Connect with us

cinema

Crítica – Projeto Gemini “divertido de assistir, mesmo sendo “bobo””

Filme com nova tecnologia 3D+ apresenta mais definição de imagem, cores, detalhes, movimento e som imersivo.

Isadora Meneses

Published

on

No novo filme do premiado diretor Ang Lee, “Projeto Gemini” traz duas versões de Will Smith: uma de 50 e outra de 23. Originalmente escrito em 1997, o filme passou por um desenvolvimento “difícil” de aproximadamente 20 anos. Diversos diretores como Tony Scott, Curtis Hanson, e Joe Carnahan, foram todos escalados e diversos atores, incluindo Harrison Ford, Mel Gibson, Clint Eastwood, Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone, e Sean Connery, iriam estrelar. Em 2016, a Skydance Media comprou os direitos do roteiro da Disney, e em Outubro de 2017, Ang Lee assinou como diretor.

Henry Brogan (Wil Smith) é um assassino do governo que decide se aposentar após matar um terrorista anônimo. Porém, logo em seguida, ele se torna um alvo de uma operação que consegue prever todos os seus movimentos. Enquanto tenta sobreviver, ele descobre que o homem que está tentando lhe matar é um clono seu mais novo e mais rápido.

Além do processo de rejuvenescimento do ator, o longa foi captado em 3D+, formato que traz maior definição e uma experiência mais imersiva para o espectador. O 3D+ significa que o longa foi captado a uma taxa de 120 quadros por segundo (FPS), ou seja, Alta Taxa de Quadros (HFR), muito superior a tradicional captação de 24 quadros por segundo. O HFR aproxima as imagens finais àquelas que o olho humano vê.

Os efeitos do filme são um ponto muito positivo. Recriar o will Smith mais novo e mante-lo em cena quase 50% do filme é algo impressionante, principalmente pelo fato de ser gravado em 120 FPS. Ele é muito bem construído e realmente te faz acreditar que realmente existe um clone. A última cena infelizmente não é muito bem feita e vemos claramente o CGI, quebrando um pouco da magia do longa.

Já o roteiro é bem previsível, um clássico filme de ação com elementos futuristas, onde tudo da certo no final. Outro problema são os diálogos. Conversas clichês e bregas, bem tradicionais desse tipo de filme, mas que todos os fãs do gênero já estão cansados de ver.

Apesar disso tudo, o longa é legal de assistir, apesar de “bobo”. Se você não curte filmes de ação clássicos, vale a pena apenas pelo esforço da edição em 120 FPS e pela qualidade da imagem. Porém caso curta, é um filme bem divertido e muito bem construído.

Projeto Gemini estréia dia 10 de outubro.

Projeto Gemini

7

7.0/10

Pros

  • Efeitos Visuais
  • Cenários Belíssimos
  • Atuação do Will Smith

Cons

  • Diálogos pobres
  • Roteiro fraco e previsível
  • Efeitos na última cena

Viciada em livros, séries e filmes de terror. Carioca, estudante de cinema, nerd e apaixonada por direção de arte.

Comments

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido