Connect with us

cinema

Mentes Sombrias “Uma salada de ideias sem carisma e identidade própria”

Renan M. Sampaio Motta

Published

on

Quando assistimos a um filme e refletimos sobre ele, provavelmente teremos duas perguntas pairando em nossos pensamentos: Qual o propósito do filme?, e; O que ele traz de novidade? Em Mentes Sombrias, as respostas são simples: há um propósito em capturar os fãs órfãos de obras com a temática pós-apocalíptica jovem, mas que em termos de novidade não consegue satisfazer em nada.

Para resumir, Mentes Sombrias é uma enorme salada de ideias sem nenhum carisma e nenhuma identidade própria. Há todo momento você faz relação com as obras Divergente, Jogos Vorazes, X-Men, um Road Movie qualquer e até mesmo com o excelente quadrinho Sweet Tooth. Se caso estranhou essa mistura e tenha imaginado “Como isso pode dar certo?”, eu te respondo: definitivamente não deu certo.

O roteiro além de extremamente raso e acelerado, é repleto de furos e sem personalidade, onde apenas tenta se manter firme em ideias antes já exploradas no cinema. Todos os clichês possíveis de uma aventura juvenil está presente no filme.

Uma das questões mais problemáticas é a dificuldade que a obra tem de criar empatia entre o público e os personagens. Basicamente isso se dá pela inexistência de profundidade e a velocidade com que as situações se resolvem em tela. Não há tempo e nem conteúdo para que os personagens se tornem interessantes ao ponto de torcermos por eles.

E toda essa problemática do roteiro é acentuada pela direção fraca de Jennifer Yuh Nelson (Kung Fu Panda 3), que garante atuações medianas para ruins. Mesmo que seja notável a tentativa de Amandla Stenberg (que inclusive atuou em Jogos Vorazes) de emplacar uma protagonista complexa e uma figura feminina de respeito, o resultado ficou bem aquém do que deveria.

O roteiro também está pouco preocupado em criar uma ambientação satisfatória. É impossível sentir algum grau de perigo e impossível imergir no clima apocalíptico que o filme aparenta demonstrar. Direção, roteiro e direção de arte caminham abraçados aqui. É como se fosse um filme B de baixíssimo orçamento acreditando ser tão grandioso como qualquer Blockbuster.

As cenas de ação também não conseguem imprimir uma boa execução. Não empolgam em nada. A direção não consegue criar nessas cenas um sentimento que as sustente. Não traz sequer um vilão interessante, assim como seus momentos de ação, que em teoria deveriam carregar perigo, não geram importância para o público. É tudo muito raso e acelerado.

E a trilha sonora… espera… havia uma trilha sonora? Assim como todo o filme, ela é genérica ao ponto de nem lembrarmos que ela em algum momento existiu.

mentes-sombrias-capa.png

Para não dizer que é um desastre completo, o filme tem uma narrativa que não cansa e consegue tirar algumas poucas, bem poucas risadas e cria um certo “interesse” em sabermos para onde a trama quer nos levar.

Para concluir, Mentes Sombrias é, com toda certeza, uma tentativa desesperada, de alguns engravatados, de emplacar uma possível nova trilogia teen apocalíptica, mas que não consegue nada além de ser genérica e de não possuir nenhum carisma. Talvez o longa consiga agradar o público infantil e aos jovens que não assistiram aos filmes em que Mentes Sombrias usa como muleta de sustentação.

Mentes Sombrias estreia dia 16 de agosto nos cinemas.

Advertisement
Comments

cinema

Criadores de ‘Game of Thrones’ desenvolvem filme para a DC Comics

Baseado nos quadrinhos da Vertigo, Lovecraft narra a vida do autor HP Lovecraft.

Edi

Published

on

By

Baseado nos quadrinhos de 2004 da Vertigo da DC Comics, Lovecraft  narra a vida do autor HP Lovecraft, mais conhecido por criar a entidade cósmica de Cthulhu. 

O projeto, atualmente sem título, será produzido pelos criadores de Game of Thrones que recentemente deixaram Star Wars. De acordo com Deadline, que informou pela primeira vez sobre o projeto Lovecraft , a dupla está de olho no projeto da DC desde que começaram a trabalhar em Game of Thrones. Agora que eles têm um pouco de tempo livre, a dupla de Game of Thrones quer direcionar sua energia para isso.

A história em quadrinhos de Lovecraft , escrita por Keith Giffen, imaginava um mundo em que os monstros de HP Lovecraft eram reais e Lovecraft era quem os documentava. O filme será ambientado na década de 1920 e mostrará como Lovecraft encontra Cthulhu. Atualmente, ainda não se sabe se a dupla de Game of Thrones estará dirigindo o filme, apesar de terem encontrado escritores para dar vida aos quadrinhos da DC.

Lovecraft está programado para ser escrito por Phil Hay e Matt Manfredi, que escreveram anteriormente The InvitationO diretor, Karyn Kusama, se juntará à dupla de Game of Thrones para  produzir Lovecraft para a DC. Mais detalhes sobre Lovecraft são escassos. A dupla, que recentemente ganhou um Emmy pela oitava temporada de Game of Thrones, se estabeleceu na Netflix, então é seguro dizer que eles estarão bastante ocupados pelos próximos anos.

Não há data de lançamento ou diretor atualmente vinculado a Lovecraft, da DC.

Continue Reading

cinema

Vingadores: Ultimato é eleito o pior filme da década pela revista New York

A lista não foi resultado de nenhum consenso diz e certamente não é definitiva. Mas reflete os altos e baixos de uma década tumultuada.

Edi

Published

on

By

A revista Volture, parte de entretenimento da conceituada revista New York revelou a lista dos melhores e piores filmes da década e a lista acabou surpreendendo um pouco, ainda mais depois de serem analisados 5.279 filmes.

A lista não foi resultado de nenhum consenso diz e certamente não é definitiva. Mas reflete os altos e baixos de uma década tumultuada. 

Os últimos 10 anos foram prejudicados pelas previsões do dia do juízo final sobre o cinema, sejam os precursores Netflix ou super-heróis ou os altos preços dos cinemas. Por outro lado, a revista justamente buscou entender o movimento hoje do cinema e a conclusão pode surpreender.

Os top 5 filmes foram.

1. Melancolia
2. Mad Max: Estrada da Fúria
3. A Árvore da Vida
4. Domando o Destino
5. A Separação

Homem-Aranha: No Verso da Aranha ocupa a 9 posição, Projeto Flórida a 10 posição, o sucesso e queridinho do ano, Parasita, esta na 14 posição. Em 18 posição temos Era uma vez em Hollywood e Dunkirk a 22 posição.

Porem a revista colocou os piores filmes da década como A Mumia e Vingadores: Ultimato, sendo este eleito o pior filme dos últimos 10 anos. Sobre Ultimato a revista diz

“agora o filme com maior bilheteria de todos os tempos. Era para ser o culminar de uma franquia de filmes que definia uma década e, de muitas maneiras, o produto de entretenimento mais significativo dos últimos 10 anos, o filme tem seus méritos relativos: provavelmente tem os melhores efeitos visuais de qualquer filme da Marvel, o que não é uma conquista inconsiderável. Mas mesmo durante as partes de que gostamos (e um de nós se emocionou com a conclusão), não podíamos deixar de sentir que estávamos simplesmente agradecendo pelas poucas migalhas de filmes decentes que nossos captores da cultura corporativa estavam nos jogando. 

As participações financeiras do estúdio nunca se traduziram de maneira narrativa ou emocional em uma trama de viagem no tempo projetada para mostrar caoticamente a história da franquia… Muito disso tem a ver com a caracterização aleatória de Ultimat , mal mantida unida por várias dúzias de estrelas e seus níveis variados de carisma de ator. O ponto crucial do filme é a performance de Robert Downey Jr., que, depois de todos esses anos, acaba desmoronando nas brigas, a fim de abrir caminho para os personagens que estão se graduando nas linhas de frente da após sua morte”

Concorda com a classificação da revista? Confira a lista completa aqui.

Continue Reading

cinema

Antlers | Novo Longa de Del Toro ganha trailer final arrepiante

Longa foi baseado no no curta de terror The Quiet Boy

Daiane de Mário

Published

on

O filme de suspense Antlers, produzido por Guillermo del Toro (A Forma da Água) teve seu trailer final divulgado pela Fox Searchlight nessa terça (11), Confira:

O filme conta a história de um aluno misterioso e diferente que chega a um novo colégio e começa a causar problemas para a escola devido a seus problemas familiares. Uma das professores, interpretada por Keri Russell, começa a se interessar pelo menino.

O elenco conta com Graham Greene, Scott Haze, Rory Cochrane e Amy Madigan. Ao lado de del Toro, David S. Goyer (roteirista de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”) e J. Miles Dale (A Forma da Água) estão à frente da produção. O roteiro é assinado por Nick Antosca (Hannibal) e Henry Chaisson (Open 24 Hours), com direção de Scott Cooper (Hostis“.

Antlers estreia em 17 de abril de 2020 nos EUA, ainda sem data no Brasil.

Continue Reading
error: Conteúdo Protegido