Connect with us
Avatar

Published

on

Destaque:

• Nightwing: Year One Deluxe Edition Hardcover (“Asa Notura: Ano Um – Edição de Luxo (Capa Dura)”, em tradução livre), nos títulos de novas Edições Coletadas.

Novos quadrinhos:

  • Batman: The Adventures Continue #2 (“Batman: As Aventuras Continuam #2”, em tradução livre).
  • DC Classics: The Batman Adventures #2 (“Clássicos DC: As Aventuras do Batman #2”, em tradução livre).
  • DCeased: Dead Planet #1 (“DCeased: Planeta Morto #1”, em tradução livre).
  • Event Leviathan: Checkmate #2 (“Eventos do Leviatã: Xeque-mate #2”, em tradução livre).
  • Harley Quinn #74 (“Arlequina #74”)
  • Justice League #48 (“Liga da Justiça #48”)
  • Lois Lane #12 (series finale) (“Lois Lane #12 (final de série)”)

Novas Graphic Novels/Edições Coletadas Originais:

  • Batman: Arkham Asylum (New Edition) (“Batman: Asilo Arkham (Nova Edição)”).
  • Infinite Crisis Omnibus Hardcover (New Edition) (“Crise Infinita: Omnibus – Capa Dura (Nova Edição)”, em tradução livre).
  • Red Hood: Outlaw Vol. 3: Generation Outlaw (“Capuz Vermelho: Fora-da-lei Vol.3: Geração Fora-da-lei”, em tradução livre).

Biomédica que calhou de ser editora e redatora da área de HQs do CDL.

Advertisement
Comments

HQs

Resenha | Amazônidas – Guardiões das Florestas

O quadrinho, baseado na mitologia indígena brasileira, é uma boa pedida de leitura atual.

Avatar

Published

on

A mitologia indígena é rica e vasta em histórias e deuses que poucos brasileiros conhecem. Inspirados nisso, a editora 137 Studio resolveu desenvolver um quadrinho para mostrar que nossos heróis são tão bons quanto qualquer um outro (ou até melhor).

O Cabana do Leitor decidiu dar uma provinha desse mundo para vocês em uma resenha sem spoilers. Estão preparados para os deuses Tupi?

O enredo conta a história da criação do mundo, como Tupã criou a Terra, os animais e os homens. Porém, o homem, por não conseguir encontrar a felicidade por si só criou a guerra. Enfurecido, Tupã levou a terra seus dois filhos (Jurupari e Yahu), para que pudessem ajudar a guiar as tribos.

Mesmo com o semblante de liderança, os irmãos eram muito diferentes um do outro, o que fez com que ressentimentos e angústias fossem sendo alimentados ao passar dos anos, até o dia enfático que Yahu se apaixonou e casou com uma mortal, e isso, no pensamento de Jurupari, seria “sujar” a linhagem dos deuses, tornando os irmãos agora rivais.

A história muda de protagonista assim que o filho de Yawira (a mortal) e Yahi nasce, o chamado Anhangá. Diferente de todos da aldeia, Anhangá nasceu com a pele tão branca que beirava ao azulado, e todos assumiram que a criança tinha nascido amaldiçoada, então o menino nasceu sofrendo represálias e sem amigos.

Anhangá acaba sendo expulso da tribo e se torna um grande guerreiro, além de ter um vasto conhecimento sobre os segredos e mistérios da floresta e seus animais. Porém, algo maligno se aproxima quando os espíritos do mal, buscando por vingança, aparecem na Terra. Será que Anhangá defenderá aqueles que o maltrataram? Será que o preconceito pelo diferente prevalecerá? Isso você descobrirá lendo a obra.

A equipe criativa conta com roteiro de Ademar Vieira/Yonami, ilustração do Thiago Vale, cores do Marcos Martins e Fábio Bandres, arte final do Emanuel Braga e letras de Yonami. O excelente trabalho do grupo torna a experiência bem imersiva. A riqueza de detalhes tanto nas cores, quanto no enredo do folclore amazônico deixam o gostinho de quero mais pairando sob o leitor.

Amazônida é uma boa pedida para amantes de quadrinhos e deuses mitológicos. A riqueza da mitologia indígena e a excelente condução da história fazem com que esta HQ seja indispensável na lista de leitura. Quadrinhos como este abrem um leque de representatividade para enredos que o próprio povo brasileiro já possui, tornando histórias corriqueiras de quadrinhos americanos um mais do mesmo.

Para conferir mais obras da editora é só clicar aqui que será encaminhado para o instagram oficial.

Continue Reading

HQs

Batman: Reis do Medo está disponível pela Panini

Editora Panini lança Batman: Reis do Medo no Brasil.

Avatar

Published

on

A Editora Panini lança a obra Batman: Reis do Medo. A publicação dá continuidade à saga do herói contra um dos grandes vilões de Gotham City, o Espantalho.

A equipe criativa é composta pelo roteirista Scott Peterson (Batman) e desenhista Kelley Jones (Batman, Monstro do Pântano). A estrutura do quadrinho será de mais de 150 páginas com papel LWC e capa cartão, pelo valor de R$ 59,90.

Confira a capa abaixo:

Sinopse

Após o Cavaleiro das Trevas vencer, mais uma vez, o Coringa e levá-lo preso, ele se depara com uma rebelião no Asilo Arkham, durante a qual o Espantalho consegue fugir e leva consigo um funcionário como refém. Diante disso, o Homem-Morcego necessita encontrar o melhor plano para resgatar a vítima que está em poder do vilão.

Mas nem tudo sai como o planejado e Batman inala o gás do medo que o faz relembrar diversas situações perigosas que outros grandes vilões já causaram em Gotham City e, pior, o faz sentir-se culpado por cada uma delas. Como se já não bastasse a confusão mental do herói, o Espantalho também faz com que o Batman consiga ver um pouco mais sobre os criminosos cotra os quais já lutou e ter uma visão de como poderia ser a vida de cada um deles, se não existisse o Cavaleiro das Trevas.

Batman: Reis do Medo já está disponível na loja oficial da Panini e nas bancas. Para obter a sua edição é só clicar aqui.

Continue Reading

HQs

Resenha | X-Men #1

A história de Hickman finalmente chegou ao Brasil. Está preparado para descobrir mais sobre Krakoa?

Avatar

Published

on

Finalmente, o mundo de Krakoa chegou ao Brasil com a primeira edição intitulada X-Men #1 pela Editora Panini, onde junta a primeira edição de House of X e Powers of X em um encadernado só. Mas será que você sabe sobre o que é esse novo rumo nas histórias dos heróis? Para saber mais continue lendo esta resenha sem spoilers.

“Humanos do Planeta Terra. Enquanto vocês dormiam, o mundo mudou.”

É assim que começamos essa edição, com um mundo mudado, onde os mutantes agora tem um lar e eu não estou falando da escola do Xavier. Aparentemente, da noite para o dia, foram criados portais em diversos lugares, como em Washington (Terra), Marte e na Lua. Todos esses portais, no final, dariam em um mesmo lugar: Krakoa.

Krakoa é uma ilha com inteligência coletiva, onde o seu ecossistema funciona de forma totalmente diferente do habitual. Como se fosse uma entidade viva. A Ilha tem sua própria linguagem, que os mutantes se adequam a ela; próprio reconhecimento de mutantes, aqueles sem a mutação do gene X não conseguem acessar a ilha; e sua própria plantação, onde as sua flores contém poderes, como o de criar portais.

Os X-Men de Jonathan Hickman

Um lugar tão autossustentável como Krakoa não iria passar despercebido pelos olhos dos não-mutantes, que logo quiseram obter uma parte de todo poder que o lugar pode proporcionar. Porém, com a equipe inteira reunida (isso mesmo, Xavier e Magneto estão nessa juntos), os humanos mal sabem onde estão se metendo. Com anos e anos de represálias, preconceito e culpando os mutantes, acha mesmo que eles vão dar algo de mão beijada? Não mesmo.

Larraz House of X 1 Magneto – Dork Forty!

As cores e os traços ganham grande destaque aqui. Os ilustradores R.B. Silva e Pepe Larraz e o colorista Marte Gracia deram a Krakoa uma vida ainda mais intensa do que a escrita, junto com a ambientação e a magnitude no estilo dos personagens.

Claro que não podemos deixar de lado a escrita do Hickman. O roteirista respeita sua forma de escrita, com uma primeira edição onde você se encontra perdido com o tanto de informações novas, mas que ao mesmo tempo te instiga a descobrir mais desse mundo. A história é cheia de detalhes e informações que aparecem em forma de arquivos, assim como suas outras obras (The Black Monday Murders, East of West).

A Panini teve uma boa sacada em juntar os dois títulos nessa edição, trazendo aos leitores brasileiros o esquema de postagem que aconteceu nos Estados Unidos. Na edição veio um brinde de papel-cartão semente, onde você pode plantar o cartão e dele nascerá uma flor. Quem sabe não é a flor de Krakoa para você abrir o seu portal até a ilha?

Se interessou pela obra? Você pode adquirir a sua edição clicando aqui.

Continue Reading

Parceiros Editorias