Connect with us
venom 2 tempo de carnificina venom 2 tempo de carnificina

Cinema

Crítica | Venom: Tempo de Carnificina “Não poderia ser pior que o primeiro”

Venom: Tempo de Carnificina não é pior que o primeiro, mas a concorrência entra si mesmo não era difícil de ser superada.

Publicado

em

Venom: Tempo de Carnificina estreia hoje nos cinemas brasileiros e na semana passada tivemos a oportunidade de ver o filme a convite da Sony Pictures Brasil, vale uma reflexão, o filme é basicamente um divã entre um humano e um Et na maior parte do tempo.

Tom Hardy estrela novamente como Venom com um plus de que agora ele também assina o roteiro, e sim, já achamos Hardy meio doido, imagina ele escrevendo um filme que tem tudo pra ser bem bugado? Em Venom: Tempo de Carnificina temos a continuação do primeiro longa, diretamente com o retorno da atriz mais maravilhosa da franquia, Michelle Williams.

O roteiro não faz sentido na maior parte do tempo como por exemplo a fixação de Woody Harrelson (serial killer e Carnificina) por Eddie Brock que nada mais é na história que um reporter falido, como também a cena que Anne (Williams) chama Eddie somente para lhe dar uma notícia que poderia ser facilmente feita pelo telefone. A unica coisa que faz as coisas fazerem sentido é o final do filme na cena pós crédito, mas este momento dura menos que 3 minutos.

Hardy e Williams brilham mais uma vez, e por mim poderia haver um filme com Williams como Venom fácil, o filme pelo menos torna as cenas entre Venom e Eddie em seu divã, tragável.

As boas cenas de luta do filme e principalmente a competente direção de Andy Sarkis tornam o ato final do filme aceitável pelo o que ele foi ao longo dele mesmo, bom, pra ser justo, quem vai ver Venom: Tempo de Carnificina não pode sair esperando muita coisa.

A cena pós credito que já foi amplamente vista por alguns vale a ida ao cinema de qualquer forma, principalmente para os insaciáveis fãs da Marvel.

Venom: Tempo de Carnificina estreia hoje principalmente nos cinemas Cinesystem.

Comments