Connect with us

cinema

Critica – X-Men: Fênix Negra “não corresponde as expectativas”

Thalita Heiderich

Published

on

Por anos a Fox vem tentando nos contar a história dos mutantes que nos acompanharam por nossa infância e adolescência nas telas da TV e pelos quadrinhos.Em algumas vezes houveram falham (muitas falhas)… Em outras… mais falhas xD brincadeira, tem cena boa e coisas legais nos filmes também. Infelizmente, esse universo nunca se desenrolou como deveria. Depois do MCU e da burocracia de “a quem pertence tal personagem?”, temos aqui o fim dessa versão dos X-Men, com um grande arco, a Fênix Negra.

Dirigido por Simon Kinberg, fiel companheiro da saga… X-Men: Fênix Negra nos apresenta o fim DESSA história. Todos viram os trailers? Os X-Men viajam pro espaço, uma coisa estranha é sugada pela Jean Grey, ela fica brilhando e tá poderosa e “do mal” (discutível). Pulemos essa introdução.

O filme é corrido, quer apresentar muita coisa que não foi explorada nos filmes anteriores e continua explorando coisas que a gente queria muito ver (como a separação da Mística e dos X-Men). Para os fãs dos quadrinhos… a coisa fica meio confusa. É uma mistura de história seguida a risca com vilão meio que inventado…

Mas vamos nos basear apenas no cãnone dos filmes…
Pra um fim de trilogia, até que faz um bom filme. Os efeitos em CG são bem legais, o visual do filme é bom. Chego a dizer que o primeiro e o segundo ato são muito bons. A história anda, os diálogos são bons e mesmo a apresentação do clímax é agradável.

No terceiro ato eu me perdi. Não foi grandioso, entende? Nós (como público) não presenciamos o real poder sugado por Jean, o final é fraco… o vilão é genérico. Diria que o fim é contido e teve medo de ser grandioso. A Fênix Negra nunca mostra seu “lado negro”, o roteiro parece ter medo de mostrar a Jean em ‘Full power’… do mal. Ela só está confusa, parece uma adolescente na puberdade.

Pra quem não sabe, os direitos dos X-Men foram vendidos, o quê impede a Fox de continuar a história. Esse filme tinha potencial pra continuação, mas por questões burocráticas, o fim não é caprichado e nem aberto. É triste… temos bons atores, temos um universo maneiro, mas são muitos fatores externos complicando o crescimento da franquia.

A fotografia é bonita, simples, mas eficaz. A cena inicial é bem legal. A direção tem carinho pela história também… e tenta fazer o melhor do roteiro. Mas não se destaca. Provavelmente por ser uma das primeiras direções do Simon. Ainda assim, consigo notar momentos em que as coisas são filmadas mais de longe pra poupar que o CG seja ruim. Isso é elegante.

Filmes com muitos personagens correm o risco de perder gente no meio do caminho, principalmente quando todos têm poderes. Isso acontece aqui. Tem personagem que só aparece no primeiro ato e é esquecido. Os melhores são mal aproveitados. Ainda assim, tenta dar maior destaque pra quem ficou perdido nos filmes anteriores.

A personagem principal é claramente a Jean Grey. Não gosto da atriz… ela e a Jennifer Lawrence são duas atrizes sem expressão que Hollywood adora. Ainda assim, suas atuações estão boas, não destaco nada, mas também não estragam a história. Também, pudera, o elenco desse filme é demais e qualquer coisa que eles façam é sinal de boa atuação.

Wrap Up! X-Men: Fênix Negra é um filme de fim de arco que não corresponde as expectativas que o cargo lhe impõe. Corre no enredo e perde tempo construindo pontes que não tem tempo de terminar por causa de burocracia. Apresenta um vilão que nem precisava fazer parte da história e deixa a franquia com um triste adeus, sem nem nos deixar com vontade de continuar acompanhando.

Apesar disso, tem um elenco lindo, o visual é bonito, e vale a pena ver cada minuto da Jessica Chastain de salto agulha em locais difíceis de caminhar.

X-Men: Fênix Negra estréia dia 6 de junho nos cinemas. 

X-Men: Fênix Negra

5.5

Nota

5.5/10

Pros

  • As pernas da Jessica Chastain
  • A cena do trem
  • Dar adeus à franquia

Cons

  • Roteiro fraco e com elementos desnecessários
  • Falta da grandiosidade que um filme final precisa ter
  • Falta de culhão pra fazer uma Jean Grey do mal.

Carioca viciada em séries, filmes do drama ao terror gore. Rabiscadora de livros, nerd, míope e ouvinte de podcast com a cabeça na janela do ônibus.

Advertisement
Comments

cinema

Antlers | Novo Longa de Del Toro ganha trailer final arrepiante

Longa foi baseado no no curta de terror The Quiet Boy

Daiane de Mário

Published

on

O filme de suspense Antlers, produzido por Guillermo del Toro (A Forma da Água) teve seu trailer final divulgado pela Fox Searchlight nessa terça (11), Confira:

O filme conta a história de um aluno misterioso e diferente que chega a um novo colégio e começa a causar problemas para a escola devido a seus problemas familiares. Uma das professores, interpretada por Keri Russell, começa a se interessar pelo menino.

O elenco conta com Graham Greene, Scott Haze, Rory Cochrane e Amy Madigan. Ao lado de del Toro, David S. Goyer (roteirista de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”) e J. Miles Dale (A Forma da Água) estão à frente da produção. O roteiro é assinado por Nick Antosca (Hannibal) e Henry Chaisson (Open 24 Hours), com direção de Scott Cooper (Hostis“.

Antlers estreia em 17 de abril de 2020 nos EUA, ainda sem data no Brasil.

X-Men: Fênix Negra

5.5

Nota

5.5/10

Pros

  • As pernas da Jessica Chastain
  • A cena do trem
  • Dar adeus à franquia

Cons

  • Roteiro fraco e com elementos desnecessários
  • Falta da grandiosidade que um filme final precisa ter
  • Falta de culhão pra fazer uma Jean Grey do mal.
Continue Reading

cinema

Aves de Rapina | Twitter lança emojis especiais do filme

Os emojis são específicos de cada personagem.

Daiane de Mário

Published

on

Aves de Rapina – Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa é o próximo filme que será lançado na lista da DC Films, e os fãs estão animados e curiosos para ver como a história irá se desenrolar nas telonas. O longa irá reunir algumas das personagens femininas mais queridas da DC Comics, e o primeiro trailer e pôsteres promocionais mostraram a energia colorida e elegante que virá com ele.

Em comemoração ao painel do filme na CCXP19, o Twitter lançou uma série de emojis especiais, que aparecem quando os fãs usam hashtags relacionadas ao filme. Isso inclui um martelo para Harleen Quinzel / Arlequina (Margot Robbie), uma besta para Helena Bertinelli / Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), um pássaro preto para Dinah Lance / Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell), soco inglês para Renee Montoya (Rosie Perez) e um diamante para Cassandra Cain (Ella Jay Basco).

Com roteiro assinado por Christina Hodson (Transformers 6) e direção de Cathy Yan (Dead Pigs), o longa tem no elenco Mary Elizabeth Winstead (Scott Pilgrim Contra o Mundo), Jurnee Smollett-Bell (Underground) e Rosie Perez (Rise), que viverão respectivamente as heroínas Caçadora, Canário Negro e Renee Montoya. Ella Jay Basco (Grey’s Anatomy) fará o papel de Cassandra Cain e Ewan McGregor (Doutor Sono) será o vilão Máscara Negra. Já Chris Messina, de Objetos Cortantes, irá interpretar o serial killer Victor Zsasz.

Aves de Rapina chega aos cinemas brasileiros em 06 de fevereiro.

X-Men: Fênix Negra

5.5

Nota

5.5/10

Pros

  • As pernas da Jessica Chastain
  • A cena do trem
  • Dar adeus à franquia

Cons

  • Roteiro fraco e com elementos desnecessários
  • Falta da grandiosidade que um filme final precisa ter
  • Falta de culhão pra fazer uma Jean Grey do mal.
Continue Reading

cinema

Aves de Rapina | Diretora revela que Tarantino a influenciou no longa

Em entrevista, diretora do longa revelou todas suas maiores influências e o que podemos esperar de Aves de Rapina

Daiane de Mário

Published

on

Pelo que vimos até agora nos trailers e ouvimos do elenco e da equipe nos últimos meses, Aves de Rapina será bem diferentes do filmes anteriores já lançados sob o selo da DC, tentando romper ao máximo com a fama já pré-estabelecida do seu antecessor, Esquadrão Suicida.

Parte disso pode ser apenas a classificação R, mas a diretora do longa, Cathy Yan, também foi influenciada por cineastas incrivelmente únicos, como Quentin Tarantino e Stanley Kubrick.

Ouvir que um filme é influenciado por Tarantino imediatamente faz você pensar que o filme será repleto de diálogos rápidos, linguagem pesada e muita violência exagerada. Aves de rapina certamente terá todas essas coisas, mas não são as únicas marcas da inspiração de Tarantino.

Durante uma entrevista no set de filmagens de Aves de Rapina, Yan conversou com os repórteres sobre os filmes e cineastas que influenciaram sua nova aventura.

“Claro. Sim, quero dizer, há muitas influências no filme”, ​​começou Yan. “Quero dizer, do jeito que falamos, a estrutura do filme era um pouco como Pulp Fiction conhece Rashomon. Portanto, é uma estrutura não convencional. Para mim, existem muitos dos meus cineastas favoritos que têm influências sobre este filme. Então Tarantino obviamente, O Profíessional de Luc Besson, com certeza, especialmente o relacionamento entre Harley e Cas “.

“Na verdade, temos alguns, acho que diria odes para certos filmes, atentem para isso”, continuou ela. “E também uma influência visual deLaranja Mecânica. E, como o Milk Bar, o Black Mask Club tem muito disso, as figuras femininas e então meio que reinterpretando, o Era dos anos 70.

Aves de Rapina chega aos cinemas em 6 de fevereiro de 2020.

X-Men: Fênix Negra

5.5

Nota

5.5/10

Pros

  • As pernas da Jessica Chastain
  • A cena do trem
  • Dar adeus à franquia

Cons

  • Roteiro fraco e com elementos desnecessários
  • Falta da grandiosidade que um filme final precisa ter
  • Falta de culhão pra fazer uma Jean Grey do mal.
Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido