Connect with us
Avatar

Published

on

Um gênero que podemos dizer que, praticamente, havia desaparecido das telas do cinema nos últimos tempos é aquele que se encaixa os filmes de ação. Muitos desses títulos – geralmente protagonizados por brucutus como Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone ou Bruce Willis nos anos 80 – são levados atualmente para o mercado digital e home video, fazendo com que esta categoria caia na vala comum… salvo raras exceções. Produções como as franquias John Wick, Jason Bourne e Atômica mostraram que há maneiras de se investir neste tipo de filme com criatividade e dinamismo, mesmo com um mínimo de história.

E Resgate, nova produção da Netflix e estrelada por Chris Hemsworth (Thor Ragnarok), se encaixa perfeitamente neste último: trata-se um excelente filme de ação com tiros e combates quase que incessantes. A trama, baseada na HQ Ciudad (escrita por Joe Russo e Andre Parks), é extremamente simples: Tyler Rake (Hemsworth) é um destemido ex-militar que acaba sendo contratado por um chefe do crime na Índia para resgatar seu filho adolescente, sequestrado pelo seu rival em Bangladesh. Entretanto, algo dá errado no meio da operação e para cumprir a sua missão, o mercenário não poupará esforços para concluí-lo, mesmo que isso signifique que ele gere muitos corpos e destruição.

No quesito roteiro e aprofundamento do drama, não há muito mais o que entregar. Todos os personagens são minimamente apresentados para que eles funcionem dentro desse ambiente e, honestamente, basta. O carro-chefe aqui são as cenas de ação, e nisto Resgate se mostra primoroso graças ao inventivo Sam Hargrave, que estreia na direção de um longa-metragem, e o roteiro dinâmico escrito por Joe Russo (co-diretor de Vingadores: Ultimato). Buscando sempre uma veracidade nos takes, não há receio de mostrar a violência, fazendo com que o expectador sinta o impacto de cada golpe. Sim… Tyler é aquele típico “exército de um homem só”, mas também não passa ileso e apanha bonito de seus oponentes.

Um exemplo claro deste ritmo frenético é uma cena de perseguição, que se localiza no início do segundo ato do filme, onde temos um enorme plano-sequência com seus cortes milimetricamente escondidos. O expectador é jogado no meio da ação, criando um espectro de tensão e adrenalina, sem quase nenhum momento de respiro. A câmera aqui é inquieta e passa a transitar dentro e fora do veículo em fuga, mostrando tudo que está acontecendo ao redor naquele momento. O cuidado em cada detalhe nessas tomadas surpreende e atrai a atenção do público, indiscutivelmente.

Ovi (Rudhraksh Jaiswal) e Tyler (Chris Hemworth)

Hargrave, famoso em Hollywood por coordenar dublês, foca obviamente naquilo que se tornou sua especialidade, trazendo embates crus e com criatividade, mas surpreende ao se mostrar sensível ao ambientar o cenário com uma fotografia amarelada e claustrofóbica, apresentando Daca – a capital de Bangladesh – com toda a sua discrepância sócio-econômico.

Também vemos Hemsworth fisicamente entregue de corpo e alma ao longa, garantindo versatilidade na hora de entrar em ação. Além disso, o astro apresenta uma nova faceta, que pode ser explora em futuros projetos: Tyler não abre brechas para ser bonachão ou divertido, como a maioria dos personagens que o ator interpretou no cinema são. O mercenário ganha o público pela empatia com seu background e sua conexão com o jovem Ovi (Rudhraksh Jaiswal, que desempenha um bom papel). Se o cinema americano precisar de um novo “brucutu” em suas produções, taí uma boa escolha.

Claro que o filme não passa ileso: sua visão estereotipada dos ‘mocinhos’ (geralmente caucasianos) e bandidos (praticamente toda Daca, com sua população usando roupas gastas e com rostos sujos), o filme deixa passar a oportunidade de explorar com maior realismo a situação social daquele lugar. Não que um filme deste gênero tem que se comportar assim, mas como em alguns momentos o roteiro tenta de certo modo incluir o tema em pauta (mesmo que sutilmente), poderia ter esse cuidado por parte de seus realizadores.

No mais, Resgate pode ser considerado um dos melhores filmes de ação da Netflix. Não que haja um bom parâmetro pra gente comparar ali dentro da plataforma (Esquadrão 6 taí pra provar que pirotecnia demasiada não faz de um filme algo memorável dentro do gênero), mas com seu formato objetivo e com um pouco de engenhosidade na hora de desenrolar as cenas de maior energia, a produção pode sim cativar seu público e não cair no marasmo. Para os amantes deste estilo de filme, é um prato cheio.

Resgate está disponível na Netflix.

8.8

8.8/10

Pros

  • Ação quase ininterrupta
  • Direção frenética
  • Fotografia claustrofóbica

Cons

  • Roteiro raso
  • Personagens estereotipados
  • Duração excessiva do filme

Publicitário, designer gráfico e nas horas vagas um entusiasta de filmes, séries, animes, tokusatsus e HQ's desde os anos 90... Sem essa de Marvete ou DCnauta: o esquema é ter histórias boas para serem contadas! #FicaDica

Advertisement
Comments

cinema

Your Name | Adaptação live-action encontra seu diretor

Longa irá adaptar o anime lançado em 2016 no Japão.

Avatar

Published

on

E a adaptação com atores reais de Your Name (Kimi no Na wa) enfim encontrou seu diretor: segundo o Deadline, o cineasta Lee Isaac Chung (Minari) foi o escolhido pela Paramount para escrever e dirigir o longa. Chung irá trabalhar a partir de um roteiro escrito por Eric Heisserer (A Chegada).

JJ Abrams (Star Wars) será um dos produtores – por meio da sua produtora, a Bad Robot – juntamente com Genki Kawamura, que produziu a animação original. A Toho cuidará da distribuição do filme no Japão, enquanto que a Paramount será responsável em todos os outros territórios.

Nesta versão reinventada do anime, dois adolescentes descobrem que estão trocando de corpo de maneira mágica e intermitente. Quando um desastre ameaça destruir suas vidas, eles devem viajar para encontrar e salvar seus respectivos mundos. O longa animado foi lançado originalmente em 2016 e foi um dos grandes sucessos do cinema japonês na época, arrecadando US$ 303 milhões somente em seu país de origem.

Outras informações sobre a produção, como elenco ou início de gravações, não foram divulgadas até o momento. A data de lançamento do filme também não foi revelada.

O anime de Your Name está disponível na Netflix.

8.8

8.8/10

Pros

  • Ação quase ininterrupta
  • Direção frenética
  • Fotografia claustrofóbica

Cons

  • Roteiro raso
  • Personagens estereotipados
  • Duração excessiva do filme
Continue Reading

cinema

Mulan pode ter arrecadado US$ 260 milhões com lançamento no Disney+

Dados de analistas apontam que 29% dos assinantes da plataforma adquiriram o longa.

Avatar

Published

on

Apesar das críticas recentes, algumas informações dão conta de que o Disney+ pode ter arrecadado uma bela quantia com a ida de Mulan para a plataforma via on-demand. Analistas relataram para o Yahoo! que cerca de 29% dos assinantes – no momento, por volta de 9 milhões de lares – adquiriram o longa no valor de 30 dólares. Assim, o remake poderia ter arrecadado US$ 261 milhões somente nos EUA.

Em comparação com filmes que entraram somente no circuito de cinemas tradicionais, a estratégia parece ter sido a mais acertada para a empresa: Tenet, o novo filme de Christopher Nolan, obteve US$ 29,5 milhões no mesmo período de tempo, por exemplo. Entretanto, a nova produção da Disney está com dificuldades em arrecadar uma boa bilheteria na China – um dos principais mercados para o lançamento. Na estreia em território chinês, onde os cinemas foram reabertos, o live-action somou somente US$23,2 milhões.

Roteirizado por Rick Jaffa, Amanda Silver, Elizabeth Martin e Lauren Hynek, a produção comandado pela diretora Niki Caro (Encantadora de Baleias) tem a atriz chinesa Liu Yifei na versão em carne e osso da protagonista. Jet Li (Os Mercenários) é o Imperador da China, enquanto que Donnie Yen (Rogue One) interpreta Tung – um mentor e professor da heroína – e Gong Li (Memórias de Uma Gueixa) encarna uma nova vilã feiticeira. Utkarsh Ambudkar, de A Escolha Perfeita, e Ron Yuan (Marco Polo) também estão no elenco.

Assim como no original, o épico irá mostrar a jornada da jovem destemida que se disfarça de homem para combater (no lugar de seu pai) os guerreiros vindos da Mongólia, que invadiram o norte da China. Entretanto, esta adaptação seguirá um tom mais sóbrio e ‘realista’ do que a animação, fugindo de elementos cômicos e musicais vistos neste último, o que despertou a ira de alguns fãs do desenho.

Mulan está disponível no Disney+ via on-demand.

8.8

8.8/10

Pros

  • Ação quase ininterrupta
  • Direção frenética
  • Fotografia claustrofóbica

Cons

  • Roteiro raso
  • Personagens estereotipados
  • Duração excessiva do filme
Continue Reading

cinema

Filmagens de Batman foram retomadas no Reino Unido

Não há notícias, no entanto, de que Robert Pattinson voltou ao set.

Avatar

Published

on

Ao que tudo indica, as gravações de Batman foram retomadas no Reino, de acordo com informações obtidas pelo Deadline. As filmagens haviam sido interrompidas há 15 dias, quando Robert Pattinson – que protagoniza o longa – foi diagnosticado com o coronavírus. Não há, até o momento, notícias de que o ator se recuperou e está de volta ao set.

O novo filme, dirigido pelo cineasta Matt Reeves (Planeta dos Macacos), mostra o mascarado em seu segundo ano como vigilante e está tentando resolver uma série de assassinatos misteriosos. O elenco de Batman terá Pattinson no papel-título, Zoë Kravitz  (Big Little Lies) como a Mulher-Gato, John Turturro (de O Grande Lebowski e Transformers) como o mafioso Carmine Falcone e Paul Dano (Sangue Negro) como o vilão Charada. Jeffrey Wright, o Bernard de Westworld, será o Comissário James Gordon, Colin Farrell (Dumbo; Animais Fantásticos) como Pinguim e Andy Serkis (Pantera Negra) viverá Alfred Pennyworth, mordomo e tutor do bilionário Bruce Wayne.

Batman chega aos cinemas em 2021.

8.8

8.8/10

Pros

  • Ação quase ininterrupta
  • Direção frenética
  • Fotografia claustrofóbica

Cons

  • Roteiro raso
  • Personagens estereotipados
  • Duração excessiva do filme
Continue Reading

Parceiros Editorias