Connect with us

cinema

Crítica – Histórias Assustadoras para Contar no Escuro

Um terror que mais parece uma aventura como Goosebumps e Coração de Tinta. Guillermo del Toro salva com um roteiro até que razoável.

Hueber Silva

Published

on

O livro que serviu de inspiração para o filme foi escrito no final dos anos 80 começo dos anos 90 pelo falecido autor americano Alvin Schwartz e ilustrada por Stephen Gammell. Um grandioso sucesso que teve seu primeiro livro publicado em 1981 e os outros dois em 1984 e 1991, o último foi um ano antes da morte do autor. Agora tudo ganha vida, os contos chegam aos cinemas de todo mundo, em uma adaptação dirigida pelo norueguês André Øvredal e o roteiro escrito por Guillermo del Toro, que foi vencedor do Oscar com o filme A Forma da Água, chegou nesta quinta-feira (08) aos cinemas.

Ambientado em Mill Valley no ano de 1968, o longa traz a história de um grupo de adolescentes Stella (Zoe Margaret Colletti), Ramón (Michael Garza) e Auggie (Gabriel Rush), que no dia das bruxas vão à uma casa mal assombrada que tem uma antiga lenda na cidade envolvendo a família Bellows, que exerceu uma grande influência na pequena cidade de Mill Valley por diversas gerações. Sarah Bellows (Kathleen Pollard), que tinha segredos que dão pesadelos a qualquer um, viveu trancada e foi duramente torturada na mansão onde ela morava. A partir daí ela passou a escrever histórias em um livro que se tornavam reais e eram escritas ao mesmo tempo em que estava acontecendo.

Historias Assustadoras para Contar no Escuro

Em termos de adaptação o filme poderia ser melhor e ter inovado por se passar nos anos 60, poderia ter tido uma história mais completa, já que maioria dos longas do gênero se passam na mesma época e ficam na mesmice de sempre, falando sobre espíritos, e esquecem do tema central que é o terror, vimos um exemplo claro em A Freira, um longa derivado de a Invocação do Mal. A adaptação não fez jus ao gênero terror, até tem uma cena ou outra, mas passa longe de ser aquele terror como It: A Coisa e parece um filme de aventura com algumas cenas que dão aquele leve susto, mas não passa disso.

O filme tem uma pegada mais ou menos parecida com Goosebumps, onde monstros saem das histórias e se tornam realidade. O longa tem uma classificação indicativa de 13 anos, então não vá ao cinema achando que você vai ver cenas sangrentas de morte ou um terror pesado, é um filme leve, que não dá quase nenhum susto mas parece ter uma narrativa bem interessante e promissora.

Historias Assustadoras para Contar no Escuro

Histórias Assustadoras não é o tipo do filme que fará um grande sucesso no gênero, mas tem um futuro promissor se tivermos uma continuação, até porque tem história ainda para uma possível sequência. Esse primeiro longa até agrada pelos efeitos especiais e uma produção até razoável, provavelmente podemos dar os créditos a del Toro que fez um trabalho fantástico com o roteiro. Em termos de atuação, os jovens atores desempenharam muito bem e sim, foi uma das coisas que salvou o longa que poderia ser uma terrível decepção.

O longa entrou em cartaz nos cinemas nesta quinta-feira (8).

Historias Assustadoras para Contar no Escuro

6

Nota

6.0/10

Pros

  • Atuações
  • Efeitos Especiais
  • Guillermo del Toro

Cons

  • Pouco terror

Publicitário, nerd, apaixonado pelo mundo dos games, fascinado pelo mundo do cinema. “Ou se morre como herói, ou vive-se o bastante para se tornar o vilão.”

Advertisement
Comments

cinema

Ghostbusters: Mais Além confira o trailer de Caça-Fantasmas

Divulgado o primeiro trailer de Caça-Fantasmas

Rebeca Pinho

Published

on

Ghostbusters: Mais Além o novo filme da franquia Caça-Fantasmas ganhou seu primeiro trailer nesta segunda-feira (9)

Ghostbusters: Mais Além será uma continuação dos filmes originais da saga, diferente do título lançado em 2016. O longa conta com o retorno da atriz Sigourney Weaver no papel de Dana Barrett, além disso tem a direção de Jason Reitman.

O primeiro filme da saga Caça-Fantasmas, foi lançado em 1984 e desde de seu lançamento, a franquia foi se consolidando de fato, um dos grandes nomes da cultura pop.

Ghostbusters: Mais Além tem lançamento previsto para 10 de julho de 2020

Historias Assustadoras para Contar no Escuro

6

Nota

6.0/10

Pros

  • Atuações
  • Efeitos Especiais
  • Guillermo del Toro

Cons

  • Pouco terror
Continue Reading

CCXP 2019

CCXP | Artists Alley o coração da CCXP

A Artists Alley é o local onde quadrinistas do mundo todo, encontram seu espaço para compartilharem suas artes.

Rebeca Pinho

Published

on

A Artists Alley é o local onde quadrinistas do mundo todo, encontrão seu espaço para compartilharem suas artes. Nomes renomados e também novos talentos tem seus espaço garantido, na maior feira geek do mundo.

A atração é uma experiência única para os amantes dos quadrinhos, hqs e afins. A oportunidade perfeita para conseguir um autógrafo, bater um papo com seus artistas favoritos, ou ainda conhecer novos nomes da indústria.

Esse ano a CCXP conta com mais de quinhentos artistas presentes na feira, com certeza um deles vai te agradar. Além disso, no espaço é comercializado posteres, bottons, e é claro muitos livros!

Entre um dos grandes destaques desse ano, temos a quadrinista Ju Loyola. Ju nasceu em São Paulo. Aos 3 anos, perdeu sua audição decorrente de uma infecção na infância.

Essa é a primeira participação de Ju Loyla na CCXP. A artista traz ”narrativas silenciosas” pois seus quadrinhos não tem textos, apenas imagens. Inclusive um deles foi usado em uma das questões da prova do Enem em 2019, chegando aparecer entre os assuntos mais comentados do twitter.

A CCXP acontece entre 5 e 8 de dezembro e todos os ingressos foram vendidos.

Historias Assustadoras para Contar no Escuro

6

Nota

6.0/10

Pros

  • Atuações
  • Efeitos Especiais
  • Guillermo del Toro

Cons

  • Pouco terror
Continue Reading

CCXP 2019

CCXP | Trailer de Mulher Maravilha 1984 é revelado

Primeiro trailer foi divulgado na CCXP19 e está incrível de lindo!

Daiane de Mário

Published

on

No domingo (08) ocorreu na CCXP19 um dos painéis mais aguardados pelo público que estava presente no Auditório Cinemark – o painel da Warner com Mulher Maravilha.

Os fãs puderam ouvir as palavras de Gal Gadot, que dá vida a Amazona nos cinemas, e de Patty Jenkins, a diretora de ambos os longas inspirados na icônica heroína da DC Comics.

O painel foi transmitido ao vivo em escala global com ambas respondendo a questionamentos dos fãs de toda parte do mundo, para fechar com chave de ouro o público conferiu em primeira mão o trailer de Mulher-Maravilha 1984. Confira:

Como o título sugere, Mulher-Maravilha 1984 seguirá a protagonista em uma nova aventura nos anos 80. O elenco também inclui Chris Pine, como Steve Trevor, Kristen Wiig, que interpretará Barbara Ann Minerva/Cheetah, e Pedro Pascal como Maxwell Lord.

Mulher-Maravilha 1984 chega aos cinemas em 5 de junho de 2020.

Historias Assustadoras para Contar no Escuro

6

Nota

6.0/10

Pros

  • Atuações
  • Efeitos Especiais
  • Guillermo del Toro

Cons

  • Pouco terror
Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido