Crítica | Um Lugar Silencioso – Parte II “Filme lindo da p****”

É uma experiência inigualável. É um filme pra se ver com o melhor som que você puder.

Obrigada, Krasinski, foi lindo!

Um Lugar Silencioso – Parte II é a sequência direta do filme com o mesmo nome, que foi lançado em 2018. Uma revolução no cinema de terror e uma joia maravilhosa. As notas em todas as redes sociais de filmes não me deixam mentir.

E quando um filme faz sucesso, obviamente é encomendada uma sequência. Não creio que esse era o objetivo inicial de John Krasinski (ator, diretor e criador desses filmes), mas o menino ganhou total direito a escrever a sequência sozinho. O que manteve os pés no chão no roteiro e nos trouxe essa beleza que ele visualizou.

A parte 2 começa exatamente onde o 1 terminou, com a família Abbott (Emily Blunt, Noah Jupe e Millicent Simmonds) traçando novos planos de sobrevivência após a destruição de sua fazenda.

Mas a sequência que abre o filme é o “day 1” da vinda dos monstros pra terra. E que coisa linda! Dá muito nervoso, é muito bem feito e mesmo você sabendo que os personagens principais sobrevivem a esse dia… você continua com nervoso. Isso é grande mérito da direção do Krasinski, que sabia exatamente o que queria transmitir e fez lindamente. E olha que o cara nem é experiente no terror, ele só sabe o que faz mesmo.

Nesse filme somos apresentados a um novo personagem, Emmet (Cillian Murphy), que introduz um novo ambiente de sobrevivência e ajuda na quest principal. E digo principal porque os personagens se separam e cada uma precisa fazer algo, de importância imediata e de importância a longo prazo.

Destaque para Millicent Simmonds, que agora tem muito mais importância na trama, “fala” mais e mostra a determinação que seu pai teve. Ela tem muito futuro e espero que seja muito aproveitada no cinema.

Não tenho muito o que falar sem entrar em spoilers, pois o filme é curto e simples, com o objetivo que já fora previsto com o final do primeiro. Existe uma surpresa de elenco e um pouco mais de destaque aos monstros, mas vou deixar vocês descobrirem por si só.

O final me agrada e desagrada, não é minha parte favorita, mas também é bem feito. E termina como o primeiro: resolvendo e deixando em aberto de leve se quiserem fazer um 3.

Espero que pare em 2, pois está tão bom que o terceiro não me parece ter história o suficiente pra se sustentar, a não ser que emperiquitem ele ou pulem muito no tempo e venha uma nova ameaça. Para no 2, então… ou me surpreendam muito.

Um Lugar Silencioso – Parte II

Um Lugar Silencioso – Parte II
4 5 0 1
A família Abbott precisa enfrentar os terrores do mundo exterior enquanto luta pela sobrevivência em silêncio. Forçados a se aventurar no desconhecido, eles percebem que as criaturas que caçam pelo som não são as únicas ameaças no caminho da areia.
A família Abbott precisa enfrentar os terrores do mundo exterior enquanto luta pela sobrevivência em silêncio. Forçados a se aventurar no desconhecido, eles percebem que as criaturas que caçam pelo som não são as únicas ameaças no caminho da areia.
4,0 rating
4/5
NOTA FINAL
Good

Como já disse, destaque merecido para Millicent, mas todos atuam muito bem, a direção é primorosa e, se tiver a chance, POR FAVOR TOMEM VACINAS PARA TODO MUNDO PODER VER NO CINEMA UM DIA. É uma experiência inigualável. É um filme pra se ver com o melhor som que você puder.

Muitos vão dizer que a sequência é melhor que o original. Eu não consigo dizer isso, ainda mais por esse se beneficiar de ter toda a parte explicativa presente no primeiro, mas olha.. é páreoduro.

Um Lugar Silencioso – Parte II já está em exibição no Brasil desde 22 de julho e definitivamente merece o seu ingresso.

*A convite da Paramount Brasil vimos o filme em um ambiente seguro.

Total
59
Shares
Related Posts
Total
59
Share