Connect with us

#OMG

Crítica – Jojo Rabbit ” faz as pessoas pensarem criticamente”

Concorrente ao Oscar 2020 apresenta uma narrativa irônica porém com uma enorme delicadeza.

Avatar

Published

on

O diretor Taika Waititi sabe muito bem mexer com a linha tênue entre comédia e drama. Seu novo longa JoJo Rabbit é a mais clara prova desta realidade. Mesmo sendo vendido como uma sátira sobre o nazismo, há uma delicadeza enorme em cenas mais sérias e complexas, provando sua capacidade de lidar com um assunto tão complicado.

O filme se passa na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial. Johannes “Jojo Rabbit” Betzler (Roman Griffin Davis) é um jovem nazista de 10 anos, que tem como amigo imaginário Adolf Hitler (Taika Waititi). Seu maior sonho é participar da Juventude Hitlerista, um grupo pró-nazista e ir para a guerra com seus companheiros defender seus ideias. Um dia, Jojo descobre que sua mãe (Scarlett Johansson) está escondendo uma judia (Thomasin McKenzie) no sótão de casa. Com essa descoberta, ele começa a desenvolver seu pensamento crítico que entra diretamente em conflito com seus ideais.

O que possibilita a comédia neste filme é o uso extraordinário do sarcasmo/sátira. Os únicos momentos em que vemos Hitler, é através da imaginação de um menino de 10 anos, fanático pela guerra. Todas as suas ações e falas são compatíveis com uma criança e não com as de um temível líder. E isso não ocorre apenas com este personagem, mas com as roupas de guerra do capitão Klenzendorf, o treino com armas e explosivos para crianças, entre outros diversos momentos, sem que haja um uso excessivo e abusivo deste elemento.

Johannes começa o filme exibindo um pensamento extremista, demonstrando uma grande devoção ao seu ídolo Adolf Hitler. Porém quando encontra Elza, uma judia que sua mãe escondeu em sua casa, seu pensamento crítico começa a se desenvolver, e percebe que tudo aquilo que lhe foi ensinado, não era bem verdade. O crescimento do personagem também é mostrado nitidamente com sua mãe Rosie que, em contraste com o menino, não apoia a guerra, e com o Capitão Klenzendorf, que inicialmente aparenta ser um soldado rígido, mas ao longo da história, cria um apreço pelo menino. Tudo isso ocorre da forma mais natural possível, graças a maravilhosa atuação do ator mirim Roman Griffin Davis e do maravilhoso roteiro feito por Taika Waititi.

O uso das músicas durante diversas cenas do filme é realmente genial. A escolha de clássicos “alternativos” como Beatles para compôr a trilha musical de fundo em diversos momentos traz uma sensação de calmaria e de familiaridade, porém com um grande detalhe, todas as músicas americanas que conhecemos estavam em alemão, criando uma imersão do espectador ao cenário e aos sentimentos dos personagens. Além disso, a escolha de “I want to hold your hand” enquanto cenas da Alemanha nazista aparecem, a paixão e histeria coletiva do povo pelo líder criam um paralelo cômico com a Beatlemania.

A direção de Waititi, juntamente com a arte e o figurino, criam a atmosfera perfeita para esse longa. As cenas da guerra são na verdade bem simples, porém muito bem feitas, os cenários não são muito amplos porém situam bem o público. E as vestimentas nazistas seguem o mesmo padrão, nada exagerado, apenas o suficiente para que todos possam visualizar a época retratada.

Saindo da sala de cinema, se você compartilha seus sentimentos com os personagens do filme, então Waititi atingiu seu objetivo. Além disso, o filme também é eficaz em fazer as pessoas pensarem criticamente sobre a origem e o desenvolvimento das nossas crenças e, ao mesmo tempo, se divertirem.

Jojo Rabbit estréia nos cinemas dia 6 de Fevereiro

Jojo Rabbit

9

9.0/10

Pros

  • Sutileza e Ironia
  • Desenvolvimento dos personagens
  • Músicas

Cons

  • Começo um pouco caricato demais
Advertisement
Comments

#OMG

Netflix lança primeiro trailer de ‘Transformers: War for Cybertron: Siege’

Daiane de Mário

Published

on

A e a Netflix, em parceria com a Rooster Teeth, lançaram o primeiro teaser trailer do Capítulo Um da tão esperada trilogia TRANSFORMERS: WAR FOR CYBERTRON, que estreia no serviço de streaming em data a ser anunciada em breve. A série aumenta as apostas sobre a guerra entre os Autobots e Decepticons, com o Capítulo Um tendo seis episódios de vinte e dois minutos cada. A série vem repaginada com um novo visual e estilo de animação que apresenta os TRANSFORMERS como você nunca viu. A trilogia TRANSFORMERS: WAR FOR CYBERTRON mergulha profundamente em eventos que vivem no coração desta lendária franquia da Hasbro, destacando um período crítico na história dos TRANSFORMERS em seu planeta natal, Cybertron.

TRANSFORMERS: WAR FOR CYBERTRON: SIEGE começa nas últimas horas da devastadora guerra civil entre os Autobots e os Decepticons. A guerra que destruiu o planeta Cybertron está em um ponto crítico e os dois líderes, Optimus Prime e Megatron, querem salvar seu mundo e unificar seu povo, mas em seus próprios termos. Na tentativa de acabar com o conflito, Megatron considera usar o Allspark, fonte de toda a vida e poder em Cybertron, para “reformar” os Autobots e assim “unificar” Cybertron. Em menor número e cansados da batalha, os Autobots orquestram uma série desesperada de contra-ataques em uma missão que, se tudo der certo, terminará com uma escolha impensável: matar seu planeta para salvá-lo.

A Rooster Teeth está produzindo a série original para a Netflix e a Polygon Pictures (Godzilla, Knights of Sidonia) é o estúdio de animação. O comando da série fica por conta de F.J. DeSanto, já veterano no universo Transformers: ele trabalhou em Transformers: Titans Return e Transformers: Power of the Primes. 

O elenco de talentos de dublagem da série inclui Jake Foushee (Optimus Prime), Jason Marnocha (Megatron), Linsay Rousseau (Elita-1), Joe Zieja (Bumblebee), Frank Todaro (Starscream), Rafael Goldstein (Ratchet), Keith Silverstein (Jetfire), Todd Haberkorn (Shockwave e Red Alert), Edward Bosco (Ultra Magnus e Soundwave), Bill Rogers (Wheeljack), Sophia Isabella (Arcee), Brook Chalmers (Impactor), Shawn Hawkins (Mirage), Kaiser Johnson (Ironhide), Miles Luna (Teletraan I eCliffjumper) e Mark Whitten (Sideswipe e Skywarp).

Mais detalhes sobre os capítulos dois (EARTHRISE) e três de TRANSFORMERS: WAR FOR CYBERTRON serão anunciados em breve.

Jojo Rabbit

9

9.0/10

Pros

  • Sutileza e Ironia
  • Desenvolvimento dos personagens
  • Músicas

Cons

  • Começo um pouco caricato demais
Continue Reading

#OMG

Elenco de High School Musical quebra a internet com vídeo de dança

Avatar

Published

on

Em meio a pandemia de Coronavírus e com grande parte da população mundial em quarentena, Ashley Tisdale aqueceu os corações dos fãs de High School Musical.

Na semana passada a intérprete de Sharpay Evans postou em suas redes sociais um pequeno vídeo dançando “We’ re all in this together ” uma das músicas mais icônicas da série.

https://www.instagram.com/p/B9ze6O7FpMU/?utm_source=ig_web_copy_link

Na legenda a atriz disse “se precisarem de exercitar durante a quarentena, experimentem isso …. Espero que isso ilumine um pouco o dia de você ”

Inspirados em Ashley outros atores de High School Musical fizeram suas próprias performances, são eles: Corbin Blue que dava a vida a Chad, Vanessa Hudgens intérprete de Gabriela que preferiu curtir a música com uma boa taça de vinho, KayCee Stroh atriz que fazia Martha gravou a dança com seus filhos.

https://www.instagram.com/p/B90g4dAhPio/?utm_source=ig_web_copy_link
https://www.instagram.com/p/B90VtYThrI8/?utm_source=ig_web_copy_link

Por último, temos Bart Johnson, que deu vida à Jack Bolton, pai de Troy (Zack Efron) e técnico da equipe de basquete.

https://www.instagram.com/p/B92P1FCl9tC/?utm_source=ig_web_copy_link

Jojo Rabbit

9

9.0/10

Pros

  • Sutileza e Ironia
  • Desenvolvimento dos personagens
  • Músicas

Cons

  • Começo um pouco caricato demais
Continue Reading

#OMG

Warner está ensaiando um universo compartilhado da Hanna Barbera ?

Avatar

Published

on

Na última semana foi liberado pela Warner o trailer oficial do novo longa do Scooby Doo, porém no vídeo podemos reparar na aparição de alguns personagens clássicos da Hanna Barbera.

A Warner tem a posse de todos os personagens do estúdio clássico de animações como por exemplo: são Os Flinstones, Manda-Chuva e Zé Colmeia que fizeram muito sucesso no Brasil partir da década de 70.

No vídeo vemos Scooby e Salsicha sendo abduzidos pela nave do Falcão Azul e do Bionicão, o desenho estreou no Brasil na década de 80 e era uma sátira de Batman e Robin, ao que parece, no trailer já lançado, os personagens pedem a ajuda de Scooby e Salsicha para derrotar um perigoso vilão.

O antagonista que aparece em um cartaz da polícia é Dick Vigarista outro personagem icônico da Hanna Barbera que participava do desenho “Corrida Maluca “que teve estreia em 1967, no desenho o vilão sempre ao lado de seu fiel capanga Mutley tentavam sabotar os competidores e nunca tem sucesso.

No passado, já foi cogitado a possibilidade da Warner criar um universo compartilhado dos personagens Hanna Barbera, no entanto tudo não passa de especulações

Scooby! O Filme estreia dia 14 de Maio.

Jojo Rabbit

9

9.0/10

Pros

  • Sutileza e Ironia
  • Desenvolvimento dos personagens
  • Músicas

Cons

  • Começo um pouco caricato demais
Continue Reading

Parceiros Editorias