Connect with us

Colunistas

Divergente – Série estava fadada ao fracasso desde o primeiro filme

Edi

Published

on

LOJA DC 4

Quando Shailene Woodley disse em uma entrevista recente que ela não tinha certeza que iria voltar para o final de Divergente que será filmado e direcionado para a televisão, alguns fãs pensaram que ela estava sendo ingrata.

De certa forma, a reação é compreensível, até certo ponto: Como poderia a estrela de um grande (relativamente falando) série de filmes deixar justamente a produção no seu último filme?

O estúdio simplesmente acabou com a obra de Veronica Roth, em seguida, dividiu o último livro em dois filmes, em seguida, decidiu que a quarta parte não seria realmente um filme. Se o estúdio não acredita que eles podem montar um filme digno de ser lançado nos cinemas, por que Shailene deveria lhes fazer um favor de assinar um novo contrato (que não é obrigatório, porque seu atual contrato apela para o quarto filme apenas como versão de cinema) para um filme de TV de baixo orçamento?

(E sim, ele vai ser filmado com um orçamento menor. Sabemos que a Summit pensa assim, eles admitiram aos investidores que tinham apressado o terceiro filme e prometido filmar o quarto por menos dinheiro. Os efeitos especiais que já estavam muito ruins – então você pode imaginar quão pior que eles estariam na TV).

Veja nossa crítica aqui –  Convergente 

Vamos ser honestos: O filme de TV vai flopar. Pode agradar, 20% dos teimosos que ainda estão ansiosos. A verdade da questão é que a Summit quer termina-lo o mais rápido possível, mas para agradar os investidores que estão querendo uma “série spinoff” para fazer parecer que há potencial a longo prazo. Mas não há.

E é inteiramente culpa da Summit. Eles não teriam que fazer a série tão diferente do material de origem. Eles não tinham que dividir um terceiro livro em dois filmes.

convergenteantecipa

Esta degenerado, financeiramente falando, porque os fãs desistiram. Os fãs – as pessoas que fizeram a série de filmes possível, em primeiro lugar – foram traídos quando os produtores começaram tirando a historia original de Veronica Roth fora da equação cinematográfica. Os fãs – que já estão cansados de adaptações distópicas – estão dando um recado, “NÃO ACEITAMOS INTERFERÊNCIAS”. Podemos ver que Harry Potter, é um exemplo, o filme seguiu a risca o livro e no fim, todos ficaram satisfeitos.

Isso é algo que nunca vou entender: Como os estúdios podem trair os fãs. Se você perder a sua base central que estavam lá para você no início, o que você espera que aconteça?

Infelizmente tivemos este mal súbito com dois filmes muito esperados. Tanto Batman vs Superman: A Origem da Justiça quanto Esquadrão Suicida foram mexidos pela Warner Bros. Curiosamente Deadpool que foi um enorme sucesso foi feito com toda a liberdade criativa, a Fox somente distribuiu o filme e mal ajudou na produção Harry Potter também teve um fator fundamental para o seu sucesso, JK trabalhou sempre perto da produção, por isso temos em todos os filmes uma conotação literal praticamente do livro. Será que os estúdios não percebem que mexer em uma obra original ou nao liberdade criativa só prejudica no fim um grupo, eles mesmos.

Edi on FacebookEdi on InstagramEdi on Twitter
Edi
Produtor, escritor nas horas vagas, administrador, editor e fundador do site CDL.
Comments