amanda Silver, Elizabeth Martin e Lauren Hynek, a produção comandado pela diretora Niki Caro (Encantadora de Baleias) tem a atriz chinesa Liu Yifei na versão em carne e osso da protagonista. Jet Li (Os Mercenários) é o Imperador da China, enquanto que Donnie Yen (Rogue One) interpreta Tung – um mentor e professor da heroína – e Gong Li (Memórias de Uma Gueixa) encarna uma nova vilã feiticeira. Utkarsh Ambudkar, de A Escolha Perfeita, e Ron Yuan (Marco Polo) também estão no elenco.

Assim como no original, o épico irá mostrar a jornada da jovem destemida que se disfarça de homem para combater (no lugar de seu pai) os guerreiros vindos da Mongólia, que invadiram o norte da China. Entretanto, esta adaptação seguirá um tom mais sóbrio e ‘realista’ do que a animação, fugindo de elementos cômicos e musicais vistos neste último, o que despertou a ira de alguns fãs do desenho.

Mulan está disponível no Disney+ via on-demand.

Continue Reading

Parceiros Editorias